31 de jan de 2011

Tentando entender o inexplicável

Olá! Tudo bem? Hoje estou aqui para desabafar com vocês, afinal este blog trata da vida real, dos sentimentos reais que temos e que muitas vezes não são um mar de rosas. Todos já conhecem a minha atual falta de tempo para a internet por causa dos preparativos com a nossa mudança, mas por outro lado, se eu ficar muito tempo longe daqui ou permanecer por muitos dias sem compartilhar meus sentimentos, parece que vou explodir.

Queria saber se vocês já tiveram aqueles momentos na vida de introspecção total, aquela fase onde não queremos vida social e manter uma conversa com um colega é uma coisa que requer um certo esforço. Não sinto ânimo para conversar e ouvir coisas que não me interessam. Muitas vezes escuto uma pessoa falando com um colega e sem participar daquela conversa, já reviro meus olhos e penso: que saco esse papo! Mas, tenho certeza que, em uma outra época, eu acharia aquele papo normal, bacana até.

Pouquíssimas pessoas hoje em dia conseguiriam me envolver com uma conversa. Talvez, mesmo sendo uma boa conversa, também não tivesse paciência. Tudo isso porque o problema não está nas pessoas, está em mim. Ou será que está nelas? Não sei. Quem sou eu neste momento? Aquela Flávia alegre de alguns meses atrás não está aqui.

Parece que só consigo estar bem ao lado do meu marido e dentro da minha casa.
Saindo desta linha, eu já me sinto deslocada, triste, impaciente e intolerante.
Eu estou chatinha gente, querendo ficar sozinha. Engraçado que com vocês do blog eu interajo numa boa. Parece que volto à ser a Flávia de sempre!!! Estranho né?

Tenho vontade de conversar somente com quem quero e não com quem se aproxima, entende? Mas, e o lance de fazer "a social", e a política da boa vizinhança??? Pois é, é para isso que servem as máscaras. Ninguém tem culpa por eu estar desse jeito. Não tenho o direito de ser indelicada com ninguém e ninguém tem uma bola de cristal para saber como estou por dentro.

Todos os dias coloco minha máscara, a que tem o sorriso mais largo e vou trabalhar. Pode ser que alguém de lá leia isto aqui, espero que respeitem. Mas também, se não entenderem, não estou muito preocupada, sinceramente.

Meu prazo de validade no Japão terminou, acho que isso contribui para tudo que sinto hoje. Já me disseram que devo aproveitar cada segundo daqui até o fim porque sentirei saudades. Racionalmente sei de tudo isso, mas meu coração não está mais aqui. Meu coração já está no Brasil, perto da minha família, há muito tempo. E, a gente, sem coração, não é nada!

Sei que é uma fase. Eu nunca fui assim, mas ultimamente as pessoas andam me irritando muito, nada é interessante, algumas colegas são extremamente infantis, fazem corpo mole no trabalho, fazem piadas sem graça, sei lá, não tô muito a fim de tentar sorrir para elas. Vou deixar isso para as máscaras. Vocês já se sentiram assim?

Por outro lado, (poucas) pessoas maravilhosas trabalham comigo, me dão bom dia com o coração, têm um papo bacana e realmente gostam da minha companhia; mas mesmo assim, continuo nesta minha fase que só pode ser entendida e respeitada por quem realmente me conhece. Ao primeiro olhar, posso estar transmitindo uma certa arrogância, como se eu fosse melhor que todo mundo, como se ninguém fosse legal, mas não é isso. O que sinto vai além de julgamentos ou sentimentos mesquinhos. Nem eu mesma sei explicar. Só estou aqui desabafando, tentando me entender.

Antigamente eu telefonava para os meus amigos e ficava um tempão no telefone. Hoje não sinto vontade.
Antes eu adorava visitar os amigos. Hoje não tenho vontade.
Sei lá, pode ser desânimo ou vontade de ir embora logo ou apenas uma fase ou depressão, sei lá mesmo! Não sei! E, certamente, por mais que eu tenha escrito tudo isso, ainda não consegui escrever tudo o que gostaria e o que realmente sinto.

59 comentários:

Celia na Italia disse...

Flavia
Talvez este teu jeito "atual" seja justamente pq vc está mudando de país, de hábitos e de vida.
Acredito que mudar depois de algum tempo em um lugar dê uma certa nostalgia, mas não deixe que a depressão te pegue. Faça o que o seu coração mandar assim, vc estará sendo sincera consigo mesma, e é isto o que importa.
Uma super semana e fique bem!

Rejane Alves disse...

