18 de fev de 2011

Existem coisas que vou morrer tentando entender

Estou com tantas coisas na minha cabeça para escrever aqui e dividir com vocês, que nem vou me preocupar com uma introdução politicamente correta. rs

Estava respondendo a um e-mail de uma querida amiga e, quando dei por mim, estava literalmente desabafando! Quando percebi que um simples e-mail estava se transformando num desabafo, num questionamento, pensei em compartilhar com vocês uma coisa que me incomoda e que foi o tema central de uma verdadeira Bíblia que escrevi pra ela:

"Porque as pessoas têm tanta necessidade de possuir muitos amigos?"

Acho que vou morrer tentando entender porque muitas pessoas fazem tanta questão de colecionarem colegas, os chamando de amigos verdadeiros.

Nunca escondi de ninguém que sou uma pessoa de poucos amigos (acho que todo mundo também tem poucos amigos) e me sinto bem assim, porém o que me incomoda é o incômodo que causo nas pessoas quando digo isso. Elas olham pra mim com aquela cara de: "ela se aaacha!!!"

Assim como li no blog da Tuka, mostro no blog uma parte boa e verdadeira de mim, mas também tenho um outro lado (como todo ser humano). O lado da intolerância e da exigência pela qualidade em tudo, principalmente relacionamentos. Não pensem que me vanglorio, por exemplo, de ver que tenho muuuuuitos seguidores no meu blog. Afinal nem todos são assíduos e tem muitos que só vieram aqui uma vez. Nunca escondi que não gosto de quantidade, mas sim de qualidade. Por isso prezo quem vem aqui sempre e construiu uma amizade comigo. Mas, isso foi só um exemplo. Não vim falar do meu blog.

Posso estar me mostrando uma pessoa horrível, sem coração, insensível ou esnobe por dizer que sou seletiva, mas não é nada disso. Posso também transmitir com esse texto uma Flávia que não tem e não gosta de colegas, mas não é isso também. Gosto das pessoas que não tenho muita intimidade (óbvio), com elas posso sair para dar risadas, me divertir e jogar conversa fora. Mas, amigo mesmo de contar coisas do nosso íntimo, são poucos e acho que deve ser assim, devemos nos preservar. Acho que no fundo sou o que todo mundo é um pouco, mas ninguém aceita, ninguém admite porque a nossa sociedade exige que sejamos simpáticas, sociais e cheias de amigos.

Tem uma conhecida minha que vive dizendo que tem muuuuitos amigos e é a pessoa mais angustiada e sozinha que conheci. Seus perfis nas redes sociais são lotadas de gente! Você entra, vê e pensa que ela é super popular e rodeada de amigos. Mas, esta não é a realidade no seu dia-a-dia.

Mas pra que muitos amigos?
Nunca entendi essa necessidade que algumas pessoas têm ao dizerem que possuem tantos amigos.
E já vi muita gente precisando de uma força e nem tinham com quem contar.
E aí? Cadê aquelas trocentas pessoas do Orkut? Do facebook?
Cadê os milhares de seguidores no Twitter?? A maioria você nem conhece, mas se gaba ao ver os números crescendo... não entendo. Tudo hipocrisia.
Tudo para mostrar uma popularidade desnecessária e egocêntrica.

Eu já tive um perfil aberto no Twitter e já cheguei a ter umas 500 pessoas me seguindo mais ou menos.
Aí comecei a pensar: mas pra que??
O que essa popularidade significa?
Que sou legal? Que sou divertida?
Que viver sem minha amizade pode tornar a sua vida tediosa?
Quem são aquelas pessoas que me observam de longe e que nem conheço?
Claro que se alguém tem intenções comerciais até DEVE ter um perfil no Twitter, mas quando vejo que cada vez mais pessoas aderem a esses perfis chamando todo mundo de amigo e nem sequer conhecem as pessoas que estão ali, não consigo ver sentido.

No Orkut a mesma coisa.
Sinto que algumas pessoas até se afastaram de mim por eu não tê-las aceito no meu Orkut (que mantenho só para que a minha família no Brasil possa ver minhas fotos). Não aceito mesmo. Tem gente que só quer entrar ali para bisbilhotar mais ainda minha vida pessoal (não se contentam só com o blog). Mas, o que mais me irrita é que chegam assim: "oi Flá, saudades de você, me add? Beijos"

Oi? Como assim "saudade" se você sequer me telefona para saber se estou bem?
Porque te adicionar se você tem meu número de telefone e nunca ligou no dia do meu aniversário para desejar felicidades?
Bom, enfim.... deixa quieta esta parte. Muito polêmica.
Poderei até perder mais "amigos" por causa deste post! kkkk

Amigos virtuais que conhecemos na blogosfera é um pouco diferente.
Acho que seja possível sim construir uma sólida amizade (não com todo mundo, claro), pois aqui dividimos opiniões e fazemos crescer um carinho pelas pessoas, mesmo que virtual. Com o tempo, marcamos os famosos "encontrinhos" e a amizade se concretiza. Mas, por exemplo, no Twitter, não vejo essa possibilidade.

Querem me ver num profundo dilema??
Por exemplo, preparar uma lista de convidados para minha festa de aniversário.
Vixi maria, é um horror pra mim ter que convidar a maioria das pessoas por educação e ainda ter que bancar tanta comida para elas. Mas isso até vai, o pior é que muitas saem comentando e falando mal (experiência própria).
Tem que chamar fulano porque trabalha junto comigo e se fulano souber que convidei ciclano e não o fulano, o fulano vai ficar chateado.

Ah, que se chateie!
Tá tudo bem, posso pensar assim, convido quem realmente gosto, curto conversar e confio.
Mas, e a festa? Vai ficar quase vazia? rs
Festa vazia com poucos amigos poderá queimar meu filme e mostrar que não sou popular?
Se não sou popular quer dizer que tenho alguma coisa errada e poderei perder mais amigos ainda?
Então, convido todo mundo. Pelo menos ganho mais presentes. kkk (brincadeira!)

Falando mais sério agora.
Hoje em dia não faço mais isso, não convido nem telefono por educação.
Meninas, se eu convidar vocês para uma festa, não fiquem com medo! rs
Não pensem que as convidarei por educação!
Eu já fiz muito isso na vida, mas hoje não faço mais. Prezo a qualidade e não quantidade.
Se um dia eu tiver apenas uma amiga, então farei uma festa só com ela.
Não me pego mais à esta questão de casa cheia, gente ligando toda hora, sorrisinhos chatos, etc
Aliás, não faço nada por educação.
Apesar de ser educada.

O lado bom de todo esse meu jeito seletivo é que quem estiver ao meu lado como amigo, sempre terá a certeza de que é amizade mesmo. Acredito que conviver com uma pessoa transparente é mais fácil do que conviver com pessoas "boazinhas demais".

62 comentários:

Rejane Alves disse...

