8 de jan de 2011

Oi? Como assim??

Não adianta. Criança não abstrai certas coisas.


Hoje, lendo o blog da Margot Félix, me deparei com um post muito engraçado que nos remete a uma fase da vida onde não entendemos certas expressões do mundo adulto. Clique aqui para ler a experiência da Margot.

Então, pensei em compartilhar com vocês uma certa dificuldade que eu tinha, por volta dos meus 5 aos 10 anos de idade, de entender o que significava esta frase que sempre ouvia da minha mãe:

"Fulano foi pro céu" ou "Todas as pessoas boas que morrem vão pro céu"

Oi? Como assim pro céu?
Ouvia aquilo e pensava, pensava..... Perguntava pra minha mãe: "Como assim?"
Ela nem respondia. Sei lá, naquele tempo as mães não pensavam muito em dar maiores explicações filosofais aos filhos. Eu poderia ter crescido traumatizada por causa disso! kkk
Resumindo.... ela nunca me explicou e por anos a fio eu imaginei a seguinte cena:

Que em algum lugar do planeta pudesse existir uma região onde os caixões subiam aos céus levando as pessoas mortas. Mas porque eu nunca via nenhum caixão subindo? Como os mortos conseguiam chegar no céu? Se tantas pessoas morriam no mesmo dia e na mesma hora, o certo seria haver um congestionamento de caixões sendo levitados. Como os caixões eram levados? Por uma corda transparente? Mas quem puxava??
Aiaiaia..... que confuso.... Deveria haver uma explicação mais lógica, mas nunca ninguém me falou.

Até que a vida me ensinou que não era bem assim.
Ainda bem!


48 comentários:

Sofia disse...

Realmente tem toda a razão criança não entende tudo e nós adultos por vezes até esquecemos isso. E aquelas cabecinhas ficam numa confusão.

Vou lá ver o blog que você falou
beijo

Paty Chuchu disse...

hehehe E´ verdade tb descobri muita coisa depois de adulta pois explicacoes em casa nao se podia esperar..Qdo queria saber de alguma coisa sempre ouvia :Isso e´ assunto de adulto"..que coisa ne´?Mas agora parei pra pensar,a minha pequena pergunta tantas coisas e eu as vezes na pressa e correria do dia a dia enrolo ,enrolo e nao explico nada direito kkk..Vou tentar mudar isso..beijos

Celia na Italia disse...

Nossa, a partir do teu texto lembrei de tantas coisas que ficaram sem explicação lá "atras".
Mas que fantástica é a propriedade que as crianças têm de imaginar, não é mesmo?
Pena que perdemos muito disto qdo crescemos.
Um abraço

Sandrinha disse...

Bom dia Flávia!
Realmente as mães não se preocupavam mto em explicar, pq achavam q era mto complicado p/ gente entender.
Ainda bem q as crianças de hoje em dia, estão aprendendo e assimilando rápido as coisas.
Com tantos meios existentes de informações q não tinhamos acessos na época.São capazes de saberem mais do q nós!
Evolução dos tempos.
Será q foi tão bom assim?

Beijinhos!!!

Babi Zuza disse...

Oi Flávia..

To rindo aqui deste post.. mas é engraçado né.. crianças tem imaginação fértil.. imaginam que as coisas acontecem ao pé da letra mesmo.. do jeitinho que a gente fala.. eu quando era criança tudo o que me falava eu ficava imaginando. que nem no desenho "O fantástico mundo de Bob" kkk..

Adorei!

B-jinhos
Babi Zuza
http://babizuza.blogspot.com

Cafofo da Fran disse...

Oi Flávia!!!
È realmente as crianças tem umas imaginações incríveis... Eu imaginava cada coisa, me via no fantástico mundo de BOB, só que era o Fantástico mundo da Fran, hehehe... Mas infelizmente é isso que vc descreveu msm, muitas mães não sabem explicar as coisas para seus filhos e eles ficam ali imaginando imaginando e qnd vc entende o q significa vê q o q vc havia imaginado não tinha nada a vê com o significado... hehehe.... Adorei o post
Bjokas

Gi disse...

Oi Flavinha. Tudo bem?

Já deixei o recadinho pra Paty.

Qd somos crianças pensamos cada coisa né...kkkk....

Beijos

Paty Chuchu disse...

hehe oiiiiiiiiii nossa Flavia vc realmente e´ um amor de pessoa...mandou um recadinho atraves da Gi...ah por isso que adoro sua amizade..Voui me informar o por que ok...vai ver que eu mesma mexendo aqui e ali travei alguma coisa,pois pra essses negocios de computador sou uma negacao hihihih..Beijos

Trocando ideias - Espaço Mulher disse...

Crianças.....A imaginãção voa! Muito bom!
Bjss
Dani
Ótimo final de semana pra vc Flavinha!

Regina Rozenbaum disse...

Flávia, amada, booommm diiiiaaa (aqui)!!!
Esse é um assunto super importante...como trabalho com crianças e os pais delas tb, sempre sugiro a leitura de um livrinho lindo de viverrr que se chama "Pingo de Luz" da Gislaine Assumpção. A autora é daqui de Beagá e sempre trabalhou com tanatologia. Vale a pena ver a maneira como ela, de um jeito simples, aborda o tema morte.
Beijuuss e um fds dilícia de bão procê

Greyce disse...

hahahaha... Estudei a fase de representação mental em psicologia esse semestre. Cada exemplo engraçado e fofo que a gente viu :)

Mas essa do congestionamento de caixões foi muito boa! hahahaha

beijinhos

Rejane Alves disse...

