20 de fev de 2011

Pássaro que parte deixando a água limpa - Japão


"Pássaro que parte deixando a água limpa"

Este é o ditado popular japonês que ensina sobre a boa maneira na hora de partir. O homem deve seguir o exemplo das aves aquáticas que, ao partirem, sempre deixam as águas  onde se alimentaram sem as sujeiras.

Há seis meses guardo um comunicado que achei numa revista sobre as principais responsabilidades de quem vai regressar ao seu país de origem, e este ditado (acima) foi o que me chamou atenção. O povo japonês é tão educado e detalhista que, até para orientar sobre questões burocráticas e práticas, eles conseguem ser poéticos e sutis (sentirei saudades disso também). E o informativo continua assim:


Se você se prepara para deixar o país, então não deixe de:

- Pagar o que resta da parcela do imposto municipal
- Cancelar o seguro de saúde
- Vender seu carro ou mandá-lo para empresas que amassam o veículo
- Pagar o que resta do imposto sobre veículos
- Transferir os documentos do carro ou dar baixa
- Pagar para uma empresa de reciclagem retirar do apartamento a televisão, a máquina de lavar e o ar condicionado, se for o caso de jogá-los
- Ligar para a prefeitura para pedir a retirada do "sodai gomi", os lixos grandes como móveis, fogão, carpetes, camas, edredons, que não podem ser jogados como lixo comum
- Pedir o cancelamento dos serviços de água, luz, gás, telefone e acertar as contas finais
- Acertar com a imobiliária o dia de saída e o aluguel final

E o comunicado continua...
Se você não tem dinheiro para cumprir com todas as obrigações seja sincero e consulte cada órgão ou a empresa responsável.

Com tudo resolvido, você parte como as aves aquáticas que, deixam as águas limpas e, como o bom brasileiro, não foge às responsabilidades! (aqui termina o comunicado)

Isso mesmo! Você leu: "como o bom brasileiro"!
Esse comunicado também foi feito no idioma japonês, e na língua portuguesa escreveram só a nossa nacionalidade (mesmo eles sabendo que aqui no Japão também moram famílias de filipinos, chineses, coreanos, americanos, russos e peruanos) :(
Mas, como nós brasileiros somos a maioria, então imagino que a "nossa gente" deve ter dado "mais trabalho", é uma questão de proporção, aí pagamos o pato.

Claro que se essas mensagens estão escritas assim é porque teve muito brasileiro que foi embora deixando suas dívidas por aqui, principalmente na época da última crise econômica (que ainda deixa rastros), onde muitas famílias tiveram que sair correndo literalmente porque não havia mais emprego. Tem gente que simplesmente fechou o apartamento do jeito que estava (com tudo) e foi embora, assim como muita gente também jogou seus lixos em locais proibidos como, por exemplo, deixar seus móveis na calçada do condomínio para "alguém" levar.

Esse comportamento deve ter sido provocado pelo desespero ou pela inexplicável falta de educação dessas famílias que, mais uma vez, contribuíram para manchar mais um pouco a imagem dos brasileiros por aqui. Porém, não podemos nos esquecer que uma boa parte dos nossos compatriotas saíram deixando as águas limpas.

Penso que sair do Japão definitivamente e retornar ao Brasil é como se despedir de um anfitrião que nos tratou muito bem e que nunca nos deixou faltar nada enquanto moramos na sua casa. Você teria coragem de sair da casa de um amigo ou parente, onde dormiu, conseguiu emprego, se alimentou, alimentou seus filhos, melhorou de vida e recebeu atenção, deixando dívidas e a casa suja?

Para mim é a mesma coisa.
Por mais que nos sintamos em casa, não podemos nos esquecer que aqui não é o nosso lar. Estamos no país de pessoas que são metódicas (e devem ser assim mesmo) e que têm suas próprias regras. Portanto, respeitemos. Afinal, também ficaríamos tristes ao saber que os japoneses que moram no Brasil deixaram as nossas águas sujas.


O comunicado foi retirado da revista Bons Negócios

68 comentários:

Lucia Mallet disse...

Flávia, que coisa incrível, eu sempre pensei assim, a gente sempre tem que fazer a nossa parte, e realmente a melhor forma de vc deixar um país que te acolheu de forma tão generosa é seguir esse ditado!
Vc é um doce!
Bjs
Lucia

Maria Célia disse...

Olá Flávia
Muito bacana estas regras japonesas para quem está de volta ao seu país de origem.
Eles estão totalmente certos, é assim que tudo deve acontecer, é assim que pessoas civilizadas, devem se comportar e retribuir tanta generosidade recebida.
Bjo

Tuka Siqueira disse...

E uma pena que mesmo com tanto japonês vivendo no Brasil, os brasileiros não tenham aprendido nada com esse povo. Tudo bem, nossa cultura é diferente e não assimilaríamos mesmo ser tão metódicos, mas poderíamos aprender um pouco de boas maneiras, que nunca é demais.