Oie flor,
entendo você, sou assim também nos principais pontos.
Sempre gostei de qualidade e não quantidade, no meu blog tem aumentado os seguidores e as vezes tenho vontade de deletar algumas pessoas, alias já fiz isso algumas vezes.Sempre digo que não tenho amigos, tenho colegas e não gosto quando me chamam de/ou falam "oi amiga!" isso pra mim soa falso.
Mais um post que eu adorei, pois sempre encontro alguém parecida comigo.
Beijinhos

Mila Lopes disse...

Oi Flávia!
A sinceridade é uma linda qualidade no caráter de alguém, é isso que vc tem...O tempo passa e a vida se encarrega de ser seletiva qnto as nossas amizades. No meu caso, tenho dois filhos, um casal, minha menina tem 4 aninhos, o meu garoto tem 2 aninhos, rs...tem gente que não gosta de receber viistas acompanhada de crianças, e qndo temos nossos filhotes fica mais dificil os programas entre amigas. Então aquelas que visitam-me independente da casa estar perfeita, ou meus filhos correndo e brincando as considero amigas. A vida é assim, tenho poucas amigas, kkkkkkk, uma, sei lá...é issso aí...

Bjs linda

Mila

Carla Guanais Branchini disse...

Oi Flávia, por um instante me vi falando! E, eu aqui, longe de casa, me pego sempre pensando nisso... Muitas vezes me indaguei: por que você quase não tem amigas? Bem, não sei, sempre foi o meu jeito. Não sou de ligar pra falar bobeira, uma que não sou lá chegada em telefone! Outra, sempre fui mais caseira, na minha, reservada talvez... Tenho poucos amigos, que posso contar nos dedos de uma mão, e alguns desses, que eu considerava, nem ao menos se preocupou em ligar, ir me ver, mandar um recado, se despedir quando me mudei para cá para a Itália. E isso caiu no conceito! hahaha. Não que eu seja extremamente seletiva, só sou meio estranha, não me abro facilmente, e o "santo" tem que bater!! rs.
O mesmo aconteceria comigo se fizesse uma festa de aniversário. Normalmente, meu marido é quem tem mais convidados (por que será que homem tem tantos amigos?), e amigos meus mesmo.. 1, 2, talvez 3. Na maioria, família, sempre. Talvez isso seja uma coisa da minha familia. Família unida, primos, primas, e esses sim são unha e carne, dá pra contar pro que der e vier. Esses realmente se importam conosco! E só em ter uma família maravilhosa assim, sou satisfeita e feliz! Sou aberta para amigos claro, mas se não vierem, não me queixarei. rs. Beijos

Cafofo da Fran disse...

Flavinha que post maravilhoso
Sabe sou parecidissimaaaaa cm vc
Eu posso contar nos dedos qnts amigos tenho, e olha q são mt poucos! No sul minha cidade natal tenho somente uma amiga que sei q posso contar com ela em tds os momentos pq sempre ela esteve junto de mim, me ligava tds os dias para saber cm eu estava, ia na minha casa e vice versa! Agora que me mudei nos falamos mais pelo orkut (pq ficar ligando td dia não dá ai meu marido enlouquece com a conta e o dela tbm rsrs)... E depois q vim morar no RJ não conto c/ ninguém, minha distração é o blog, só conto msm c/ meu marido pq não encontrei uma pessoa cm essa minha amiga do Sul e nem vou encontrar... Acho q as pessoas as vezes pensam q sou cheia, nogenta, mas não estou aqui para agradar ninguem, estou aqui para ser feliz ao lado do meu marido! Eu não tenho facebook, só tenho o blog e o orkut... Nâo gosto mt de ficar criando perfil em várias coisas não.... É eu pensei q só eu fosse assim, mas agora vi q tem mais gente q é cm eu...
Bjokas e bom findi
*Ü*

Denise disse...

Adorei teu desabafo, Flávia!
Acho que vc fala o que muita gente sente e pensa. Mas eu, só posso falar por mim - e apontar o que me identifiquei.

"Ter o outro lado" não significa que o que mostro não seja real, agora imagine vc eu despejando minhas indignações e momentos ruins sobre as pessoas que freqüentam meu blog...e os aspectos que não admiro em mim mesma estou procurando melhorar, características que não gosto e procuro mudar, enfim, somos um conjunto de elementos que não compõem a perfeição - TODOS somos assim, mas tendemos a apontar o aspecto negativo das pessoas, muitas vezes para que os nossos não apareçam...
Eu tb penso que qualidade é mais importante que quantidade, e trato como prioridade amigos que se mostram amigos e não me tratam como opção. Isso é ser seletiva? então, sou tb. Temos critério para nossas escolhas, para todas elas, inclusive pra definir comportamento com amigos.
Acho melhor parar e ir lá no Tecendo escrever uma crônica sobre isso...rsrs

Um grande bjo, ótimo fds e parabéns pelo texto tão verdadeiro!

Mônica disse...

Oi Flavia querida!
me identiquei muito com o teu post, porque sou assim, sou uma pessoa com poucos amigos, mas sao pessoas que sao para a minha vida, pessoas que conheci em diferentes fases da vida e na companhia delas fui crescendo, assim como a amizade.
Sempre fui uma pessoa aberta, gostava de todo mundo e por isso achava que as pessoas gostavam de mim também, sou dessas que nao mede esforços para ajudar (amigos ou nao)e sempre perdoava tudo, mas com o passar dos anos vivi muitas situaçoes que foram fazendo eu me dar conta que realmente existe uma enorme diferença entre ser companheiro (trabalho, estudo, academia), conhecido e amigo. Um companheiro ou um conhecido pode se tornar um amigo, assim como um amigo pode se transformar em apenas conhecido...tudo depende da disposiçao e da vontade de cada uma das pessoas de investir seu tempo e energia para que realmente a amizade existe ou se resista ao passo do tempo.
Te conto uma coisa, no ano passado eu tomei uma decisao difícil, resolvi cortar com uma amiga de muitos anos, ela foi uma pessoa muito importante para mim e era uma amizade que eu achava que era recíproca, mas depois de me afastar, comecei a juntar uns cabos soltos e refletir mais sobre essa amizade e no fim me dei conta de tanta atitudes erradas q essa pessoa teve comigo e pior, continua tendo...que resolvi dar um basta. Pensei muito, muito antes de fazer isso, mas acho que foi melhor, já que aquilo que nao nos faz bem nao deve ser cultivado!
Aqui na catalunha eles tem um ditado que eu adotei para minha vida, dizem aqui que fazer um amigo catalao demora, mas depois que você faz é para toda a vida. Acho bacana essa forma de pensar, pois as amizades precisam de tempo, de reconhecimento e cumplicidade, é a contruçao de uma relaçao de confiança e respeito. Gosto de pensar assim, nas amizades como algo que vai se construindo pouco a pouco em bases sólidas e nao essas amizades que sao de uma estaçao ou temporada por que dessas eu já tive demais na minha vida...
Acho que você está certíssima ao ter cuidado com quem entra na tua vida e no teu coraçao, pois essas pessoas que entrarem saberao que terao em ti uma amiga com quem contar!
Querida, desculpe, sempre acabo escrevo demais...(depois nao entendo pq tenho poucos amigos..hahhha), mas é que quando o papo é bom a gente pesa a mao mesmo!!!!
beijos e uma ótima sexta-feira pra ti!!!!
Mônica

Mônica disse...