Flor do Céu...
o que você esta sentindo é exatamente o que tenho sentido nesses últimos meses, não tenho paciência pra nada, minhas colegas e amigas me ligam em casa e mando dizer que não estou.Até com meu namorado tenho perdido a paciência por algumas vezes, prefiro ficar sozinha, já não tenho o mesmo problema com as pessoas na internet. Também sei que o problema é comigo.
O pior é que não consigo sorrir para as pessoas, minha cara é fechada sempre.
Bom saber que tem mais alguém assim como eu.
òtima semana

• déia musso • disse...

Amiga,

eu tive um período antes de engravidar que não tinha paciência nem pro blog, me sentia "obrigada" a responder comentários, torcia pra ninguém aparecer na minha casa.....

Acho que são realmente momentos de introspecção mesmo, sei lá...

Mas sei exatamente como vc está se sentindo...não se pressione e respeite teu limite, viu?

Pense em vc nesse momento e de um tempo pra si e saiba que isso vai passar, e qualquer coisa to aqui tá?

Linda semana!

Bezinhos nossos,

Déia e Murilo ♥

Gigi disse...

Oi Fla .nossa que coisa!!!acho que deve ser a sindrome do regresso .Uma mistura de anssiedade com stress .ainda essa rotina de fabrica ninguem merece!!!!Olha Fla eu ja me senti assim varias vezes.E quando estou assim a primeira coisa que faco e telefonar para o meu pai la no Brazil e me sinto bem melhor .E orar muito Deus e maravilhoso !!!ele ouve as nossas oracoes e responde imediatamente .no domingo passado eu estava muito abatida de ver certas coisas que nao me conformo{a falsidade e a dissimulacao de certas pessoas}e naquele momento pedi a Deus que tirasse aquele sentimento ruim que me fortalecesse .E no dia seguinte eu ja estava otima.Espero que voce fique bem .voce e uma pessoa maravilhosa ,nao merece ficar assim .Um super beijo

Evelyne V. Nami disse...

Oi Flávia.

Eu tbm passo por períodos em q fico assim como vc. É complicado e as pessoas acabam achando q é arrogância qndo na verdade é apenas uma necessidade de solidão e silêncio.
E como vc mesma disse só os verdadeiros amigos entendem isso.
Desejo q vc fique bem e mantenha seu foco bem definido e se alegre por conseguir algo q vc quer: voltar para casa.

Super bjos
http://www.i-likemovies.com/

Mila Lopes disse...

Isso é absolutamente normal Flávia...
Eu sei bem disso porque costumo ficar assim, mas fico assim faz um bom tempo, desde que tive meus filhos minha vida mudou muito, não que eles sejam culpados disso, mas a gente vê o mundo muito diferente, e dependendo da situação a depressão assola. Mudanças faz isso, seja elas quais forem...Sem falar que tenho um amor muito longe de mim, fora do Brasil, e qndo bate uma saudade ninguém me alegra, ninguém consegue me fazer ser aquela Mila de 20 anos, hj tenho 28 e só uma coisa me deixa bem, escrever, por isso escrevo muitooooo...rs

Bjs querida

Isso passa, pode até demorar, mas passa, ainda aguardo...kkkk

Mila

VELOSO disse...

Também passo por isso muitas vezes posso me considerar um "Homem de fase" MUITAS VEZES É UM PESADELO TER QUE SER UM SER SOCIAVEL IR EM FESTINHAS DE ANIVERSÁRIO E TODAS ESSAS CONVENÇÕES SOCIAIS. Claro que também pode ser uma depressão também passei por isso tive uma depressão braba ocasionada por militancia sindical e excesso de trabalho demorou para descobrir que era isso pois sempre mergulho muito fundo nas coisas hoje estou bem e o blog foi super importante para me curar dessa depressão hoje procuro me cobrar menos e não carregar tantas bandeiras. Foi dificil abrir mão de algumas coisas em que acreditava mas na vida temos que ser forte até para poder desistir de algumas coisas e redefinir nossos rumos ! Espero que se for um pouco mais profundo a coisa você consiga se recuperar e se for mais passageiro que você aproveite esse outono de sua vida pois a vida também tem suas estações e o outono é a estação em que abrimos mãos de nossa folhas para guardar energia para o inverno e nos preparamos para o verão e primavera! Falei demais! Fui!!!

Maitê disse...

Oi querida !!!!

Isto que vc está sentindo é altamente compreensível ... você está com saudades de casa, da família, dos amigos ... Acho que este sentimento se deve a esta "espera" pelo dia da grande mudança ...

