10 de set de 2012

Amiga da minha mulher - Seu Jorge - não gostei!!!

Fãs cegas (e não surdas! kkk) do Seu Jorge por favor nem leiam isso aqui porque vocês vão me xingar, mas como vivemos num mundo livre onde as opiniões devem ser enfiadas goela abaixo aceitas, eia aqui a minha indignação opinião. Na verdade nunca fui fãããã dele, apenas apreciava o seu tom de voz, que para mim tem um q especial e a sua simpatia em certas entrevistas e fazendo duetos nos palcos por aí. Eis que tô no carro...... começa a tocar uma música dele...... tá..... aumento o som..... tá...... aí começo a prestar atenção na letra..... tá....... cara, foi dando uma raiva...... eu pensava que só as mulheres-fruta e as novelas davam mal exemplo. Sei lá, pode ser exagero da minha parte, mas não gostei da música Amiga da minha mulher e cheguei até a me sentir ofendida. A parte do pego-não-pego trata a mulher como uma coisa sem valor, desrespeitoso. Mas como eu não gostei da música inteira, postei a letra aqui e nas entrelinhas, em vermelho, vou anotar o que eu pensei enquanto ouvia esses absurdos no carro!

Ela é amiga da minha mulher.
Pois é, pois é.. até aí tudo bem
Mas vive dando em cima de mim. hum??
Enfim, enfim..
Ainda por cima é uma tremenda gata, pra piorar minha situação.
Se fosse mulher feia tava tudo certo, mulher bonita mexe com meu coração. hum??? Esse é o Seu Jorge mesmo?
Se fosse mulher feia tava tudo certo, mulher bonita mexe com meu coração. aff... - eu já torcendo a boca.
[refrão]
Não pego, eu pego, não pego, eu pego, eu não pego não..
Não pego, eu pego, não pego, eu pego, eu não pego não.. Ah não, nem quero mais saber desse tal de Seu Jorge, pensei que ele selecionava melhor seu repertório..... prefiro Latino com o Kuduro! 
Minha mulher me perguntou até: qual é, qual é?
Eu respondi que não tô nem aí. que idiota!!!!!
Menti, menti.. não não!!! vou continuar ouvindo só pra ver onde essa letra vai! p... da vida!
De vez em quando eu fico admirando, é muita areia pro meu caminhão.
Se fosse mulher feia tava tudo certo, mulher bonita mexe com meu coração.
Se fosse mulher feia tava tudo certo, mulher bonita mexe com meu coração.
[refrão]
Não pego, eu pego, não pego, eu pego, eu não pego não..
Não pego, eu pego, não pego, eu pego, eu não pego não..
O meu cunhado já me avisou, que se eu der mole ele vai me entregar.
A minha sogra me orientou, isso não tá certo é melhor parar. Caraca, a família toda sabe que o cara é malandro, menos a esposa??
Falei, ela não quis ouvir. pedi, ela não respeitou.
Eu juro! a carne é fraca mas nunca rolou. Fim.


Sei que não tem nada a ver com a reputação ou personalidade do Seu Jorge, mas fiquei sem entender o que o levou a se permitir cantar uma letra tão...... techno melody!! A batida é legal, mas o conteúdo..... quer ouvir, clica aqui mas se não clicar, não vai perder nada. rsrs... Claaaaaro que continuo curtindo o som dele, mas que deu uma brochada, deu. Ele deve ter feito esta música (não sei quem é o compositor, se é ele mesmo ou não) pra novela, só pode ser.

27 comentários:

Alessandra disse...

Olá como vai , vim agradecer a sua visita , convidei vc para conhecer o meu cantinho e vc aceitou , aqui estou para agradecer espero ver vc mais vezes por lá
até mais

Mayara disse...

Nossa Flávia eu não tinha visto essa, que absurdo. Seu Jorge caiu uns 500 pontos no meu conceito rsrsrs

Gisley Scott disse...