Bom retorno. Boa semana. Beijos

Renata Keli disse...

Flá

estão corretissimos!
Acredito que pessoas que não possuem gratidão, são assim por onde passam...inclusive na sua casa. Não sabem reconhecer, não sabem retribuir e nem colaborar.
É uma pena, porque pessoas assim "mancham" um país inteiro.

Bom domingo.
Bjks

Adriana Alencar disse...

Gostaria de passar uma temporada no Japão somente para aprender lições como essa... Quanta sabedoria!
Bj
Adri

Evelyn V. disse...

Querida Flávia.

Eles estão totalmente certos, sem ordem e disciplina não funciona.
Todo país tem suas leis,quando maramos ou visitamos temos que seguir todas as regras.

Fique com Deus.

Beijos.

Apenas um lugar para ser (Lis) disse...

Nossa, qta delizadeza, nao é msm? Acredito q vc terá q se acostumar com mtas coisas por aq, mas só vc sabe as coisas das quais mais sentiu falta no tempo em q esteve aí no Japão, e talvez por isso, as coisas negativas daq não sejam assim tão relevantes..

---

Que bom q vc conseguiu acessar meu blog, é sempre tão atenciosa.. =) Mto obg pelas suas palavras, gostei mto disso aqui: "Todos os dias tente se interessar por alguma coisa nova da sua nova vida." Pretendo fazê-lo, acho q isso vai melhorar mto as coisas.. =) Beijos!

otilia cristina disse...

COMO TODO DITADO E COSTUME JAPONES OTIMO E REAL..BOM SAIR DEIXANDO AS COISAS EM ORDEM NÉ?SABE FLAVIA EU PASSEI POR UM MOMENTO DIFICIL NA MINHA VIDA EM 2004 ..AQUI NOS TEMOS UMA TRANSPORTADORA ,E TUDO PAROU POR AQUI NUMA CRISE DA AGRICULTURA HORRIVEL..FAZENDAS E MAIS FAZENDAS QUEBRARAM E SE NÃO PLANTOU O QUE TRANSPORTAR..FICMAOS PARADOS POR MESES..COM DEPSSAS DE FIRMA FUNCIONARIOS E DESPESAS DE CASA MEU MARIDO FOI TANTAR TRANSPORTAR EM OUTROS ESTADOS ..E EU FIQUEI AQUI SOZINHA EM 2004 E ELE MANDAVA O DINHEIRO QUE PODIA PRA PAGAR AS CONTAS DE CASA..DIFIICL EU E MEUS FILHOS QUE NUNCA HAVIAMOA SPASSADO POR SITUAÇÕES FINACEIRA RUIM..DE REPENTE NÃO TINAHMSO DINHEIRO PRA NADA..ATRASAMOS ESCOLAS CARTÕES CHEUES E OUTRAS CONTAS ..RESOLVI IR EMBORA PRA ONDE ESTAVA MEU AMRIDO POIS FICAR AQUI SEM NINGUEM ESTAVA PRATICAMENTE IMPOSSIVEL..UMA SEMANA ANTES FUI NOS LUGARES QUE A GENTE DEVIA..FALEI QUE IA TER QUE IR...DEIXEI TELEFONES DE CONTATOS DE MINHA MÃE ONDE IRIA FICAR ENDEREÇO TUDO..PEDI QUE AS PESSOAS TIVESSE CERTZA QUE EU MADARIA AS ORDENS DE PAGAMENTOS ASSIM QUE MELHORAASE NOSSA VIDA...UNS ESPERARAM OUTROS NOS COLOCARAM EM ORGÕES DE NAGATIVAÇÃO...E EU FUI MANDANDO ...ATE ANO DE 2009 EU HAVIA SALDDO TUDO..COM JUROS SEM PERGUNTAR O PORQUE ..DO JUROS POIS QUEM ATRASA TEM QUE PAGAR NÃO É?POIS BEM UMA PESSOA QUE TINHA UM CHEQUE MEU NO DIA QUE FUI FALAR PRA AGUARDAR QUE EU MADAVA ..NO OUTRO DIA COLOCOU MEU CHEQUE EU FUI NEGATIVADA NO OUTRO DIA ..ESTE FOI O ULTIMO QUE RECEBEU POIS AGIU COM MALDADE SABENDO QUE ESTAVA APSSANDO POR UMA SITUAÇÕ HORRIVEL E IRIA COMPLICAR MAIS MINHA VIDA...E ERA UMA PESSOA QUE EU COMPRAVA A MAIS DE 20 ANOS..MAS PRA FINALIZAR..VOLTEI EM 2009 COM SITUAÇÃO MAIS ESTABILIZADA ;...FUI RECEBIDA COM MUITO AMOR PELAS PESSOAS DA MINHA CIDADE..UMAS ATE ME EMOCINARAM DE TANTO CARINHO POR MIM..CONTINUO COMPRANDO A PRAZO NAS LOJAS QUE FUI EMBORA E ME CONFIARAM QUE IRIA PAGAR MESMO QUE NÃO VOLTASSE..E HOJE SEI QUE É ASSIM MESMO...CUSPIR NO PRATO QUE COMI JAMAIS...DOU VALOR A ESSAS PESSOAS E SOU FIEL A ELES SEMPRE...AQUI NA MINHA CASA DEIXEI UMA COLEGA ..COMO INGULINA ELE ACABOU COM MINHA CACA..QUBREOU MINHA SPIAS,ENTUPIU TODO ENCANAMENTO,FUROU A PISCINA O FILTRO,ADESIVOS PELA MINHA CAS TODA MUROS ESCRITOS PELAS CRIANÇAS DELA...HORRIVEL MINHA CASA ESTAVA ..ELA ESTAVA CONTRUINDO UMA MANSÃO EM UM BAIRRO DAQUI...POIS BEM FINAL DA HISTORIA TIVE QUE GASTAR QUANDO VOLTEI MESMO SEM TER GRANA POIS NÃO DAVA PARA MORAR NA CASA QUE DEIXEI TÃO CONSERVADA E ELEA DEMOLIU...QUANDO ELA MUDOU...E A CASA DELA FICOU PRONTA A TAL MANSÃO...ELA NÃO MUDOU POIS O BANCO TOMOU POR FALTA DE PAGAMENTO DO FINANCIAMENTO...SE FOI UM RCADO PRA ELA DE DEUS..PRA APRENDER A CUIDAR DAS COISAS LAHEIAS NÃO SEI EU NÃO DESEJEI ISSO A ELA NÃO MAS ELA DEVE PENSAR NISSO QUANDO COLOCA A CABEÇA NO TRAVESSEIRO...POR ISSO ESSE DITADO E MAIS QUE CERTO...DEIXAR A AGUA LIMPA...