Eu me sinto do mesmo modo que você ... tenho ficado quieta no meu canto, não entro mais no MSN, prefiro ficar deitadinha da minha cama vendo um bom filme ...

Enfim ... fique tranquila pois em breve vc estará bem mais feliz com esta nova fase que vai se iniciar na sua vida !!

Beijinhos enormes !!!!!!!!!

Tuka Siqueira disse...

Flávia, me sinto muitas vezes assim. Principalmente durante o inverno. Acho os dias cinzas muito tristes e deprimentes e meu humor oscila de acordo com o clima. Por isso, apesar de passar muito mal com o calor, prefiro mil vezes o verão.
Quando estamos com este estado de espirito, nada nos agrada, nem mesmo aquilo que sempre nos agradou. A vida parece um tanto sem sentido e só nos sentimos bem perto daqueles que amamos e nos dão segurança.

Fique bem. Beijos

neninkinha disse...

olá querida!
acho q uma coisa boa q vc fez foi desabafar!eu me sinto assim na tpm,não tenho a minima tolerancia com nada.
Mas tdo passa e com certeza isso é uma fase.
bejo gatona e fica com Deus

Ariana disse...

Oi Flá!!!
Acredito que seja totalmente normal se senti assim as vezes amiga, nem sempre estamos com ânimo, para ouvir qualquer conversa, qualquer piada, dar de cara com qualquer pessoa, as vezes precisamos de nosso Casulo, para que possamos nos refazer, seja da saudade, das novas mudanças em nossas vidas,renovar os nossos humores, para que quando tudo estiver renovado, possamos retornar e voar com toda força...tudo tem seu tempo e todo tempo tem seu momento...
Um beijo enorme Flor e fique com Deus sempre...

Camila* disse...

*Tem alguma vibração meio estranha por aí... Este é o 4o blog que vejo expressando este tipo de inquietude/sentimento desde ontem. Isso sem falar q fiz um post (tb ontem) sobre algo mui parecido.
Te desejo tranquilidade.
Abraços
Camila*

Camila* disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Jane disse...

De vez enquando, ou de vez em sempre eu fico assim...
Na maioria das vezes não tem nada a ver com tristeza.
É só falta de paciencia mesmo. Entao eu fico quietinha...
As vezes pareço anti social. Eu fico com essa sensação de certa arrogancia por achar "todo mundo" besta...
Mas isso passa e vem momentos que quero compartilhar, estar no meio do povo...
Daí eu fico me questionando se sou uma bipolar...
Mas eu penso que o importante é a gente se sentir bem, não estar infeliz...
Assim espero que vc esteja, bem e feliz, mesmo que sem paciencia e indisposta a se socializar.
Bjinho

Nai disse...

Oi Flávinha,


Acho que tudo isso deve ser saudades daqui, daqui a pouco essa fase passa.

Super beijus

Maria Célia disse...

Querida Flávia
Tudo na vida passa, todo ser humano normal de vez em quando passa por isto.
Tenha fé e paciência, que você voltará a sentir alegria e vontade de conviver com as pessoas que te rodeam.
Grande beijo e fique bem.

Cafofo da Fran disse...

Oi Flávia!!!
Eu me senti assim qnd estava prestes a me casar e vir embora pro RJ. Eu trabalhava em uma clínica e certo dia comecei a ficar assim, td me irritava as pessoas eram infantis... Tinha dias q eu nem tinha vontade de ir pra lá... Mas hj sinto falta do emprego q eu tinha pois amava trabalhar nesta clínica, mas algumas pessoas de lá me irritavam!!! E ao invéz de quererem o bem só queriam apunhalar os colegas pelas costas e isso me deixava triste! Derrepente vc esta assim pelo fato da mudança, digo mudança em tds os sentidos.... Pensa q maravilha vcs estão voltabdo para suas origens, derrepente vc está deste jeito devido ao q esta para acontecer! Comigo foi assim, mas hj estou bem e sinto falta dos amigos que deixei no RS... Espero que vc melhore logo
Bjinhos

Déborah Brito, disse...

Flá, acredito que seja uma fase e certamente você vai passar por isso rapidinho.
É um misto de emoções que você talvez não esteja conseguindo controlar, não ache isso anormal, todas passamos por isso em algum momento.
Não é de você ser assim, conhecemos uma Flávia cheia de enrgia e vontade de viver, com certeza é essa que faz diferença no mundo.
Acredite, tudo isso vai passar e você vai voltar ao normal...
As vezes precisamos mesmo desse momento de introspecção, normal.
Fique tranquila (:

Beijos no coração.