Flávia do céu, fiz praticamente um post no teus comentários, vergolhaaaaaa!!!Desculpa querida!

Lilian Amorim disse...

Oi Flávia.

Não tem nada de errado em ser seletiva. Acho que temos o direito de escolher o que achamos melhor para nossas vidas.
Tenho perfil no orkut e no facebook e antigamente não podia acontecer um só evento que ia e atualizava as fotos. Minhas fotos bombavam com comentários de gente próxima e de gente nada a ver. De uma certa forma, isso me envaidecia. Mas de uns tempos pra cá, comecei a me perguntar, qual o real objetivo de postar fotos ali e fazer com que de uma certa forma, as pessoas soubessem por onde andava, com quem andava, se o lugar que ia era chique ou não... Sei que fechei minhas fotos no orkut e no face só tem uma meia duzia e faz tempo que não coloco nada. Tenho meus albuns on line com fotos de passeios, viagens que só os mais íntimos têm o endereço.
Cheguei a conclusão que quero compartilhar meus momentos com quem realmente importa e não só com quer curiar minha vida.

Bjs querida.

Sandrinha disse...

Oi Flavinha!
Adorei o desabafo!
Acho q somos bem parecidas neste ponto.
Já fiz algumas postagens e comentários falando deste assunto.
Eu tb seleciono mto a minhas amizades, e prefiro qualidade a quantidade.
O ser humano é mto difícil e complicado.
Eu já fui assim de não esquecer aniversários e datas importantes de alguns "amigos" e até "parentes".Agora passa batido e nem me recordo, qdo vejo já foi.
No casamento de minha filha teve um monte de gente q ficou de fora.Se acharam falta de educação de nossa parte.Q parem e pensem quem são os sem educação nesta história.Não consigo ser hipócrita.
Hoje em dia modifiquei bastante o meu jeito de ser.
Aprendi q ser é melhor do q ter!

Sempre gostei de festas.
Mas agoro prefiro curtir e viajar nas minhas comemorações, do q dar festas p/ encher barriga de quem não está nem aí p/ nada, e qdo dá às costas saí falando mal da gente.
Poucos amigos porém sinceros, p/ toda hora, situação e lugar.
Este é o meu lema.
Desculpa escrevi demais...rsrsrs.

Bom final de semana p/ vc.

Mil beijinhos com todo meu carinho!!!

Elaine disse...

Oi Flávia, não gosto de dizer: "Nossa! como somos parecidas!"... Temo que soe falso, mas devo dizer que nisso somos parecidas sim rsrs...
Sempre fui educada com todos, mas nada além de formalidades; amigos só com bastante tempo e situações que testem e provem a amizade... Sempre fui assim, não busco manter contato ou parecer a super animada para conquistar as pessoas, me importo com o ser humano, porém meus abraços, cuidados, risadas e bobeiras são compartilhadas com meus pouquíssimos amigos.
Já nem tenho mais orkut e facebook, não me envaidecia com a "popularidade", de vez em quando fazia uma limpa nos "amigos" pq meu objetivo alí era manter contato, e me parecia muuuuuito falso ter "trocentos" amigos. A maioria só queria número no perfil deles, daí, como não sou dada a "aparências" excluí minhas contas, só mantenho o blog pq é minha terapia, se ninguém lê ou comenta eu não me importo, passei quase dois anos sem nenhum "seguidor" e tbm sem seguir ninguém e mesmo assim era FELIZ com meu bloguinho rsrs...
Nas minhas festinhas, como eu costumo dizer: "só os do meu coração" rsrs...
Hj mesmo li uma frase que dizia que quem tem um milhão de amigos não tem nenhum, concordo plenamente com isso.
Abração pra vc.

Paula Li disse...

Oi Flavinha, minha mãe me ensinou a ser seletiva, ela sempre me manteve ocupada e quando achava que alguma amizade não seria boa para mim, me mandava para a casa da minha avó depois da escola.
E cresci com apenas uma amiga de verdade e não me arrependo.
Jamais me decepcionei com as amizades, por que ao mesmo tempo que acredito na bondade do ser humano, acredito igualmente na maldade.
E assim vou levando a vida, sendo sincera com as pessoas, mas me apegando verdadeiramente a muito poucas.
E o único canal de relacionamento virtual que mantenho é o blog.
Bjs

Ariana disse...

Oi Flá!!!
Tudo bem com você???
Flá, estou aqui no dilema de arrumar a casa e ler seus posts...rsrsrsrsrsrs...uma panela sendo lavada e mais alguns minutos por aqui...rsrsrsrs...
Concordo com você em tudo Flá, também não tenho muitos amigos e tenho que confessar que as vezes me prendo em manter alguns contatos por educação, para não deixar tal pessoa chateada e de cara feia, estou trabalhando este lado para melhorar...

Quando vc falou do convite para a festa do seu aniversário, me lembrei das minhas comemorações reduzidas, enquanto as comemorações da minha irmã mais velha era sempre lotada, mas lotada mesmo de "amigos", ela é super fofinha, confia demias nas pessoas e as pessoas acabam abusando disso, ela sempre dizia "Ai Ari vc não tem muitos amigos né?!" e eu sempre respondia para ela, que tenho poucos, mas são aqueles que eu posso contar sempre e vice versa...para mim não é a quantidade de amigos mas a qualidade da amizade que permanece...e como já dizia Pedro Bial..."Entenda que amigos vão e vem, mas nunca abra mão de uns poucos e bons"...rsrsrs...

Beijinhos Flá...
Fique com Deus

De tudo um pouco disse...

Flávia

e eu sempre pensei que fosse um ET...rsrs

não tenho muitos amigos..tenho amigos...poucos e bons...

Não faço festa nem jantares para os outros..faço pra mim..

por isso tenho facilidade pra dizer EU TE AMO...

quem está perto de mim é porque AMO MESMO..senão: DELETO..

beijocas

Loisane

Babi Zuza disse...

Flávia,

Eu gosto desse seu jeito sincera de ser e me identifico muito com você! (acho que já te falei isso rsrs). Sou assim também, amigos verdadeiros são poucos, e são os que eu quero por perto!
Não vou negar que o blog dá uma certa popularidade, tanto no twitter qto nas outras redes sociais, mas quem segue mesmo, acompanha, observa que são com poucos que conversamos.
Eu costumo ser bem direta, mas confesso que no niver ainda acabo chamando algumas por "educação", e o duro que no fundo no fundo as que foram por "educação" sabem que foi por isso. Chato né! (sabem pq eu não sei disfarçar mto, e minha cara me entrega mesmo...)

B-jinhos
Babi Zuza
http://babizuza.blogspot.com

Gigi disse...