AQUI NO BRASIL...DEIXAR A PORTA ABERTA CASO DESEJA VOLTAR ...
BEIJOS
OTILIA

Suziley disse...

Oi, Flávia:
É um sábio ditado mesmo. E como é bom sair da "casa" que nos acolheu e deixar boas lembranças. Parabéns!! Boa noite, beijos :)

Renata disse...

Como não concordar com isso?!impossível né...
Saudades querida e obrigado pelo carinho,sabe eu amo seus posts,eles sempre me tocam fundo e passei por todos que não deixei coment.
Lindo o niver de casamento(farei 10 anos em dezembro)e o post sobre amizade é certíssimo!!!!
Bjkssss
Renata

Gi disse...

Oi amiga.
Acho correto sair e deixar tudo em ordem, para que qd voltar seja recebido de braços aberto.
Um ótimo retorno pra vcs.
Beijão :)

disse...

Flávia, eu adoro a cultura japonesa, e quem dera metade da nossa população fosse como eles, este país seria mais sério...deu para perceber o estilo de civilização deles por essas recomendações que você reproduziu aqui. Mas tem coisas que retratam outra realidade, a que mais me chamou a atenção foi "venda seu carro ou mande para empresas que amassam o veículo..." Enquanto isso, aqui no Brasil tem carros de vinte,trinta anos rodando por aí e poluindo a atmosfera...mesmo com a crise, carro para eles ainda é algo descartável. Beijos.

Jane disse...

Mt bom o seu post.
Mudar de país deve ser bem trabalhoso e burocrático, seja pra ir para um novo país ou retornar ao de origem.
Que chato os brasileiros terem essa fama né...
Ainda bem que não são todos.
Bom regresso!

Erika Saab disse...

O que posso dizer? Que a gente tem muita a aprender com eles. Aqui no Brasil, quando eu tento me antecipar e planejar as coisas com antecedência, tem quem diga que sou ansiosa rsrsrs. Eu não entendo isso, sabe, se a gente vai ter que fazer algo radical como uma mudança, por exemplo, por que não podems nos preparar antecipadamente para deixar tudo em ordem que as pessoas concluem que quem é assim está ansioso? Ao contrário, né? Quem deixa para última hora ou para quando não tem mais jeito de resolver é que vai passar uns bons momentos de nervosismo e ansiedade rs.

Gigi disse...

