12 de ago de 2011

I Love Lucy


Nossa, como eu adorava assistir 'I Love Lucy'!

A pin up mais engraçada do século! Isso mesmo. A atriz Lucille Ball, que interpretou a personagem Lucy de 1951 a 1960, completaria 100 anos neste mês, agosto. Imaginem se ela não recebeu homenagens!

Considerada a primeira dama da televisão americana e rainha da comédia, Lucille me hipnotizava com as suas trapalhadas sem fim, sempre contracenando com seu esposo (também na vida real) Desi Arnaz.


Assim como a série A Feiticeira e Chaves, I Love Lucy me remete a uma época muito bacana da minha vida. Eu tinha uns 10 anos e me lembro que estes 3 seriados eram os únicos programas de tv que me faziam desligar o vídeo game..... tá bom vai..... atari! rsrs... É gente, sou da geração 'Enduro', 'Pac Man', etc. Que época gostosa.

De vez enquando é bom ligar a máquina do tempo e relembrar tantas coisas legais, que se tornam mais especiais ainda depois que passam a não mais existir. Uma vez escrevi aqui no blog sobre a época em que eu colecionava papéis de carta. Foi um post muito especial porque quando essas lembranças vêm à tona, várias outras as acompanham, como por exemplo, as nossas coleguinhas da época que também curtiam, a nossa professora primária, amores platônicos, etc...

Para mim é um prazer falar de Lucy ou Lucille, não só pelo seu talento para o humor, mas pela beleza. Aquela feminilidade de época, tudo muito natural. Nos dias de hoje as mulheres têm que se transformar em pin ups, no entanto na época Lucy as mulheres eram pin ups.




Coisinhas sobre o 'I Love Lucy' que encontrei no Google:

- o programa era gravado em película ao vivo, em frente a um público (por isso as risadas de fundo), com três câmeras fixas no cenário;

- o esposo de Lucille era seu marido também na vida real e sua presença foi uma imposição da atriz para salvar o casamento, oi???;

- Durante "I love Lucy", ela e o maridão Arnaz criaram a Desilu Productions para ajudar na produção da série. A empresa cresceu e se tornou a responsável por produções como "Os intocáveis”, "Star Trek” e “Missão: Impossível”. Em 1967 o estúdio foi vendido para a Paramount;

- "I love Lucy" foi o programa mais visto nos Estados Unidos durante os seus quatro primeiros anos;

- O programa recebeu 22 indicações aos prêmios Emmy, tendo vencido cinco vezes;

- Pelo fato do marido de Lucy ser cubano e ter sotaque muito carregado, os investidores não queriam que ele estrelasse a série com ela, então fizeram um 'teste' lançando um musical com os casal antes das gravações da série. Como deu certo e fez sucesso, então foi permitida a participação dele.




Lucille Ball foi a penúltima pessoa do elenco original do programa a falecer, em 26 de Abril de 1989. Foi justamente nesta época que comecei a virar fã do programa e ela já tinha morrido. Nós crianças nem pensamos nessas coisas, só curtimos e achamos que os atores eram daquele jeito, jovens. rs - Fonte: Wikipedia e G1


Vamos matar a saudade?

18 comentários:

Ives disse...

Olá, que bom saber mais sobre ela e ah, eu ainda jogo o atari rss abraços

Jana Cassis disse...

Flá
Eu amava esse seriado e tbém assistia a Feiticeira e meu preferido era Jeanny é um gênio, nossa era apaixonada por ela, como é bom relembrar, eu como vc ficava a tarde assistindo esses programas tomando leite e comendo biscoito, pra mim era o paraíso, amava mesmo!

Ps.: Sabe o que queria te perguntar, esse batom que vc está usando no perfil, rosa claro, qual é?
Sabe que procuro pra comprar um pra mim aqui e ainda não achei, queria muito!
Tomara que não seja um da Mac, acho que é né?

Bjs

Sra. Rapadura disse...

Saudosa e nostálgica como sou, voltar ao "túnel do tempo" nos faz relembrar de momentos maravilhosos vividos naquela geração! Beijo.

.:*Aline*:. disse...

Huuuummm... não lembro desse seriado naum... mas assisti muito A Feiticeira e Jeanny é um gênio nos anos 90.. Gostava demais!!!
As coisas antigas eram muito boas mesmo. Atari eu já não jogo mais, mas tenho uns joguinhos do master system e do mega drive que adooooro.. jogo até hj. hehe
Bjus Flavinha! Adorei o post. Recordar é viver tbm!!!

Naty Figueirêdo disse...

Eu não conhecia mas adorei... haha
Vou ver se encontro algo pra assistir!

Ótimas dicas flor..
Beijão!
natyfigueiredo.com

Vida Boa Para Todos disse...

Ai meu Deus, acho que sou um baby ainda, haha... Não é do meu tempo, rs... Beijos*

✿Lis disse...