Fla,voce mandou muito bem adorei o desabafo.Faço minha as palavras da Sandrinha.E voce tocou em um ponto crucial sobre as festas .Sabe Fla meu pai sempre foi um homem muito sabio e sempre nos dava conselhos .Eu nao entendia porque na minha casa nao tinha festas de aniverssarios.Ate que um dia perguntei para o meu pai o porque deles nao fazerem festas la em casa. Ai ele citou justamente aquilo que voce escreveu .E mais ele falou que nao valia a pena ficar gastando dinheiro enchendo a casa de gente e depois ainda sairem falando mal .E realmente ele estava super certo.Eu decidi que quando for fazer alguma coisa aqui em casa so vou convidar minhas amigas do coraçao ( que sao poucas)mesmo .Na ultima festa que fiz aqui tive decepçoes dolorosas recebi as pessoas com tanto carinho e depois fiquei sabendo que sairam falando mal,isso depois de comer e beber a noite toda fala serio ne!!!fiquei muito triste!!.Depois liguei para o meu pai e contei sobre o ocorrido .E falei que ele sempre esteve certo em tudo que nos enssinava. Temos que ser seletivas mesmo.Sabe eu tenho um defeito muito grande!! sou muito ingenua ,as vezes nao percebo a maldade das pessoas.Mas graças a Deus estou abrindo os meus olhos .olha so acabei desabafando tambem.Bjs Flor

Silvia disse...

Oi Flávia,

Concordo com vc! Qualidade no lugar de quantidade, sempre!!!

Sabe que eu tennho muitos, muitos "colegas", amigos verdadeiros daqueles que vc pode contar a qualquer hora, são poucos, mas maravilhosos!!!

Também ja vivi o dilema de convidar ou não e acabar convidando por educação, hj meus convidados são só os íntimos e vou te contar, as festinhas são animadíssimas!!! ;)

Bjoo linda e um maravilhoso final de semana pra vcs!

otilia cristina disse...

EITA POSTA DANADO DE BOMMM..MAS É ISSO MESMO QUE ACHO TAMBEM...PRIMEIRO PENSO MUITO IGUAL A VOCE QUANTO A AMIZADES EU TENHO PESSOALMENTE UMAS 6 ESSSAS CONTANDO COM MINHA MÃE IRMAS,E FILHA SE IMAGINA NÉ?SOBROU 1....QUE TENHO E É MINHA AMIGA DE VERDADE....QUANTO A SER SELETA EU SOU SEMPRE FUI NÃO É QUALQER UMA QUE NTRA NA MINHA CASA MESMOOOOE NO MEU QUARTO ACHO QUE UMA OU DUAS ENTRAM O RESTO DA SALA PRA LA...SABE SOU ASSIM....MINHA FAMILIA MINHA CASA MINHA VIDA COM MEU MARIDO E UMA COISA INTIMA MINHA E TM COISAS QUE EU SO DIVIDO COM O ESPELHO E PRONTO!!!SABE TEM GENET QUE FALA AI AMIGA DAQUI DE LA DEXA TE CONTA A PALAVRA AMIGA E MUITO INTESA E EU ULTIMAMENTE USO ...COLEGA...QUANTO A NUMERO DE AMIGOS TAMBEM NÃO ME PREOCUPO EM SER POPULAR ...SE GFOSTAM OU NÃO DE MIM...EU QUERO QUE MEUS AMIGOS QUE AMOO ME ACEITEM E GOSTEM, DE MIM..ASSIM COMO MEU MARIDO FILHOS E MINHA FAMILIA QUE É PAI MAI IRMÃ,O RESTO SE ME RESPEITAREM JA TA DE BOM TAMANHO..COSTUMO TAMBEM DIZER...QUE O QUE PENSAM DE MIM NÃO É PROBLEMA MEU E JA DELES..TAMBEM SOU DO TIPO NÃO VAI NA MINHA CASA CLARO QUE TAMBEM NÃO VOU NA SUA..SÓ ESTOU INDO EM FESTAS DE AMIGA...LUGARES QUE ME SINTO BEM...QUANDO SOU CONVIDADDA A IR ONDE NÃO QUERO E SEI QUE VOU TER QUE ATURAR MANDO UMAS FLORES ME DESCULPO PELA FALTA..E NÃO VOU MESMO...CONTINUO SEGUINDO A EDUCAÇÃO QUE MEUS PAIS ME DERAM MAS NÃO SOU OBRIGADA A IR ONDE NÃO QUERO FAZER CARA DE X PRA FOTOS E FINGIE UM A ALEGRIA E AMZIADE QUE NÃO SINTO...ESTOU MUITO VACINADA QUANTO AS AMIGAS DA ONÇA QUE FINGEM SER SUA AMIGA E SAEM FALANDO MERRECA DE VOCE PELAS COSTAS E PRA ESSAS AI EU JA LIGUEI A TECLA DANE SE....OLHA FLAVIA..O IMPORTANTE E EU FAZER FELIZ QUEM ME FAZ FELIZ QUEM ME DA AMOR QUEM DE VERDADE SE IMPORTA COMIGO ..NÃO LIGO PRA CLASSE SOCIAL PRA GRANA PRA COR..MAS LIGO PRA LEALDADE E AMOR E SE EU NÃO GOSTAR NÃO FAÇO SALA MESMO NEM AQUI NEM NA BLOGOSFERA..AS VEZES FICO TRISTE COM CERTAS COISAS QUE LEIO POR ESSE MUNDO NOVO ..JA ME VI SENDO CRITICADA SENDO ...JULGADA SEM ME CONHECEREM..NÃO VOU A UM BLIG QUE NÃO ME IDENTIFICO E NÃO VOU SEGUIR POR SEGUIR SIGO E VISITO E SE VEJO ALGUEM QUE VISITO E NUNCA VEM ME DAR PELO MENOS UM OI EU PARO UAI..AFINAL TEM A TAL HISTORIA NÃO VOU NA SUA CASA SE VOCE NÃO VEM NA MINHA NÉ/SE VISITO UM DIA DOIS DEIXO RECADOS SOU IGNORADA NÃO VOLTO MAIS E PRA MIM NÃO FAZ FALTA...ACHO QUE TODOS TEMOS QUE SER IGUAIS INDENPENDENTE DE CLASSE SOCIAL AS PESSOAS DEVEM SER HUMILDES E VER O QUEM REALMENTE É QUEM NÃO É??ESSES DIAS ESTAVA BRAVA COM UMAS COISAS QUE LI POR AI SEM QUERER..ATE PELOS MEUS COMENTARIOS LONGOS..MAS ESSA HISTORIA TE CONTO OUTRO DIA E COMO JA DISSE A OPINIÃO DOS OUTROS JA NÃO É UM PROBLEMA MEU NÉ?
DESABAFEIIIII
HOJE TO TRISTE MINHA FILHA FOI EMBORA E SO VOU VE LA EM JULHO..O QUARTO DELA VAZIO O CHEIRINHO NO TRAVESSERIRO E EU CHOREI DIA TODO MEUS OLHOS ESTÃO INCHADOS QUE NEM FUI TRABALHAR..
BEIJOS
TE ADORO DESCULPE A CHATISSE DO DESABAFO...

OTILIA

Lucia Mallet disse...