Oi Fla, deu um aperto no peito quando li esse texto e as lagrimas foram inevitaveis E olha que coincidencia!!! esses dias o pastor tava pregando justamente o que vc passa nesse texto deixar as aguas limpas .Ta chegando a hora ne!!!!Querida concordo plenamente com voce, pensso exatamnete igual.E conheço varias pessoas que fizeram isso na epoca da crise .pegaram aquela ajuda do governo fecharam as portas do apartamento e muitos deixavam o carro nos estacionamentos de supermercados ou ate mesmo nos aeroportos e foram embora.Nos passamos muitas dificuldades aqui em casa .Mas eu nao quiz sair como retirante,(nao que eu queira ser melhor que ninguem)Sirvo a um Deus vivo e confio nele!! lutamos ate o fim .Varias pessoas falavam pra gente abandonar tudo e ir embora ,mas eu acreditei que dia melhores viriam , como realmente vieram.E na epoca lembro que muitas pessoas avacalharam comprando horrores no,cartao de credito e deixando dividas .E ainda tentei aconsselhar uma conhecida e ela me falou que eu era trouxa !!!!E tempos depois fiquei sabendo que essa mesma pessoa estava desesperada querendo voltar pra ca.E olha que na epoca lembro que li na revista alternativa uma materia do Angelo Ishi exatamente sobre isso ,o titulo da materia era mais ou menos assim:`` nao pensse que dessa agua nao,bebo`` .Eu li e aquilo ficou gravado em minha mente .E tudo que ele escreveu aconteceu.Ja li historias de espertinhos que pegaram a ajuda do governo e tentaram voltar mas foram barrados ,claro no aeroporto aqui do Japao .Sabe Fla eu fui educada assim para fazer sempre tudo certo ,os meus pais eram pessoas de origem humilde ,mas porem extremamente honestos e sempre passaram esses valores para os filhos lembro que o meu pai sempre fala: pensse no dia de amanha.Agradeço muito a meus pais pelos enssinamentos.Olha nao e me gabando nao ,mas por onde passo sempre deixo as portas abertas.Beijos querida e super obrigado pelo carinho imenso que deixaste no meu blog.

Mônica disse...

Olá querida!
Muito obrigada pelo teu carinho, atençao e palavras comigo, já me disseram que carinho a gente nao agradece, apenas aceita, e eu como sou prevenida, faço os dois, aceito e agradeço, mas com o coraçao!

E já fiquei só imaginando tomar um café com você aqui por aqui, ai que seria tudo!!! A vida é tao surpreendente que eu acredito!!!!

Flávia, teu post me fez pensar o quanto temos que aprender com a cultura japonesa, de sua civilidade e educaçao entre outras coisas.

Querida, te desejo um ótimo início de semana, muita energia positiva e alegrias nesta semana!
Beijos
Mônica

.:*Alinezinha*:. disse...

Bom dia Flávia!!!
Nossa, cada vez mais me encanto com o Japão e as suas peculiaridades.
Talvez, se todas as pessoas do planeta tivessem esse tipo de mentalidade, nós teríamos uma vida com muito mais qualidade, com mais respeito às pessoas e ao meio ambiente.
Bjus, querida!

Greyce disse...

Oi, Flavia.
Adorei o ditado. Se todo mundo seguisse essas regras (se é que posso chamar de regras) teriamos um mundo muito melhor. Hoje em dia, ninguem respeita mais nada... beijinhos

Sandrinha disse...

Oi Flavinha!
Fiquei boba em ler tudo isto.
Q educação!
Estamos precisando um pouco mais disto por aqui...rsrsrs.
Sabemos q às vezes, certas circunstâncias, nos levam a deixar um lugar por algum motivo bem justo.Mas isto não é justificativa p/ q não levemos nossos lixos e deixemos td limpinho.Como encontramos ao chegar.

Tem selinho p/ ti lá no meu blog.
Excelente semaninha p/ vc.

Beijinhos!!!

KINHA disse...

Bom dia Fávia

Muito interessante saber estas coisas. Às vezes lá fora, em determinadas situações, já senti vergonha de sert brasileira, isto devido a maus elementos que sujam o nome de nosso país. Odeio o jeitinho brasileiro de tirar vantagem...

QUER GANHAR UMA JÓIA? FIQUE LIGADO E SAIBA COMO...

BJOOOOOOOOOOOOO

http://amigadamoda.blogspot.com

Mayara disse...

Muito legal o comunicado Flávia, quase poético mesmo. Triste é pensar que esse tipo de comunicado é necessário...

Desabafo disse...

Oi Flávia, que elogio grandioso que vc me deu. Obrigada.
Vc é uma pessoa elegantérrima nos seus looks e na sua postura.
Gostei desse ditado. E isso tb pode ser usado quando deixamos um emprego. Não é pq vamos sair que podemos largar tudo pra lá.
Beijos flor.

Thabata disse...

Eu sei que deve ter existido muito brasileiro sem educacao, mas eu creio que eles usem o mesmo text de concientizacao para todas as nacionalidades. Apenas para certificar de que as pessoas que estao deixando o pais saibam as suas responsabilidades. Voce sabe que cheguei aqui ha apenas 5 meses e ja fico me perguntando se um dia voltarei a morar no Brasil ?