Daniel Savio disse...

Complicado, mas será que não é simplesmente cansaço?

Pois ficar no mesmo ambiente, mesmo que seja bom, a gente enjoa, talvez seja isto que esteja acontecendo contigo.

Fique com Deus, menina Flavia Shiroma.
Um abraço.

Alma Inquieta disse...

Olá Flávia,

essas fases acontecem... eu, actualmente também estou numa fase que gosto pouco de multidões..., comigo o tempo tem muita influência e estamos a passar um inverno muito rigoroso... um frio que não imaginas...
Estou ansiosa que chegue a Primavera a ver se as coisas mudam.
Vais ver que quando estiveres no Brasil a desfrutar daquele clima maravilhoso, as coisas melhoram.

Obrigada pela visita.
Queria convidar-te a visitar o meu blog principal, porque o que visitaste é de selos.

O endereço é este...

http://osestadosdealma.blogspot.com/

Um beijo.

Nanda disse...

Flávia, também passei por fases assim, acho sinceramente que todo mundo passa! Embora, nem todo mundo reflita... e é isso que vc tá fazendo... pensando!
Uma mudança assim, não é algo simples, vc está atravessando uma transição, e nao deve tá a fim de ouvir ou responder a questoes o tipo: por que? quando?...
Espero que vc passe por essa fase tranquila... e serena...
Beijinhos, querida!

Silvia disse...

Oi Flávia,

Já passei por essa fases algumas vezes e todas elas estvam relacionadas ao stress,e devido a ele uma pontinha de depressão, o que é bem compreensivo no teu caso...

De coração espero que vc consiga superar esta fase e aproveitar os seus momentos com seus colegas aí no Japão antes da sua volta pro Brasil!

bjoo

Paula Li disse...

OI amiga, depois que li seu texto fiquei pensando que algumas pessoas são assim eternamente e não sei como elas conseguem sobreviver.
Todos nós temos nossos momentos de melancólia, impaciência, introspecção e até mesmo intolerância e não vemos a hora desse sentimento passar e voltar a achar graça na vida.
Não se preocupe, quando você menos esperar voltará a sorrir, por que esta é sua natureza.
Doce, paciente e carinhosa.
Te adoro,
um grande beijo.

HEIDY disse...

Estou um pouco afastada,pois estou dodoi rsrsrsrsr
MAs tirei esse tempinho hoje para dar uma palavrinha só pra te dizer que adoro vc e tudo que escreve.
Ainda vou demorar um pouco pra retornar diariamente.
Então só deixo UM TEXTO hoje para vc!!!


EXISTE SOMENTE UMA IDADE PARA A GENTE SER FELIZ,SOMENTE UMA ÉPOCA NA VIDA DE CADA PESSOA,EM QUE É POSSÍVEL SONHAR...
E FAZER PLANOS!!!
E TER ENERGIA BASTANTE PARA UTILIZA-LOS...
A DESPEITO DE TODAS AS DIFICULDADES E OBSTÁCULOS!!!
PARA SE ENCANTAR COM A VIDA,
E VIVER APAIXONANTEMENTE,
DESFRUTANDO TUDO COM TODA INTENSIDADE,SEM MEDO NEM CULPA...
DE SENTIR PRAZER,DE TENTAR ALGO NOVO,
E QUANTAS VEZES FOR PRECISO!!!
ESSA IDADE TÃO FUGAS...
NA VIDA DA GENTE CHAMA-SE

''PRESENTE''

E TEM A DURAÇÃO DO INSTANTE QUE ELA PASSA!!!
texto(Maria Elizabeth)

TE ADORO AMIGA!!!
BJSSSSSSS

Greyce disse...

Oi, Flavia! As vezes tenho uns momentos assim. Mas por um lado acho bom, é sempre um momento pra gente refletir mais na nossa vida. beijinhos

otilia cristina disse...