Flávia, vc com esse post, ganhou uma admiradora, tb sou muito seletiva nessa questão de amizade e não tenho essa necessidade de ter tantos amigos, preciso, sim, estar rodeada daqueles que amo, meu marido, minha família e algumas pessoas que me rodeiam. Mas, eis que, de repente, surge alguém na sua vida que tem tudo a ver com vc e entra, encaixando-se perfeitamente com seu perfil, enfim, verifica-se a afinidade, aí, sim, invisto nessa amizade.
Gosto muito de ler seus posts, a sua transparência é incrível e vc se reporta a determinadas situações com uma acuidade ímpar!
Bjs
Lucia

disse...

Oi Flávia, também prefiro qualidade do que quantidade, e também tenho Orkut (estou quase fechando a conta, nunca acesso) e Facebook. Este estava quase inativo quando comecei a adicionar uns amigos da advocacia, e como faço parte da nossa entidade de classe como conselheira, começaram a "bombar" pedidos de amigos que eu nunca vi...pera lá, no facebook eu comecei a adicionar quem eu conhecia da advocacia, e não qualquer pessoa que me viu lá e sabe que eu sou da OAB e fica me adicionando sem eu conhecer, e fica vendo minhas fotos etc, etc.Eu simplesmente ignoro esses pedidos de amizade de quem eu não conheço pessoalmente no facebook, não vou "ficar amiga" de quem eu simplesmente nunca vi.
O blog já é diferente, você cria um blog para expor alguma ideia sua, é o direito de liberdade de expressão assegurado pela Constituição Brasileira, rsrs! No meu caso, gosto de postar meus looks, meus esmaltes, minhas ideias. E quem gosta das suas ideias ou dos seus looks, ou de qualquer coisa que você postar vai te seguir, vai te ver, quem não gosta não, todo mundo tem o direito de ver o que quer também. É lógico que você acaba tendo maior afinidade com alguns blogs e com algumas seguidoras, mas isso não me impede se seguir outros blogs também, porque para muita gente isso pode ser importante, porém para mim não. Tem meninas que sempre passam no meu blog e comentam, mas elas não o seguem, tem outras que seguem e nunca comentam. Trato todas da mesma forma quando elas aparecem, ou seja, retribuindo a visita, e/ou respondendo no próprio blog. Mas não estou nem um pouco preocupada com quantas seguidoras tenho, aliás tenho medo até de que aumente demais o número e que eu não consiga mais retribuir as visitas de todas. Mas quem quiser seguir para mim será benvindo, retribuirei a visita obviamente e seguirei o blog da seguidora, se ela o tiver. Beijocas.

Nicelle Almeida disse...

Olá, querida!
Sabe, eu concordo com vc e falo isso sem grandes problemas. Melhor ter um ou dois amigos sinceros e verdadeiros, que fala as coisas na sua cara, que te dá bronca quando é necessário, que sabe a hora de falar e calar, que te entende, te conhece, do que mil pessoas te cercando, levando o nome de 'amigos' quando na verdade nem de longe agem como tais. Acho que amizade é algo natural, que acontece, que dá certo sem precisar forçar barra ou dar jeitinho sabe. Se rolar, ok...ótimo. Mas, se n rolar...vamos conviver, só n me venha achar que é meu amigo intimo.

Beijos, minha flor.
Muito bom seu desabafo!

Um ótimo final de semana.

Se der, me visita lá no blog ;)

www.nicellealmeida.blogspot.com

Tuka Siqueira disse...

Entendo você e compartilho desse teu pensamento. Tenho um perfil no orkut com mais de 500 "amigos" e meu twitter já tem mais de 400 seguidores. Não vou excluir nem bloquear ninguém, mas fico pensando onde está toda essa gente quando estou triste ou precisando de ajuda... Tenho alguns com quem falo quase diariamente e esses sim, considero amigos, outros, são só pessoas que estão ali, mas não estão. Quanto aos amigos reais, aqueles de carne e osso, tenho tantos quantos se pode contr nos dedos da mão. Mas sei que são verdadeiros.
Pra evitar o que vc passa nos aniversários, aqui temos o costume de "quem se lembra aparece" e traz junto um prato doce ou salgado e a bebida debaixo do braço. Assim, sei que quem vem me dar um abraço no meu aniversário realmente gosta de mim e vem por mim.

Abraços. Bom final de semana!

Gisley Scott disse...

Flávia,

As pessoas têm esse frenesi por ter muitos amigos, pq na verdade, os amigos estão cada vez mais escassos...Daí a quantidade é boa, pq se levar um pé na bunda, tem outros pra massagear o ego. Essa é a única explicação que tenho pra isso...


Qdo eu tb tinha orkut, eu tinha 150 pessoas na minha página(isso foi em 2005), mas qdo eu saí, praticamente ninguém mantinha contato comigo.Se eu tenho que fazer parte dessas redes sociais para aí sim ser amigo de alguém então é pq nós nunca fomos amigos, na minha opinião.

Eu ainda acho que não tem nada como um bom telefonema ou um e-mail pessoal, um café com amigos..

Bjos!

Patrícia Quel disse...

Oi Flavia!!!
Me indentifiquei com vc em algumas partes do seu texto, tão bem expressado...
Eu tbm sempre tive pouco amigo, por ser seletiva e querer pessoas sinceras ao meu lado.Muitas pessoas fingem gostar de vc qd na verdade pouco se importam... eu sou muito transparente e espontanea e as x isso me atrapalha um pouco na vida. mas com o amadurecimento me fez ver as coisas de outra maneira.
Vou aprar por aqui, se não vai virar um livro...
Adoro a forma como vc se expressa!
Bjs!

.:*Alinezinha*:. disse...

Acho q as pessoas que prezam pela quantidade tem enorme medo de ficar sozinhas e querem mostrar ao mundo q sãp populares, q as pessoas as amam... a maioria tem um vazio enorme dentro de si.
Eu sempre fui uma pessoa de poucos amigos, sempre fui tímida e isso atrapalhava muito a aproximação.. mas os poucos amigos sempre foram os mais sinceros e realmente estavam ao lado qndo eu precisava. Isso me leva a crer que vc está totalmente certa quando diz q qualidade é muuuuito melhor q quantidade.
Parabéns pelo post (Mais uma vez arrasou).
Bjinhos!!!!

Déborah Brito, disse...

Super concordo Flá, de pessoas assim que precisamos no mundo, pq a hipocrisia rola solta !
Também sou como vc, tenho poucas mas EXCELENTES amigas e não tenho do que reclamar, sou muito feliz assim. Muito mais feliz do que era antes cheia de amigos interesseiros, aff

Beijos e continue sempre assim !

Cae Fernandes disse...

Flávia, vou te dizer, acho que a única pessoa que realmente considero como minha amiga é minha irmã!Além de pais e marido é claro!
Sempre tive dificuldade em construir amizades, sou simpática, agradável, mas mesmo assim, não rola, ...acho que sou exigente demais e isso afasta as pessoas, mas nem ligo, minha auto estima é lá em cima e sempre acho que quem tem problemas são os outros...rsrrsrs.
Amizade da boca prá fora não conta, né? Acho que temos muitos colegas...
Todo mundo me acha estranha por eu não ter tido filhos, pode?! Sempre seremos cobrados por uma ou outra coisa...o lance é seguir em frente , seguras e poderosas!!! rsrsrrr
Mil beijos
Cae

Clau disse...