Nao repara nao, mas, eu tambem falo muito ...

Quanto a Gisley, eu a adoro de paixao. Posso ate dizer que meu casamento foi resgatado por ela. Pois quando cheguei aqui e o meu grings fazia coisas terriveis ela sempre estava a postos para me explicar que o que ele fazia era cultural. Por exemplo: eu achava que ele nao me beijava fora de casa porque nao queria ser visto com uma latina rsrsrs ve se pode ?
Entao a Gi, estava la e me ajudou nos meus piores momentos, nos momentos que eu queria arrumar as malas e voltar para o Brasil no primeiro voo.

E com certeza, voce esta convidada a puxar a cadeira, sentar e ficar... por quanto tempo quiser.

Thabata disse...

A esqueci de dizer, a foto do deck e a parte de tras da casa. Pela frente ela e mais bonitinha rsrsrs. Sabe acho que se ele fizesse as melhorias eu nao estaria tao apressada a me mudar, mas eu me mudaria de todo jeito. Pois morar no que e nosso sempre e muito melhor. Outra coisa que me irrita e que a casa nao tem cerca na parte de tras o que me priva de deixar a cachorra solta no quintal. Porque levar cachorro para fazer numero 1 e 2 no frio de - 15 graus nao dah ne ? Solta ela no quintal e depois bota para dentro de casa de novo. rsrsr
E a parte da cerca nem e culpa do dono da casa nao, eh d condominio mesmo =/

Eu disse que falava demais ...rrsrs

Naty Figueirêdo disse...

Oi Querida!!

Nossa saudade de você também...
E você é um doce adorei sua forma de pensar e acho que é a forma correta de lhe dar com o país que te recebeu super bem!!

Tem sorteio rolando lá no blog!!Participa..
Bjão..
natyfigueiredo.com

Do que eu gosto... disse...

Oi Flávia!
Que lindo, sábias palavras!
Nada como sair e deixar a porta aberta para um possível retorno...
Depois de viver todos estes anos aí e moldar-se a preceitos, valores tão limpos, verdadeiros, você vai sentir muito no ínicio. O motivador maior vai ser o amor e o carinho das pessoas mais próximas. Seja bem-vinda e como um passáro que parte deixando a água limpa!

Margot Félix disse...

Muito interessante essa analogia dos pássaros. Meu pai sempre dizia que devemos saber chegar e, principalmente, saber sair.
Gosto de cultivar o costume dos mais antigos.

Bjos!

Margot Félix

Monique & Rich disse...

Oi Flávia, tudo bem? Obrigado pela visita lá no blog, ai vim retribuir a visita e encontrei seu blog que é simplesmente maravilhoso!! Já até adicionei ele na minha listinha e pra seguir. O legal da blogosfera é isso poder sempre estar conhecendo gente fina, interessantes, etc. Eu fiquei meio curiosa com uma coisa nesse informativo, ele é so pra brasileiro ou está disponivel para todos? O que as vezes me chateia um pouco é que brasileiro tem má fama em praticamente todo lugar do mundo, é triste, mas cabe a nós pessoas "iluminadas" mostrarem para todos que no Brasil também tem muita gente "civilizada" que sabe seguir e respeitar as regras existentes.
Beijinhos

Cafofo da Fran disse...

Oi Flávia
Uau que regras legais, se fosse assim em td país não existiriam tanta coisa velha largada por ai... Mas me diz uma coisa, só fala dos brasileiros no informativo?
Boa semana
Bjokas

Palavras Vagabundas disse...

Achei lindo o ditado, deixar as águas limpas quando se parte é importante, pois podemos voltar.
bjs
Jussara

Cath disse...

Oii, Fla. Sempre adorei os ditados japoneses, os ensinamentos e ate admiro os costumes ate certo ponto. Admiro como eles comparam limpeza com o estado da mente das pessoas e ate mesmo como organizam a casa. Um amigo do meu pai tem o costume de deixar chinelos para as pessoas deixarem os sapatos com o que trazem da rua para entrar na casa dele. Tudo bem que outros paises como a Noruega seguem a mesma conduta soh por limpeza, mas os japoneses acreditam em bons e mal fluidos. Eu sempre admirei esse aspecto da cultura.E do contrario tambem concordo qdo vc diz que sao metodicos porque aja tanta disciplina para viver como eles vivem. Bom retorno! bjusss

neninkinha disse...

respeito e poesia no comunicado!
então Flavia comprei minha caixinha d esmaltes aqui prox da minha casa em uma lojinha pequenininha mas tem muita coisa linda =)

bejO gatona

Valéria Ferreira Bernardo disse...

Olha flor,não sou muito fã do japão não,mas sei q são educados e corretos.Mas a comida eu adoro!
boa semana!
bjuss

De tudo um pouco disse...