ISSO É NORMAL...E SE É UMA FASE PRA MIM NÃO PASSOU E FAZ UNS 10 ANOS QUE TO ASSIM..SELETIVA COMPLETAMENTE SELETIVA SEGUNDO MEU MARIDO FIQUEI MAL EDUCADA DEPOIS DOS 45 E FIQUEI MESMO RISQUEI POLITICAMENTE CORRETO PELO MENOS NO QUE DIZ RESPEITO A ONDE QUERO IR E COM QUEM!!NÃO VOU A CASA DE QUEM NÃO GOSTO SÓ POR QUE MEU AMRIDO TEM NEGOCIOS OU É AMIGO DO MARIDO MAS NEM PENSAR ..E JA FIZ MUITO ISSO..NA MINHA CASA NÃO ENTRA QUEM NÃO GOSTO E PODE SER A MULHER DO MELHOR AMIGO DELE..EU DECIDI DE UM TEMPO A DIANTE FAÇO O QUE EU GOSTO COM QUEM GOSTO CHEGA D EPOR GENTE GOELA A BAIXO E RIR PRA QUEM NAÕ QUERO NO TRABALHO FAÇO MEU TRABALHO E DIGO BOM DIA A TODOS MAS CONVERSAR SÓ COM QUEM GOSTO E TEM AS MEMAS IDEIAS PAPO LEGAL..ABOBRINHA SÓ GOSTO FRITA A MILANEZA EM CONVERSAS CHEGA!!!AZEDEI !!TO COM VOCE E FAÇA O QUE SEU CORAÇÃO PEDE...PRONTO E ACABADO . ESSES BLOGS HOJE TÃO UMA BELEZA..NO BALANÇO DAS HORAS DA REGINA FIZ UMA SESSÃO DE TERAPIA AQUI OUTRA EITA COISA BOA..BEIJOS QUERIDONA FIQUE BEM E RODE A BAIANA MESMO ...
BEIJOS
OTILIA

Palavras Vagabundas disse...

Flavia, acredito eu que sua introspecção tem muito haver com seu momento despedida, você quer vir embora, você já até mandou o coração... então começa ver "defeitos", não liga para os amigos antecipando um sentimento de saudade.
Logo, logo tudo volta ao normal.
abs
Jussara

Margot Félix disse...

Flávia, eu entendo muito bem o que você está passando. Mas você mesma tem a resposta, isso tudo é ansiedade por causa de sua mudança. Já já vai passar e você vai estar mais tranquila. ;)

Um abraço.

Mi Satake disse...

Fla minha amiga!

Demorei mas cheguei rs...

Olha eu vivo nestas fases. As vezes mais intensamente, outras vezes menos.
Pode parecer bobagem, mas nós mulheres temos muuuito a questao hormonal, q afeta muito o humor e nossa disposição.
Aprendi a entender e até a aceitar essas fasezinhas.
Se vc sente isso se prolongar, imagine se nenhum motivo maior é o causador. Se for procure reverte-lo. Na maioria das vezes é coisa de mulher, coisa de balzaquiana como a gente.
Vontade d e algo inatingivel né? Ou de algo q nao conseguimos decifrar rs...

Nossa, sera q te ajudei ?


Beijão pra vc amiga!

disse...

Oi Flávia, esse seu mau humor é totalmente compreensível, porque você não aguenta mais ficar aí e quer vir para o Brasil o quanto antes. Mas as pessoas que convivem com você aí podem ficar chateadas, se tiver oportunidade tente explicar para aquelas mais chegadas o que se passa para não magoar ninguém. Bjs e fique bem!

Do que eu gosto... disse...

Oi Flávia!
Depois de vc ter lido todos os comentários não vai encontrar no meu a luz que espera encontrar, mas...Embora não conheça vc vejo em suas palavras que é uma pessoa forte, determinada, que diz o que sente, é verdadeira, sendo assim como é sentem mais facilmente o que a rodeia e é aí que está... Tem vontade de mudar o que vê de ruim, errado, de jogar tudo para o alto e como não faz isso se entedia, fica cheia de tudo e de todos... acho que exagerei, não?!
Acho que a mudança e tudo que vem junto com ela deve ter desncadeado isso...Procure fazer coisas que lhe são agradaveis para começar a dar um novo colorido à sua vida e reze, eu não sou carola não, mas acho muito bom rezar, alivia...E que tudo volte a ficar bem pra vc! bjo

Evelyn V. disse...

Querida Flávia.

O que voce esta sentindo é normal,pois voce está longe da sua família num país distante com uma cultura e costumes diferente do seu. Mas pense para frente, logo voce vai estar junto da sua família e tudo vai passar.
Todas as provas que passamos são para o nosso crescimento. As vezes doi um pouquinho.
Pense em Deus,pois ele está sempre olhando por voce, e te abençõando com vida e saúde.

Fique com Deus.
beijos.
http://www.acredite-emvoce.com/

July disse...

Como algumas pessoas já colocaram lá em cima... pode ser devido a sua mudanca para o Brasil sabe!! Vc estudou psicologia e sabe o que é "luto".... mas o que importa é que vc está se direcionando para rumos que vc escolheu, buscando ser feliz e isso é o que importa. Vai passar!!! Bjs e boa semana

.:*Alinezinha*:. disse...