Oi Flávia adorei a postagem... tb me sinto assim... sabe que quando meu filho nasceu fiquei ainda mais forte e com isso aprendi a dizer não.. tanto que p/ a festinha de primeiro aninho a primeira lista era enoooorme... dai pensei sabe de uma coisa vou convidar quem particípou desse primeiro ano de vida dele e pronto... muuuuuuuuuuita gente q achou ser convidada não foi e não me arrependeo...

Beijão

otilia cristina disse...

EITA VOLTEI...LI O RECADINHO LA EMBAIXO AGORA DE NOVO POR QUE VOLTEI PRA LER DE NOVO O POST..E AMEI..E GENTE QEU COBRA É FOOOOOOOOOO FALA SERIO HEIM...ODEIO GENTE QUE COBRA ..AVE MARIA.....SAIO FORA LOGO...TAMBEM SEOU IGUAL VC...ENTROU NO MEU BLOG ESVREVEU LA""EI TO SEGUNDO VC ME SEGUE""NEM VOU LA SABER QUEM É?? MAS NÃO MESMO....SABE QUE ATE FUI MAS NÃO VOU MAIS...E SE CASO COMO VOCE DISSE VOCE PERDER ALGUM SEGUIDOR POR CONTA DO SEU DESABAFO ESSE NÃO TE SEGUIA DE VERDADE..ESSE NÃO TE RESPEITAVA ..ESSE VOCE QUEM GANHA EM PERDE LO...BJS EU JAMAIS MAIS JAMAIS DEIXO DE VIR AQUI LER COISAS DO CORAÇÃO VERDADEIRAS JAMAIS ADROOOO OUTRO JORNAL SRSR SRS DESCULPA..
OTILIA

Erika Saab disse...

Flávia, sabia que eu tava pensando nisso dos amigos das redes sociais nesta semana? Já acabei com as minhas contas algumas vezes, acabei volatndo e fazendo tudo de novo, aceitando add pessoas que não queria sabendo da minha vida. Recentemente eu deletei algumas, as que eu não me importo se vão ficar chateadas ou não comigo, mas ainda tem muitos que eu queria "barrar". Vão se chatear, vão, mas será que se um dia eu precisar usar estas redes para me ajudarem, para divulgar um negócio que estou montando, para arranjar um emprego...será que vão me dar um apoio? Tenho certeza que não, então, prometi para mim mesma que nunca mais vou apagar um perfil num rede social para me livrar de quem não é bem vindo, antes, deletá-los e deixar que se incomodem! Daqui para frente vai ser assim, se eu notar falsidade, aproximação só por curiosidade, vou deletar sem pena! Beijos.

Edi Reis disse...

Amigos do peito msm, que vão sempre estar com vc dá pra contar nos dedos.
"Amigos vêm e vão, mas nunca abra mão de uns poucos e bons..." P., Bial

bjoo
http://feedbackpositivoagora.blogspot.com/

diariodumapsi disse...

Menina! Me vi nesse seu post.
Sou muito estranha, não gosto de receber pessoas só por educação e vou confessar, ás vezes a campanhia toca e não abro,pois não estou a fim de falar com certas pessoas.
Estranha, eu? Sim...
E sou seletiva, tenho o péssimo hábito de só amar a quem me ama.
Por causa disso não tenho muitos amigos, pois amigos verdadeiros, daqueles com quem podemos ficar à vontade e sermos nós mesmos, com erros e acertos, defeitos e qualidades são muito poucos, eu particularmente só tenho meu marido, minhas irmãs e um único amigo que mora em outra cidade.
Também parei de postar fotos em orkut, pois acabava atraindo muitos curiosos devido a minha profissão e por exercer um cargo de chefia, o orkut não me aproximava das pessoas e só alimentava as fofocas alheias.
Utilizo mesmo apenas o blog.
Adorei a sinceridade e a transparência do seu post.
Gd beijo

Maria Célia disse...

Oi Flávia
Gostei muito da sua sinceridade e franqueza. É bom que seja assim.
Concordo com todo o seu texto, sou uma pessoa de pouquíssimos amigos, mais todos muito queridos, e tenho certeza que pra eles também sou muto querida e admirada.
Bjos

Thaís Alves disse...

Flavinha, vc sabe que concordo e muito com você, devido a alguns posts lá no blog em que já falei sobre isso. Também priorizo a qualidade, muito mais que a quantidade, e, acho até que na blogosfera levo isso mais a sério que ainda. Sendo que no Twtr, facebook, orkut, aceito pessoas que não são tão próximas, embora não aceite pessoas que não conheço, e de vez em quando faça uma "limpeza" nestes sites tirando quem não mantém contato comigo de fato por ali. E se somos assim na internet, quanto mais na vida real né... Acho que não é qualquer pessoa que pode entrar na nossa casa, compartilhar da nossa vida, trocar energia com a gente. É preciso ser seletiva sim, e isso não é ser metida, é apenas buscar afinidade real e ser sincera. Adorei o post! Continue sendo vc mesma, sempre! beijos

Tatiana disse...

Nossa Fla...isso e complicado mesmo, no meu caso, tenho muitos conhecidos e nao consigo ser antipatica, so se abusar da minha simpatia. Agora amigos, eu tambem conto no dedo, aqueles que podemos confiar quando precisamos de uma ajuda,sabe?
E isso ai Flavia querida, use mesmo o seu blog para se expressar e quem nao gostar que se retire,adorei o desabafo!!!
Ate agora nao entendi...voce ta no Brasil ou no Japao? Tive um comentario la no blog dizendo que voce estava se mudando para o Brasil, e verdade?
Beijocas!!

Luziane Lima disse...

Flavia,amei seu post(como sempre).Você acredita que já tive orkut com quase 600 pessoas?Ai era tão ruim mandar recados para os amigos porque as vezes mudam o nome do topo ou enfeitam e é o oHhh para achar,ai eu ia procurar e tinha um monte de gente nada a ver e demorava para encontrar,e vinha um monte de mensagem eletrônica do tipo que enviava para todo mundo.Comecei a achar isso um saco!Ai fiz outro e hoje tenho a metade,são pessoas que conheço mesmo mas que nem vi mais na vida kkk.Acho tudo que você falou o máximo,tenho um amigo/irmão que é super popular daqueles que todo mundo que ter por perto,e eles diz que sabe com quem contar que não adianta ter tantos "colegas",se na verdade é conosco que ele tem uma família,sempre achei isso tão lindo,porque apesar de ser POP ele não é esnobe e valoriza a qualidade.Resumindo:Ele é como você.E acredite é um privilégio ter uma pessoa assim por perto.Você sabe que sempre tem alguém para te apoiar e isso é o melhor de tudo.

tem uma mensagem linda que meu irmão mandou hoje vou salvar por aqui e te enviar.

Bjo,

Luziane
www.desapatilha.com.br

Luziane Lima disse...

Diferença
de COLEGA para AMIGO...

Colega: chama seus pais de senhor e senhora;
Amigo: chama de pai e mãe.