Flávia

quanta poesia...quanto respeito...

adorei

beijocas

Loisane

Heleninha disse...

Um ótimo comunicado...que deveria pegar né??? Pena que muitos não tem bom senso...

Beijos

Lucia Mallet disse...

Flávia, sabe que vc tem um espaço na minha apertada agenda? Pois é. tem mesmo, como te sigo há pouco tempo estou me organizando para ler diariamente posts antigos. Vc tem o dom da escrita, com uma linguagem extremamente clara e ao mesmo tempo poética! Parabéns!
Bjs
Lucia

P. S. Ah, aquele colar é do Marrocos sim,estive já em agosto último, mas, cá entre nós, eu não me entendi muito bem naquele país, é tema até para um post, rsrs

Luziane Lima disse...

Flavinha,eu não sabia disso...uma orientação de coisas que todos nós,por educação,deviamos fazer.Mas ao mesmo tempo acho esse comunicado muito oportuno.

bjo,

Luzi
www.desapatilha.com.br

Gigi disse...

Fla ,olha eu aqui de novo.quero convida-la a fazer uma visita no blog da Kariny mamae crista ,ela e uma amor, tem apenas 21 aninhos ,mas ja tem uma maturidade impressionante .Hoje lendo a postagem dela fiquei toda arrepiada e gostaria de compartilhar com voce.o endereço e:http://mamaecrista.blogspot.com

Fabi a loba!!! disse...

Amiga, como diria meu marido...Japão é outro mundo... acho muito bacana e rica a cultura japonesa, sabe que tenho até medo que você não se acostume aqui e queira voltar correndo para o Japão. Educação é uma palavra que aqui no Brasil (lamentávelmente) muitos nem sabem o significado.
Lembro que uma vez você me contou como as crianças vão para a escola aí, incrível, atravessam as ruas sem problemas, as pessoas respeitam, param os carros para elas atravessarem... já aqui eu jamais deixaria minha filha de 8 anos ir sozinha no mercado que fica a alguns metros da minha casa, quanto mais ir sozinha para a escola que fica a 2 Km de casa!!!! E o medo dos carros, das pessoas, de assalto, etc...fica aonde?
É amiga você vai sentir muita falta da educação e da cultura do Japão...
Beijinhos...

Nai disse...

Tem coisas que não precisavam nem ser faladas, concorda?
Eu acho muito feio pessoas mal agradecidas e que sempre querem levar vantagem em cima dos outros, é vergonhoso!!!
Educação vem de berço, mais infelizmente muitos a tercerizam, aonde dá essas cacas...

Super beijus

July disse...

Flávia,
Como diz em minha terra, Tô besta!! Acredito que a palavra chave é "educacao". Infelizmente muita gente na faz na casa dos outros o que nunca fez ou nao faz na sua. É o que algumas nacionalidades tentam fazer aqui na alemanha. Parabéns pelo texto, é uma ótima reflexao.

Nicelle Almeida disse...

Olá, minha flor.
Acho que a comparaçao que vc fez foi a melhor e n cabe questionamentos.

Sair e deixar tudo em ordem é questão de educação e acima de tudo, de gratidão. É uma pena que nem todos tenham esta consciência!

Ótimo post, minha flor.
Adorei conhecer este comunicado.

Um beijão e te espero lá no blog, tem post novo =D

www.nicellealmeida.blogspot.com

ONG ALERTA disse...

Perfeito todos deveriam fazer o mesmo, beijo Lisette.

Gisley Scott disse...

Nossa Flávia, muito bom!

Creio que dependente de onde moramos,trabalhamos, com que estamos ou com quem temos amizades, temos a obrigação de deixar tudo melhor que quando chegamos.

Pra mim, além de educação, isso tb significa que a pessoa evoluiu espiritualmente tb.

Afinal,mas do que um país, uma sociedade, uma cultura, e uma norma, somos cidadãos do mundo e da vida que nos foi dada.

Pobre[de espírito] daquele que deixa o gosto azedo na vida e na boca das pessoas que as tratou tão bem.

Grande abraço!

Rejane disse...

Olá Querida Flávia!
Primeiro quero agradecer o carinho e dizer que Seja Bem Vinda! Seu texto me fez refletir sobre o caos que passei nesses últimos dias por causa de minha mudança (que quase não findou!). Realmente é muito bom deixar a "casa limpa", dá aquela sensação gostosa de dever cumprido, né? Pena que o Brasil esteja há anos luz da consciência ambiental. Meu marido foi para o Japão ano passado e ficou admirado com a limpeza e responsabilidade dos moradores. Ele fotografou muitas ruas em Tóquio e Narita para me mostrar como é limpo e organizado. E eu amei, claro. E vc, volta quando? É bom saber que vc vai estar mais próxima, quem sabe nos conhecemos pessoalmente... Seria maravilhoso, né? Eu estou no Nordeste, mais precisamente em Alagoas. E vc, em que região vai morar?