Oi Flávia, vc é um doce... Suas palavras sempre me dão uma nova possibilidade. Vc tá certa, acreditar mais no destino, no que é pra ser, deixa as coisa mais leves mesmo, vou tentar colocar isso em prática, eu tinha mais fé no destino, em Deus, as vezes a gente se esquece disso e começa um ciclo de preocupação sem fim. Obg pelas visitas durante minha ausência, obg pelos votos de felicidade, e com certeza os comentários me ajudaram sim. Hj estou apenas dando um retorno dos comentários. Depois eu volto aqui para saber as novidades, a viagem, o esmalte, etc!

Ah, é o Robinho ali no favicon? Q fofo! hehe..

Bjs e um otimo fds! :*

Yumi disse...

Oi Flavia!

Nossa, fiquei super feliz de te ver lá no blog... aconteceu tanta coisa q perdi a vontade de escrever no outro blog... era tão bacana conversar com vc...

e ainda tow numa maré complicada

Ah, ontem o blog trocou de nome, agora é:
http://www.yummytips.com.br

bjs!

Gisley Scott disse...

Ainda não conferir a série mas tenho ctz que posso conseguir na Biblioteca da cidade. Ler esse post me fez lembrar do tempo que eu assistia Snoopy todos os domingos na Globo ao meio dia! Nossa, eu amava! Não perdia um! Hoje olho para os desenhos e vejo tanta violência,rebeldia e os pais sendo pintados de otários. Uma tristeza :!)

Mais algo da cultura americana para eu pesquisar!

Bjos!

Jopz_B1B disse...

Gosto do visual dela, mas o seriado não kurto muito, prefiro A FEITICEIRA q vc também citou, assim como JEANNIE É UM GENIO e outros da época. Quanto ao visu de PIN UP isso só já é um show a parte, legal a homenagem a um estilo que ainda faz sucesso.

BOM FINDI!

JOPZ

Flavia Mariano disse...

Fla!

Recebeu meu e-mail? O programa está no ar e você está lá no blog toda linda ao lado do Edu Guedes! rs

www.depoisdos25.com

Beijos!!!

otilia cristina disse...

FLAVINHA ,
ADORAVA I LOVE LUCY..

E A FEITICEIRA ,JEANIE É UM GêNIO, E TODOS ESSES PROGRAMAS ANTIGOS ADORAVA E ADORO AINDA ASSISTO ...
OLHA SABE ESSA SEMANA A MARLY DO BLOG AGENDA CULTURAL FEZ UM POST HOMENAGEANDO ESSE MESMA SÉRIE ...MUITO LEGAL LA TAMBEM ....
BEIJOS

OTILIA

Ana Santos disse...

Flavia, eu não cheguei a assistir esta série, mas depois do seu post fui procurar algumas coisas sobre ela no youtube e gostei do que vi. Se o assunto são as séries antigas, estou me deliciando durante as férias com "Casal 20" e "Profissão Perigo"... estou amando!!!
Ah, tem um post novinho no meu blog em que eu menciono você, se puder dar uma passadinha lá e depois dizer o que achou, vou ficar super feliz!

Beijos enormes,
Ana

neninkinha disse...

só com a carinha dela a gente já ria não é mesmo!

q saudades daqui =)
bejO

Thaís Alves disse...

Flavinha, claro que ela é um rosto conhecido para mim, mas muito mais por pequenas "reprises" de cenas do que por ter assistido de fato. Acho que eu era um pouquinho mais nova e por isso talvez não tenha me interessado muito na época. Mas te garanto que aos 6, 7 anos já era viciada em Atari...rs Bem, não conheci o seriado, mas pelo carinho com o qual vc falou, tenho certeza de que era especial, e ela com certeza ainda maior uma mulher muito especial e a frente de seu tempo. Um beijo!

Monique & Rich disse...

Flávia, eu nunca vi I love Lucy, mas já ouvi tanto falar. Agora chaves e feiticeira eu adorava. Como você bem colocou me remete a bons antigos tempos, as coisas que fazíamos, aos nossos amiguinhos..ohh época boa.
Beijinhos

Valéria disse...

Oi Flávia!

Nooossa! Eu tmbém adorava I love Lucy! Já fiz um post sobre seriados que adorava, me traziam boas lembranças e falei sobre ela.
Tinha um quê de non sense apaixonante! Adorei o post!

Beijos e um excelente domingo!

aline souza disse...

Olá assistia I Love Lucy na TV Cultura, eita coisa boa que era! Assisti tbm Jeannie é um gênio, A Feiticeira e por que não Anos Incríveis para completar, era td tão belo e inocente, sem apelações e baixarias. Não lembro muito do seriado, mas lembro que dava muitas risadas em preto e branco.
PS.: Li uma reportagem na revistas Seleções Reader's sobre o casal e vai uma curiosidade pra vc, Arnaz deu o nome de Lucie para a filha dele "porque para ele uma só Lucy na sua sua vida não era suficiente." Naquela época não se podia dizer que estava grávida na TV, a saída que eles encontraram foi dizer que "Lucy estava em estado interessante." Ela tbm teve um seriado com seus dois filhos Arnaz Jr. e Lucie, Here's Lucy. Ela é considerada a dama da comédia, Fran Drescher com The Nanny lembra o jeito dela. Parabéns, é bom saber que o bom gosto ainda existe. Abçs!