Eh só uma fase e todo mundo passa por isso.. Não se preocupe que não vai demorar muito tempo, afinal esse jeito não combina com vc!!!
Sossegue o coração!!!
Bjus :)

Paty Chuchu disse...

Oi querida...esse sentimento e´ normal,as vezes tb fico assim,querendo ficar so´..Realmente inexplicavel,mas tudo vai melhorar ,no mais tardar qdo vc estiver desenbarcando no nosso pais tropical..Beijosssssssss

Clécia Ferreira disse...

Flavinha!
Fica preocupada sim, mas, por um curto período de tempo. Passo por isso as vezes, mas, são momentos de introspecção temporários! Se a coisa tá demorando a voltar ao normal tem algo errado, precisa reagir! não se entregue! A longo prazo fica preocupante essa situação, e desagradável! Pense que é temporário e que qdo você voltar ao Brasil tudo será diferente! Um abraço grande pra vc! Fica com Deus!

Gigi disse...

Oi Flavia ,querida!!!espero que esteja bem ,ontem fiquei muito preocupada contigo.deixei E-mail pra ti super beijo.

Thaís Alves disse...

Querida Flávia. Nem consigo imaginar você tratando alguém mal, tamanha gentileza você sempre tem. Mas o que você está sentindo é normal, acho que todas nós já passamos por isso. É um conjunto de coisas, vc já estar cansada da vida aí, a vontade de voltar, a ansiedade tomando conta, ao mesmo tempo que os preparativos cansam e ocupam demais. Acho que você está vivendo algo que já considera passado, o que explica a impaciência. Tenho certeza que muito em breve, as vibrações já serão outras e, em pouco tempo, você entrará no clima de despedida de tudo que te cercou aí e foi seu mundo por alguns anos, e que também te trouxe coisas boas. Aí vai ser só felicidade rumo à nova vida com o seu amor! Beijos!!!

Milena disse...

Todos nós passamos por momentos como vc chamou, de "introspecção". Mas o importante é que esses momentos sirvam para uma descoberta se si mesmo e/ou para um crescimento. Mas se for só para se afastar de todos e do mundo, então melhor tentar entender o que está acontecendo!
Muita força!

.:*Alinezinha*:. disse...

Linda, pra vc se alegrar um pouquinho, tem selinho (selinho nº 2) pra vc no meu Blog, viu?!
Acesse pelo link: http://muitascoisasporai.blogspot.com/2011/02/selinho-da-sensivity.html
Beijos!!!

Flávia Souza disse...

Amore, acho que mudança é algo que mexe com a gente mesmo, faz com que fiquemos mais introspectivos, por tudo o q ela acarreta. Vcs estão voltando e tem as expectativas, assim como as ansiedades e pq n dizer, medos? Mas vai dar tudo certo, estou torcendo para isso. E, vc sabe, precisando, grita!!!!

ah, amei, amei, amei seu vídeo!

bjks

Flávia
www.conexaoflavia.blogspot.com

ah, vc está voltando e tendo endereço no Brasil pode participar do sorteio do meu blog!!! Vai lá, inscreva-se!

Nicelle Almeida disse...

Minha flor,
Eu torço, de coração, que esta fase passe logo. Pois não deve estar sendo nada fácil nem prazeroso para vc esta situação. Acho que todos nós temos nossos dias de nos sentirmos assim, mas n podemos permitir que isto se torne uam rotina e vá longe. Peça orientação e forças para Deus que com certeza, Ele cuidará de vc e te ajudará a passar por esta fase difícil.

Um grande beijo!

Te espero lá no blog, se puder, me visita ;)

www.nicellealmeida.blogspot.com

ONG ALERTA disse...

Mudanças sáo dificeis...mas nos adaptamos a tudo...
Beijo Lisette.

Yumi disse...

Lindona.. sorry... só agora tive tempo de visitar os blogs amigos e só agora entendi o q vc quis dizer com arrumar a mala pra mudar de país (tonha...)

Eu já me senti assim tb... o mundo todo pareceu boring demais, algumas vezes tive "gentefobia" na época q tive uma deprê ... entendo perfeitamente!

Espero sinceramente q não seja depre q seja só uma somatização de mudanças... mas q tudo passe, pois não é bacana não sentir prazer nessas coisas, sentir cinza...

Q tudo possa correr da melhor maneira possivel pra vc!

Bjks!

Cristina Lira disse...

Acontece sempre comigo, flávia..e não é bom não!!!