Beijossssssssss

Anna Thereza Di Maximo disse...

A questão de edução e respeito é tão complicada para uns e tão fáceis para outros não é verdade!!!
Acho que eu jamais durmiria sabendo como deixei coisas pendentes sem serem resolvidas e existem pessoas que dormem e não se preocupam...

Bjs da Espanha


http://balzaquieanna.blogspot.com

Paula Li disse...

Oi Flavinha, como deve ser bom viver num lugar aonde existem regras e elas são respeitadas. Eu não me imagino saindo do Brasil, mas dá gosto de ver como no Japão tudo é bem organizado.
E o ditado é maravilhoso, é muito importante saber chegar e sair de qualquer ambiente e assim poder ser bem recebido de volta.
Um grande beijo

Regina Rozenbaum disse...

Flá, amada!
Tô passada e engomada...mas se não são assim na própria casa/pátria, irão ser na alheia? EDUCAÇÃO, CIVILIDADE, RESPEIIIIITO começa em nosso micro cosmo! Analogia fantástica essa dos pássaros, como toda a cultura japonesa que me encanta.
Beijuuss n.c.

Milena Fischborn Costa disse...

Sempre aprendi (em casa) que devemos partir e deixar as portas sempre abertas!!! Comigo, mesmo no trabalho quando as coisas não davam mais e eu sabia que iria embora (aviso prévio), sempre dei o meu máximo para partir com uma imagem impecável.
Infelizmente tem muita gente que não pensa assim, e não é só brasileiro não... mesmo que a gente acabe levando a fama!

Bjs e bom retorno!

Ariana disse...

...opa...cheguei...rsrsr...
Oi Flavinha!!!
Tudo bem amore???
Eu estou bem graças a Deus, correndo com o serviço, mas começo de ano é assim mesmo...aqui em casa está tudo tranquilinho e bem...
Flá, acredito que qualquer pessoa teria que ser assim, e se comportar de maneira educada e de forma resposável onde estivesse, quem sabe isso não se torne contagiante algum dia não é?!

Mil beijos minha flor...fique com Deus...muita luz...

PS:Minha irmã é mais velha Flá, mas acho que ela já está percebendo quem são os verdadeiro e os verdadeiros amigos que irão permanecer ao lado dela sempre...rs...
Ahhh eu amo essa fotinho, foi em nossa Lua de Mel...ai que saudadeeeee...rsrs

Beijinhos

Thaís Alves disse...

Oi Flavinha... o triste é que tais coisas tenham que ser escritas e não façam parte simplesmente do bom senso das pessoas. Mas esta coisa de sair sem deixar as águas limpas não é uma exclusividade dos brasileiros. Ao andarmos em São Paulo, no Rio de Janeiro, vemos claramente as coisas feias que muitos dos estrangeiros que aqui foram recebidos de braços abertos e que fizeram sua vida aqui, também deixarem marcas de agressão á esta terra e muita sujeira. Asiáticos, europeus, americanos... Infelizmente é um traço negativo do ser humano, e encontramos seres humanos conscientes e outros nem tanto. Beeeeijos, saudade de vc!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Ai Flávia... aqui no meu prédio, nego muda e é batata: embaixo de uma escada do prédio fica um MONTE de lixo! movel velho, tv, essas coisas... é horrível.

se a gente quer ordem, não tem jeito. que cidadão pode ser considerado cidadão se nem o próprio lixo cuida?

a maioria age direito, mas tem cada espírito de porco...e em nome deles todos pagamos o pato.

e conheci mtos casos q nem vc citou... muitos mesmo.
é falta grave de educação, nao é possível alguém que saiba operar um iphone não saiba jogar o lixo no lugar certo!

excelente post
bjs

Carla Farinazzi disse...

Oi Flavia!

Post muito bacana. Tem pessoas que realmente não se incomodam com nada, não se importam com coisa alguma. Tratam tudo como se fosse o quintal de casa. E a gente vai ver, o quintal da casa delas é mesmo um lixo. Sabe, uma das coisas que aprendi com a minha mãe, desde criança, ela dizia assim: "Quando você sair de um banheiro, deixe-o mais limpo do que quando entrou. Sua passagem pelo banheiro tem que ser imperceptível". E eu vejo que é assim mesmo, quantas vezes já não entramos num banheiro e ele está imundo? Se cada um fizesse a sua parte (que é simples de se fazer), o mundo seria um lugar muito melhor. Temos muito a aprender com os japoneses, é o que eu sempre digo.

Beijos, querida, você volta ao Brasil quando?

Carla

Gisley Scott disse...

Oie Flávia :!) ...

Selinhos te esperam lá no blog !

Bjos

http://vivendolaforanoseua.blogspot.com/2011/02/selinhos-zen.html

KINHA disse...