Agora vai uma cantora como a Adriana Calcanhoto escrever algo desse gênero que todo mundo vai dizer que ela é fácil, R$1,99.Só não vão chamar a mulher de gente.

Os homens são muito inocentes por achar que tem amigos deles que não dão em cima das esposas,mas eles nunca querem ver isso.

Bjs

Lumière disse...

kkkkkkkkkk
nossa ri litros, a sua narração ali foi perfeita, falou por todas as mulheres brasileiras!! kkkkkkkk

Sobre o Tempo disse...

Olá! Gostei da postagem. Hoje em dia, muitas mulheres permitem este tipo de tratamento como se fossem objetos de prazer e nada mais. O fato é que as coisas desandaram de um jeito, que as vezes, penso em pedir para pararem o mundo que quero descer... Não consigo me encaixar neste mundo tão obsceno e sem valores morais. Dizem até, que vivo num mundo paralelo, mas não mudarei meu ponto de vista. Um ótimo dia! Bjs

Entre, a casa é minha disse...

Flávia....sabe que eu já ouvi a música mas nunca me atinei na letra. Afffff.... não gosto muito dele não, e quando ele fala "mulher bonita mexe com meu coração"..... aham.... coração? Sei.
Estou com vc nessa, a letra é infeliz.
Beijinhos querida, tenha uma doce semana! Mona...*
www.entreacasaeminha.blogspot.com.br

Monique disse...

Nunca fui fa do seu Jorge e agora depois dessa letra menos ainda, nao gosto desse tipo de musica que coloca mulher como algo futil, facil e que nem sequer merece respeito.
Beijinhos

Cae Fernandes disse...

Pois é né Flavinha, que mau gosto!!!?? Também não esperava uma letra assim dele...A única coisa boa é que vc me fez dar umas risadas!! rsrrsr
Bom dia prá ti.
Bjo.

I know my children. disse...

Flávia, vc não viu nada...No dvd dele com a Ana Carolina ele improvisa uns versos sobre incesto. Na parte em que eles estão cantando num boteco. Eu não sei, mas acho que compositor escreve sobre os sentimentos dele. Diferentemente de um ator ou atriz, que interpretam os dos outros. De qualquer forma, achei engraçada a maneira como vc fez a crítica. Grande beijo! Márcia

Allyne Gondo disse...

Também não tinha ouvido ainda, penso o que está acontecendo com a música brasileira? Só temas assim....
E eu gosto das músicas dele, como você acho o tom de voz dele muito bonito pra se gastar com uma letra assim!
Beijos,
Allyne Gondo | Mecânica de Moda
http://mecanicademoda.blogspot.com.br

Alessandra disse...

Oiii, vim aqui novamente convidar vc para participar do sorteio passa lá para dar uma espiada
bjs até mais

Nai disse...

oi Flávinha

Que bom ver você de volta.
Ah! Essa música deve ser tema de novela mesmo...rs

Ou então pra alguém fazer trocadilho nessa época de campanha eleitoral.

Beijinhos
Nai Melo

Maitê disse...

Oi minha querida!!!!!

Caramba ... que coisa boa receber notícias suas !!! Nossa, vc estava tão sumida ... Como estão as coisas por aí ? E o trabalho ? Maridão ?

Pois é querida ... estou passando por uma nova fase ... um turbilhão de emoções de todos os jeitos.

Quer dizer que vcs querem um bebezinho também ??? Que notícia boa !!!!! Vou torcer para ele ou ela, chegar logo !!

Desculpa escrever rápido, mas a Giulinha me dá pouco tempo para ficar de "bobeira" no blog.

Beijinhos enormes !!!!!

Sueli Gallacci disse...

Muito bom! Adorei!

Penso que enquanto mulheres curtirem esse tipo de música que denigrem sua imagem elas continuarão! Todas tinham que boicotarem, não comprar CD, não irem a shows desses artistas. Mas isso não acontece, infelizmente.

Bjo grande amiga, adorei ver vc lá Crônicas.
sg

Mili Pavan disse...