Ei, tem prsentinho pra vc lá no meu blog! É um selinho, premio grande pensador.
Bjos

Economia Doméstica e Requinte com Ana Paula disse...

Oi Flavia, acho dificil encontrar alguém que ainda não tenha vivenciado essa fase na vida. Eu fico e já fiquei assim em vários momentos... Nãso sei explicar como nem porque.
Penso que qunado estamos assim o melhor mesmo é ficar no "nosso" ninho, pois as pessoas em nossa volta não tem culpa... Mas não fique assusta isso passa, geralmente sinto isso nos períodos de tpm.
Bjs e fica com Deus.

Sandrinha disse...

Bom dia Flavinha!
Sinto falta de vir aqui, morro de saudade de vc.
Nunca passei por um momento assim.
Acho q as mudanças são normais, ainda mais p/ vc q literalmente tá mudando de verdade.
As vezes tem dia q a gente tá afim de ficar mais na nossa msm.
Espero q td isto passe rapidinho e q vc vem p/ mais pertinho da sua família e da gente tb.
Qqr coisa e só chamar.
Beijinhos carinhosos p/ vc

Suziley disse...

Bom dia, Flávia:
Passamos por fases assim. Isso também acontece comigo. Mas, depois, felizmente, tudo passa...hehe!! Estou, aqui, para agradecer o seu carinho no meu blog e lhe enviar boas energias, muito carinho, abraços e beijos, uma ótima semana para vocês :)

Mayara disse...

Acho que fases assim são normais na vida de qualquer: tempo de pensar, de se entender, de amadurecer: tempos de introspecção são necessários para que possamos nos equilibrar e criar paciência para seguir em frente, porque sempre vai haver um papo chato, uma pessoa infeliz, uma vontade impossível de conviver estritamente com quem a gente gosta.Acho que serve também pra valorizar o que nós temos de bom.

Misturação - Ana Karla disse...

É Fla´via, as vezes eu me sinto assim também,,, achando que todo mundo não tem papo e até me sentindo a melhor, a superior, mas na verdade não é nada disso. Penso que são alguns conflitos a serem liberados lá no íntimo.
Mas paciência, curta seu Japão e logo estarás no Brasillll.
Toda força pra você.
Xeros

Elaine Lobato disse...

Ahhhhhh Flávia o meu normal é assim, como vc está descrevendo, por isso as vezes crio inimizade porque nunca fui de ôba ôba nem com amigos e muito menos no trabalho, quando fico mais disposta, aí aproveito e ligo pra alguém, deixo um recadinho no orkut... etc
agora concordo com vc, com o marido sempre nos sentimos bem, e seu eu puder fazer tudo somente com o Reinaldo faço, porque me entendo muito bem com ele, mas do que qualquer outra pessoa!
Até em relação ao blog, acabo deixando a desejar um pouco, nem sempre consigo escrever o que realmente quero e muitas vezes já deixei de fazer comentários porque não sei se naquele momento estou bem para comentar e tenho receio de escrever algo que a pessoa não quer ler no momento.
Sou muito mais muito mesmo intronspectiva, e tento deixar de ser porque já deixei de estar ao lado de muitas pessoas pelo fato de simplesmente querer ficar na minha.
bjs

Fabi a loba!!! disse...

Amiga, sinto não estar perto para poder te ajudar nessa fase que está passando... sei bem como é, pois quando tenho TPM das bravas me sinto assim, quero me fechar dentro do meu porto-seguro, que é minha casa...sei bem...
A mudança de vida que está para passar, essa ansiedade de vir embora logo, reencontrar a família e amigos está fazendo com que se sinta assim. São muitos sentimentos de uma vez só, temos que reagir de alguma forma, logo logo passa...
Se precisar é só dar um grito, sabe que estou aqui para o que der e vier, para sempre. Beijinhos

Silvia disse...

Flávia!

Claro que sei como é isso, e assim como vocÊ, não sei como, quando e onde isso começou, só sei que faz tempo...

Sou de poucos amigos, quase nenhum, e as visitas que recebia à pouco tempo em minha casa, não estava em sintonia comigo. Acho que é questão de buscar nossa tribo talvez. Hoje eu não tenho disposição para pessoas, conversas e programas de dez anos atrás. Muitas coisas mudaram em minha vida, algumas mudanças boas outras não, o fato é que fujo o máximo do mundo lá fora, pq? Tb não sei...

Espero que vc consiga sair dessa antes de se acostumar....

Beijos

Gi disse...

Oi amada.
Às vezes me sinto assim tb. Tem dias que só de ouvir a voz das pessoas me irrita, mas peço a Deus calma e as coisas fluem.
Fica em paz.
Beijos

Sandra Ferreira disse...