Olá Flávia


Vc já está participando do SORTEIO das JOIAS?
Não, venha, estamos esperando por vc...

Bjooooooooo.........

http://amigadamoda.blogspot.com

produtosartesanaisartmanhas disse...

Oi Flávia!
Agora eu que estou passando pra agradecer a atenção e o carinho, e saiba que já sou sua fã(rss)a cada post me surpeendo com a clareza em que aborda os fatos e que nos envolve e nos orienta.Que bom que te encontrei!
Bjos e fique com Deus.

Diego Uillee disse...

Olá Flávia, parabéns pelo teu blog. Textos muito requintados, concisos. Muito bom!!

Sou Diego Schaun, poeta e músico baiano. Meu blog é o www.diegoschaun.blogspot.com

Abraços, boa tarde!

Lucia Mallet disse...

Flávia, vim te agradecer a visita, li mais dois posts seus antigos...e amei...Ah, respondi às suas dúvidas sobre os termos fashions!
Quando vc retorna ao Brasil?
Bjs carinhosos e bom fds
Lucia

disse...

O famoso jeitinho brasileiro.. aiai =/

Tenho muita vontade de sair do Brasil.. Morro de vontade de conhecer a Inglaterra rsrs

Gostei do seu blog! Ótimos textos.

Bjos

Flor de Maio disse...

Oi Flávia,
Sou uma admiradora da cultura japonesa que, do pouco que conheço através de amigos, envolve principalmente o respeito.
Conheço um ditado que diz: Que tua chegada traga muitas alegrias e que tua partida deixe saudades e a vontade de vê-lo em breve!
Beijos

Renata Keli disse...

Oi Flá

passando pra agradecer as palavras deixadas num momento em que eu realmente precisa de um help.
Depois de muito pensar, cheguei à conculsão que, com certeza, algumas coisas acabaram acontecendo por eu ser conivente...muitas vezes pra não discutir uma situação, acabei aceitando...
Nunca é tarde pra mudar!

Conversamos bastante, ele reconheceu o erro, pediu perdão e se dispôs tb a procurar um tratamento.

As coisas estão se encaixando...

Tenha um excelente fim de semana!
Muito obrigada pelas sinceras palavras!!
Apesar de nos conhecermos pouco, tenho carinho por ti.

Bjks

Thaís Alves disse...

Oi Flavinha!

Passando para te responder: o canal que passa o programa do Cesar Millan é o Animal Planet. :) Espero que vc goste!

Obrigada pelo carinho de sempre. E sim, muuuita saudade de vc! Mas a vida aí fora é muito mais importante e temos que atendê-la quando nos exige mais. ;)

Em breve vc estará de volta, que é o que vc tanto quer, e com mais tempo para blogar.

Beijos, querida!

Luiza Hidemi disse...

oi flavia
muito bom o post!
tb fiquei horrorizada com as barbaridades que vi de alguns brasileiros que foram embora de forma irresponsavel...

e vi o post anterior, tb nao entendo esse pessoal com mania de ¨ser legal¨ e colecionar amigos rs
apesar q no facebook eu colecionei um monte de gente q nem falava minha lingua, mas era por conta dos jogos rsrs e hj tah abandonado lah... rs

bjos

J@de disse...

Eu fiquei aqui pensando que "o bom brasileiro" ia largar a merda toda pra lá e os outros que se danassem...
porque é o que a maioria faz... eu admiro muito um povo bem educado até para se despedir de suas visitas...
Muito bacana esse artigo!!
Beijos!!

Sandrinha disse...

Oi Flavinha!

Passando p/ dizer:
1º Q estou com saudades.
2º Te desejar uma excelente semana.
3º Dizer q tem selinho p/ ti no meu blog.
4º E deixar mtos beijinhos p/ vc!!

Apenas um lugar para ser (Lis) disse...

Oi Flávia, vim aq responder seu último comentário. Realmente somos eternos insatisfeitos, não é msm? Qdo eu estava longe do meu noivo, td q eu queria era q 2011 chegasse p\ eu poder estar juntinho dele p\ sempre e começar minha vida nova, e agora q estou aq, fico me queixando de outras coisas.. Mas é como vc disse "td demais enjoa", mas q bom saber q tenho pessoas q me entendem. Um bjo querida, fica com Deus.

Juliana Galante Magalhães disse...

Oi Flávia

achei o post muito especial e que todos nós sempre possamos partir das diversas situações que vivemos o longo desta vida deixando as águas limpas!

Beijo no seu coração

Daniel Savio disse...

Fique pensando na parte da "água limpa", engraçado que ai o governo se preocupa em cobrar esta postura dos teus cidadãos, mesmo que temporarios, mas aqui no Brasil, nunca vi nenhuma media em direção a isto...

Fique com Deus, menina Shiroma.
Um abraço.