Fala sério, nunca tinha prestado atenção! ODIEIIIIIIIIIIIIIIIIII!
Beijos Mili
www.milipavan.com.br

Tábata Schultz disse...

Música ruim no brasil pega que é uma beleza.
Vejo cada cantor maravilhoso no programa do Raul e nenhum deles faz sucesso como esses.


http://madeixasmake-up.blogspot.com.br/

.:*Aline*:. disse...

Oi Flavinha!!!
Eu já não gostava dele... agora muito menos! ¬¬'
Bom ver vc de volta na blogosfera, viu?! Seu blog eh um dos meus favoritoooos!!!
Bjus!!!

Betty Gaeta disse...

Oi Flávia,
Eu adoro Seu Jorge e acho que ele é uma das poucas coisas boas que aconteceu na MPB nos últimos tempos, então sou meio suspeita para falar, mas não creio que música esteja aí para dar bons exemplos. Se assim fosse, teríamos que banir "Mulheres de Atenas", do Chico Buarque, pois a letra propõe que todas as mulheres sejam submissas! Estou citando esta como exemplo, mas poderia citar trocentas outras, até mesmo o "Trem das Onze" do Adoniran seria questionável, pois mostra um filho adulto morando com a mãe e dependente!
xoxo

Gosto disto!

Flávia Shiroma disse...

É Betty, infelizmente a música não é feita para dar bons exemplos e parece que a maioria já se acostumou, então o que nos resta é continuar ouvindo coisas boas misturadas a lixo.

Obrigada pela visita Bettynha!!
:)

Gisele Hansser disse...

Menina!!!concordo plenamenteeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee com você!!!além de ser um mala!!!não pensa também!!!
bjjjjjjjjjjjjjjjjj
Amei seu blog!!!

jaque disse...

Também não gostei da música, achei a letra ruim...e desrespeitosa!
É realmente como você disse...somos obrigados a engolir isso! Percebo uma confusão entre democrácia e valores morais!

CASA DE FIFIA disse...

eu gosto desta musica, e claro não politicante correta, mas è uma musica linda.


baci

Anderson Silva disse...

Olá,nossa adoro esse blog,só tem artigo bom,sempre que dá estou passando aqui,depois que meu amigo me recomendo nunca mais deixei de visitar,alguem sabe me falar se assim aqui é bom http://www.softwarecelularespiao.org ? abraços,assim que der eu volto pra comentar aqui no blog

Jade disse...

Parece que fui eu que escrevi esse post, que ódio dessa música!! Tomei bronca do Seu Jorge por causa disso!!
Vc tá sumida e eu tô tentando voltar pro blog!!
Beijos!!

Beatriz Fonseca disse...

Achei q fosse a única a pensar isso sobre a música. Letra feia e desrespeitosa!

Beatriz Fonseca disse...

Achei q fosse a única a pensar isso sobre a música. Letra feia e desrespeitosa!

Sam disse...

Gostei da postagem e quero reafirmar a sua posição. O tipo de música em pauta traduz o rearranjo da estrutura machista-patriarcal de nossa sociedade. Marca-se uma posição clara, sem meias palavras, quanto a percepção do homem ante a mulher. O compositor atira toda sua carga de preconceito no atributo estético da mulher, ela é punida por ter a aparência que não lhe agrada e, para tanto, sendo assim, dispõe de seu corpo para o prazer sem reciprocidade - "se fosse mulher feia tava tudo certo" - ou de forma covarde, agradando-lhe o perfil, essa outra mulher não pode tê-lo,por ser "bonita". Ora, o interessante é, que para todos os efeitos, "a sua mulher" não merece o respeito devido de sua pessoa, podendo ele desfrutar ou não da relação extraconjugal mediante o sabor de seus interesses, mesmo que seja entre suas amigas - provavelmente por ser, supostamente, "feia". Prazer e propriedade se fundem no consumo da mulher como produto. Lamentável o discurso desse sujeito que acessa a mídia como artista.