Colega: nunca viu você chorar;
Amigo: sempre teve os melhores ombros para você
chorar;

Colega: nunca pede nada para
beber e comer;
Amigo: abre o armário e
se sente em casa;

Colega: pede pra
você escrever o seu número de telefone;
Amigo: pergunta
pelo telefone dele,
pq não se lembra onde colocou

Colega: pede alguma coisa emprestada e
devolve em uns dias;
Amigo: tem um
guarda-roupa cheio de coisas suas;

Colega: sabe
algumas coisas sobre você;
Amigo: poderia
escrever uma biografia sobre você;

Colega: não
ficaria com você se as
outras pessoas não tivessem com você;
Amigo: sempre ficaria com você;

Colega: lê e ignora
Amigo: manda
de volta

É melhor ter um com que possa contar né?Tenho várias amigas desde a infÂncia poucas mas que posso contar.E vou tratar de mandar essa mensagem para elas agora hehehe.

Bjo,

Luzi

Mel disse...

Certissima Flavia,o importante eh ter amigos de verdade.(Mas na festinha pra ganhar presentes podemos fazer aquela excessao rsss)Beijos,adorei seu blog.

Katia Bonfadini disse...

Flávia, que bom que você descobriu meu blog porque amei o seu! Esse texto é muito bom e penso parecido com você. nemm sempre foi assim, mas a vida me ensinou e ainda me ensina que "menos é mais"em diversos aspectos. Com relação à amizade, com certeza. Tenho pouquíssimos amigos, também, os mais chegados já conheço há 12, 18, 20 anos e são esses os que me conhecem verdadeiramente, nos quais eu confio e sei que posso contar sempre! Gostei muito do seu espaço e da sua filosofia de vida. Posso acrescentar um link pro seu blog no meu na categoria GENTE BOA? Um grande beijo!!!!

Valéria Ferreira Bernardo disse...

Oi, eu tenho uma super mania de chamar as pessoas de miga ou amiga, mas é mania.Tem algumas meninas q não colocam nome delas no blog.Eu gosto q me chamem do q for de Val de Valéria de Miga,amiga não me importo,o q importa é comentar sem xingar,é ler o post é ser sincera, e pq não ter uma amizade na internet?Não vejo nada d+ em ter vários amigos o importante é saber cultivá-los numa boa!
bom final de semana flor!
bjbj

Mika °° disse...

Oie Flávia,

Também sou assim, meio reservada para amigos. Acho que sou seletiva demais algumas vezes, tenho poucos amigos tb.

Ainda, para contribuir com minha seletividade, levei uma rasteira de uma suposta amiga =/

Beijos querida,

ogatoquepesca.com

otilia cristina disse...

QUERIDA MEU IMAIL,MSN,otilia_cris@hotmail.com
caso precise bjs..
otilia

Margot Félix disse...

Ser seletiva com amigos é questão de respeito mútuo. Quando Sabemos escolher as pessoas que nos rodeiam, somos mais felizes e nos sentimos mais seguros. Adorei seu desabafo.

Bjos,
Margot Félix.

Gisley Scott disse...

Oie Flávia,

só passei por aqui pra dizer que o layout ficou um mimo :)! Romântico, que nem vc :)!

Bjos

Fabi a loba!!! disse...

Flá,como acabei de dizer no msn... essa é minha amiga... você pode ser seletiva, mas isso só faz você se tornar uma amiga muito melhor...
Quem tem o privilégio (como eu) de ser sua amiga sabe do que estou falando.
AMO nossa amizade que ultrapassa fronteiras, me faz um bem danado, você nem imagina o quanto...
Fiquei super emocionada com o comentário que você me deixou e toda "cheia" porque você lembrou de mim...brigadão... nem preciso falar como você é especial...Te amo de verdade...beijão

produtosartesanaisartmanhas disse...

Oi Flávia, você conseguiu me prender e ao mesmo tempo me surpreender com o que escreveu neste post. Eu geralmente visito blogs que estão relacionados ao meu, e até o momento não tinha descoberto nada parecido e nem interessante e que dispertasse essa empatia; pois com relação ao que você disse, penso sempre "antes só do que mal acompanhada"; mas o que me fez refletir foi sua audácia em escrever sobre isto, e mais, me fez refletir que as vezes estou esquecendo de tais conceitos, isso com o meu blog,como você mesmo disse, mostro uma parte boa e verdadeira de mim, e estava esperando que talvez pudesse despertar tal interesse com o que faço, me peguei pensando agora...pra quê me preocupar com isso, sempre estou me justificando das coisas, preciso ter coragem de ser o que realmente sou, não querer ser o que os outros queiram que eu seja, e aprender a lidar com isso,digo Flávia, por muitos momentos me cobrar de não ter as visitas ou comentários imaginados, acredito que o que tenho a fazer é deixar rolar, quem sabe sem cobranças dá certo; o que vc acha? pode compartilhar comigo sua experiência, ficarei muito feliz.
Um abraço e com certeza estarei sempre por aqui.
Andréa

Gi disse...

Oi Flavinha amada.
Vc tb mora no meu coração.
Te amo amiga.
Beijos :)

Do que eu gosto... disse...

Oi Flávia!
Estive meio adoentada e só agora estou colocando em dia minha leitura dos posts!
Acho que você não deve se sentir nenhum ET por priorizar uma boa amizade, sou assim também, nooossa é assustador quando vemos as estatisticas de pessoas que se vangloriam ds números de "amizades", eu talvez conte nos dedos das mãos as amizades de verdade...Você é muito verdadeira e isso hoje até dificulta manter amizades verdadeiras, as pessoas têm dificuldade até em ver suas opiniões discordadas e lá vai uma amizade pelo ralo, temos que pisar em ovos para continuar a relação, vale a pena?!

otilia cristina disse...

VOLTEI...EU ACREDITO SIM QUE VOCE CHOROU AO VER O VIDEO E ACREDITO MUITO MESMO NA SUA EMOÇÃO POR TUDO QUE LEIO AQUI E QUE VOCE DEIXA OS PRESENTES EM FORMA DE COMENTARIOS ESSE ULTIMO FOI UM PRESENTE PRA MIM MESMO..
OBRIGADA FLAVIA QUERIDA

LEIO E RELEIO SEU COMENTARIO E JURO FIQUEI EMOCIONADA TAMBEM...
BJS
OTILIA

Zilda Santiago disse...

O melhor da postagem deve ter sido descobrir que não é diferente,póis pelos comentários,todo mundo se descobriu assimmmmmmmmmmm....Será?
Ser seletiva é muito bom para saber viver;o problema é o verniz social que se procura manter e as vezes exagera-se.Quando visito alguns blogs,leio declarações de amor que são feitas,juras de amor eterno,que não me parecem ser verdadeiras e as acho desnecessárias.Tudo tem um limite.Aniversário meu,filhos etc é só a família.Muito verdadeiro o texto,lembre-se porém que nem Jesus disse tudo!!!Bjs no coração.Saúde paz!!

Mulher de Fases disse...