Olá Flávia, querida!
Não sou tão assídua, mas quando passo por aqui eu leio tudinho viu... Já disse em outro comentário, adoro tudo que vc escreve!!
Minha opinião é parecida com a sua, me sinto assim também.Amigos são poucos, os bons que realmente me entendem.A vida e corrida não dá para dar "atenção a todos ao mesmo tempo, quando arranjo um tempo tento até fazer uma reunião com eles, mas sempre alguém querendo mais atenção do que a o resto da turma. Fazendo cobranças, que estamos longe...(digo eu e meu maridão). Acho que os amigos são para sempre, a qualquer momento,mas a vida adulta nos faz ir para caminhos distantes, chei de compromissos. Estava sempre em contato por telefone e indo para aniversários dos ambos, mas não adiantadava, nossa presença era cobrada! Não no sentido " estamos sentindo a falta de vocês" as cobranças eram sempre no sentido negativo.Não concordo com pessoas que querem ser muito intimo ao estremo, que invade minha privacidade, me faz dizer coisas que eu não quero. Eu estava me sentindo acuada com uma amizade que não era verdadeira....

ah, querida nosso blog esta de endereço novo e roupinha nova. www.weddingcreative.com.br/blog passa por lá quando puder. Mil beijos

Luiza Hidemi disse...

oi mulher!
sabe q eu tive isso algumas vezes.
qdo estava perto de voltar pro brasil ficava sem paciencia, achava q as pessoas fazim coisas ou falavam coisas pra me provocar.... via cabelo em ovo.
da primeira vez q me senti assim pirei, fui embora do servico do brasil sem dar tchau pra ninguem.
e depois q um tempo repensando vi q na verdade, eu estava estressada com acumulo de preocupacoes e duvidas, acabei descontando em pessoas q estavam lah torcendo por mim, preocupadas comigo... me senti mal

entao qdo me sinto assim, eu faco como vc diz, coloco uma mascara... pq isso vai passar, e as pessoas q gostam de vc ainda estao ali

alimente a alma de coisas boas pra q isso nao se prolongue... pra nao virar uma depressao ou algo assim

bjos

Luziane Lima disse...

Oi Flavinha,eu já me senti assim, até dia 10 de novembro do ano passado.Pedi demissão e não queriam me demitir,tenho sonhos profissionais e continuar na empresa atrapalharia, fiquei um ano até que numa troca de gerentes chegou o meu anjinho que em 1 mês providenciou minha demissão.Então,depois de um ano no dia 10 de novembro veio alforria rs.Acabei não trabalhando como antes sabe?Estava totalmente desmotivada e acabei não sendo a colega de trabalho"perfeita' de antes.No lugar de fazer um pouco mais eu só fazia minha função e acabou.Saí muito bem da empresa porque nunca maltratei cliente,nem fazia corpo mole porque queria sair.Pelo contrário,fui ontem na loja e uma menina novata ficou feliz de me conhecer rsrs disse que falavam bem de mim,que ele estava na minha função.Mas estava triste internamente porque eu sabia que aquela não era eu,pelo menos você colocava a máscara com um sorriso largo e eu que não conseguia disfarçar?É tão bom desabafar né?Graças a Deus fiz amizades maravilhosas lá e essa é a coisa boa.Falo demais vocÊ já sabe kkk.Estava lendo com minha irmã e quando perguntou se já tivemos momentos de introspescção ela disse:"ah eu tenho direto" rsrs.
Seus posts são assim familiares,ao ler sempre penso no que passei e no que melhorei.Eu acho que alguém deveria te pagar um salário ,só para você ter mais tempo de fazer posts kkkk

Beijo,
Luziane
www.desapatilha.com.br

Apenas um lugar para ser (Lis) disse...

Oi Flavia, dá pra entender sim, são fases.. Eu me sinto um pouco assim, mas por outro motivo, insegurança enorme, não me irrito com as pessoas, mas me sinto extremamente desconfortável perto delas.. Tanta gente nova, me sinto avaliada. Tb me identifico qdo vc fala q só se sente bem msm ao lado do seu marido e em casa... É difícil né? Mas vamos nos dar um desconto... Vai passar... Bjs!!

Dolores Medeiros disse...

Flávia, não li todos os comentários e espero não ser repetitiva, mas penso que vc está se protegendo do sofrimento ao deixar a realidade que vive atualmente para encarar a nova. Se distancia das pessoas para sofrer menos com a separação...acho que é por aí!
Beijos