Depois desse post te admiro mais ainda.
Não tiro e nem coloco uma vírgula desse post. È assim mesmo que eu me sinto.
Qualidade sem dúvidas, vem primreiro que quantidade. Eu também sou pessoa de pouquissimos amigos. Acho que tenha 3 amigos, amigos verdadeiros. Pq eu também sou exigente, sabe?

Antes uma festa com três pessoas, que uma festa com 500 desconhecidos, não??

E viva as amizades verdadeiras.

Post excelente!!! Inspirador.

Adriana Alencar disse...

Você é autêntica e essa é uma qualidade rara e que desperta duas reações básicas: simpatia ou ódio imediato, sendo esta a mais comum, infelizmente. Eu, particularmente, admiro a autenticidade, pois sei exatamente quem está ao meu lado e se diz ser meu amigo e a considero um verdadeiro dom a ser preservado neste mundo hipócrita onde os números, seja os da conta bancária, de seguidores ou de amigos virtuais, contam mais do que a personalidade de alguém. Já lhe disse que me impressionou uma blogueira popular como você ter dado atenção a uma iniciante como eu e o fato de saber que também é dona desta qualidade que muito prezo só aumenta o meu apreço por você!
Bj
Adri

Apenas um lugar para ser (Lis) disse...

Oi Flávia, eu me identifico mto com vc. Eu acho q vc está certa, sabe? Acho q tendemos a nos preocupar em q imagem as outras pessoas têm de nós, mas chega um momento, q não dá mais, pois é a nossa vida q vai ficando chata, pois ao tentar agradar tanta gente, saímos desagradadas. Enfim, algo q tenho mto a desenvolver é não me importar com oq os outros pensam de mim. Como diz o meu noivo: Qdo esse dia chegar, vai ser libertador, e sei q vai msm.

Eu sempre selecionei meus amigos, apesar de conseguir manter boas conversas com tds. As vezes penso: tenho tao poucos amigos, oq fiz de errado? Acho q penso isso por ver as fotos das pessoas nas festas com toda aquela galera.. Haha.. Mas seu texto me fez pensar, será q oq se vê "lá fora" é real?

Bom, é isso. Beijos e uma ótima semana! =)

HEIDY disse...

É assim mesmo Flávia que acontece,amigas são raras,e vão e vem,eu me identifico com algumas pessoas,mas não sou do tipo de ficar correndo a traz para que gostem de mim,acho que acontece naturalmente uma boa e valiosa amizade.
Já fui assim um dia,resgatei amigas de infância pelo orkut,mas com o tempo vc percebe que não foi tão importante assim...
Vejo vc uma pessoa autentica,cheia de atributos,e muito sincera...
Acho que esse equilíbrio seu é invejável!!! kkkkkkkkkk
Parabénsssssss por mais esse texto que nos faz refletir bastante...
bjssss no coração.

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

bacana. não achei vc fria nem sem coração, ao contrário. pareceu que preza REALMENTE o sentimento verdadeiro, sem média.
melhor sempre é ter bons amigos. que sejam 2 ou 10 ou 20, mas que sejam BONS. daqueles que entendem os nossos acertos e erros.

E claro, quem sempre quer mostrar alguma coisa no fundo quer compensar a falta que sente da coisa em si... isso nem preciso explicar.

a única transparência que não gosto é a invasiva: aquela que opina sem ser questionada, que se intromete em nome de uma pretensa sinceridade. cada qual no seu quadrado tb, né, assim é a base do respeito.

bacana o post, muito bom
bjs

Satie disse...

Eh Fla, acho q ja disse q tenho poucos amigos aqui no jp. Nas redes sociais tenho muitos, a maioria ficou no brasil. As que preservo sao as antigas e boas amizades, essas sao priceless! Daquelas de mandar mensagem depois de meses p desabafar e sentir o apoio mesmo estando longe! bom ne?
Nao liga pros outros nao! Bobagem!
Beijos!!

Gi Salmazi disse...

Ahhh minha querida sincera! eu adoro suas colocações, sua clareza, sua sinceridade, tão complicado ter um montão de amigos e não ter nenhum, em minha vida tenho poucos e bons amigos que frenquentam minha casa, minha vida, mas aprendi com o blog que ter amigas virtuais é o máximo e realmente ás vezes elas nos entendem melhor do que os mais próximos, deve ser a falta de convivência rsrsrs
mas de uma coisa eu sei...meus pais tem casais de amigos há mais de 30 anos, pessoas que foram mais presentes que nossos próprios tios, então temos que cuidar com carinho dos nossos amigos sempre!
Ahhh obrigada pelo recadinho carinhoso no post da Érika!sei que é muito sincero rsrsrs e nem eu sei onde guardo tanta bolsa, é um problema patológico...mas eu costumo doar muitas coisas, nada fica parado lá em casa não!
bjs carinhosos!
gi salmazi

marcelak disse...

Nossa ! Adorei suas palavras , eu nunca entendi essa fixacao das pessoas em ter tantos amigos .
Aqui no Japao , se tirar minha familia , eu nao tenho NENHUM amigo de verdade . JA cansei de ver as pessoas aqui falando mal de alguem e essa pessoa chegar e a mesma mudar de atitude rapidamente .
Tambem como voce sempre desconfio das pessoas boazinhas demais , alias desconfio de todo mundo . Sou considerada chata por isso , por sempre desconfiar das intencoes das pessoas .
Nao vou ficar falando muito . Adorei seu blog , primeira vez que venho aqui e ja me deparo com um post tao verdadeiro como esse .
Tenha um otimo fim de semana .

Flávia - Compartilhando Idéias... disse...

Oi Marcelak!!

Tudo bem linda?

Muito obrigada pelo seu comentário. Fui tentar te visitar também para retribuir sua visita, mas não encontrei nenhum link de acesso. Você tem blog?

De qualquer maneira, obrigada pelo carinho. Um beijo!

Portal Livre disse...

O mesmo comunicado devia ser enviado pra brasileiros que saem daqui para outros países. Porque, né... O que tem de gente que se manda daqui deixando bagunça, não tá no gibi!

Daí, se não respeitam o próprio país, vão respeitar os demais?

Triste isso...

J@de disse...

Minha mãe dizia: "amigos, poucos e bons", esse é a filosofia que norteia minha vida... a não ser no facebook porque eu jogo na fazendinha!! hehehe!!
Beijos!!

Daniel Savio disse...

É complicado ser social por educação, acaba sendo uma casca vazia que só se sustenta pela busca de mais amigos de fachada, pois raramente se tem um contato tão intimo com tantas pessoas...

Outra coisa que fico meio incomodado, é quando a pessoa me chama de amigo no primeiro contato, nem me conheceu direito é já quer "arcar" com responsabilidade grande demais para a primeira vez.

Fique com Deus, menina Flavia Shiroma.
Um abraço.

Miss Yang disse...

bem vinda ao meu time. mas o que ainda me deixa desconfortada é ver que depois de tudo isso que tu escreveu, ainda tem gente hipócrita que faz uma coisa e escreve outra... Acho até tolerante confundir ingenuidade com burrice, mas confundir hipocrisia com ingenuidade´pra mim não desce.
Desculpa Fla, mas não aguentei...