Acho que a maioria das pessoas já passaram por isos, também imaginava dessa forma...rs
Bom final de semana
Beijos

otilia cristina disse...

NOSSA E COMO É DIFIICL EXPLICAR ESSAS COISAS PARA OS FILHOS..VIU!!MAS EU SEMPRE FUI DA OPINIÃO QUE DEVEMOS FALAR AVERDADE..COM UNS ENFEITES MAS EXPLICAR...TIVE UMA EXPERIENCIA COM MEUS FILHOS QUANDO MEU PAI MORREU,,,EU SEMPRE FUI DE FALAR DE MORTE COM ELES DE UMA MANEIRA MAIS LUDICA ..ASSIM DESSE JEITINHO FOI PARA O CÉU ESTA COM ANJINHOS MAS ELES NUNCA HAVIAM VISTO ALGUEM SER ENTERRADO E NO DIA QUE MEU PAI MORREU EU E MINHAS IRMÃS LEVAMOS TODOS OS NETOS NO ENTERRO..MAS NÃO ACHAVA QUE MINHA FILHA FOSSE REAGIR DO MODO QUE REAGIU NA HORA QUE COLOCARAM O CAIXÃO DO AVO QUERIDO NO TUMULO ELA COMEÇOU A ESPERNEAR ..DIZENDO QUE NÃO QUERIA QUE ELE FICASSE SOZINHO ...E PASSOU UM TEMPÃO ESPERANDO QUE ELE RETORNASSE.NA MANHA DO DIA SEGUINTE AO ENTERRO ELA CHOROU MUITO DIZENDO QUERIA IR LA BUSCAR O AVO...FOI MAIS DOLORIDO PRA MIM MAIS QUE JA ESTAVA SENDO VER MINHA FILHA NAQUELE DESESPERO ..ELA ME DISSE ASSIM..VOCE FALAVA QUE IA PRO CEU QUERO IR LA VISITAR O VO LINS...NAQUELE MOMENTO EU DECIDI QUE TINHA QUE DIZER CERTINHO AS COISAS RUINS DA VIDA PRA ELES NÃO CRESCEREM ACHANDO QUE DEPOIS DA MORTE PODERIAM VER AS PESSOAS ;..ELA TINHA 6 ANINHOS MEU FILHO 9 E FOI UM APRENDIZADO DOLOROSO ...ACHO QUE DEVEMOS FALAR ASSIM...SEU VOVO FOI PARA O CEU ..MAS A GENTE NÃO VAI MAIS VE LO PELO MENOS POR ENQUANTO...MAS DIFICIL DE EXPLICAR DIFICIL ENTENDER QUANDO A GENTE ESTA ENVLVIDA NA PERDA..
FICOU CONFUSO NÉ FLAVIA MAS ACHO QUE VAI ENTENDER..FAÇLAR DE MORTE PRA MIM É SEMPRE DIFICIL ...E UMA DAS COISAS QUE NÃO ME ACOSTUMO...
OTILIA
BEIJOS QUERIDA
DEI RISADA FAZENDO A CENA DO CONGESTIONAMENTO DE CAIXÕES..KKKKKKK
BEIJOS
ORBIGADA PELA IDA NO MEU BLOG SEMPRE....

Margot Félix disse...

Ah, Flávia. Que divertido!
Dei boas risadas com sua imaginação, viu?
Não sei se você lembra de um desenho animado que passava aqui no Brasil chamado "O Fantástico Mundo de Bob". Pois eu acho que toda criança é mesmo daquele jeito!

Um abraço, querida!

Margot Félix

Margot Félix disse...

Vou compartilhar esse post no meu twitter, tá?

Bjos!

Apenas um lugar para ser disse...

Hahahaha... É mto interessante como nossa mente consegue preencher de imaginação aquele espacinho desconhecido. Eu faço isso até hj... =)
Agora agora nao lembro de nd do tipo da minha infancia, mas assim q lembrar volto aq p\ contar.. =) Bjs!

Teresinha Ferreira disse...

Olá Flávia,
Fiquei aqui rindo sozinha. É isso mesmo.
Tantas coisas simples que muitas vezes complicamos ou não sabemos explicar de forma clara.
Feliz 2011.
Bjs mil

Gisley Scott disse...

Haha, tive que ir pq achei muito fofo...Acho que o terror de toda mãe é quando filho pergunta como ele nasceu..kkkkkk...Minha me disse que tinha nascido uma "sementinha" na barriga dela daí desenvolveu e era eu, kkkkkk! Só com esse post me dei conta dessa história :)!

A propósito, recebi seu e-mail!Vamos marcar um horário pra falar no skype? :)

Bjos

Grazi disse...

kkk criança tem uma cabeça fantastica! A minha sobrinha, um dia, me veio com essa historia de ir pro céu, falando que ja sabia como funcionava: "...é facil, tia! Deus puxa as pessoas pelos cabelos até o céu!"
Kkk eu ri muito, mas pensei como seria com os pobres dos carecas, mas não perguntei pra não confundir a cabeça da bixinha! :)
Bjo

♥ Erika Saab disse...

Que engraçado, Flávia, essa história da livitação de caixões, eu me lembro que nessa fase eu queria muito descobrir o que era um "feto" pois ouvia o povo falar no jornal, na novela e ninguém me explicava, sempre desconversavam hahaha

gigi disse...

E verdade Flavia ,as criancas tem uma imaginacao muito fertil!!mas acho que nessa parte minha mae sempre me exlpicou direitinho, nunca ficou nenhuma duvida .o meu dilema era de saber de onde vinham os bebes? e porque nao era normal pessoas solteiras terem bebes ,sempre que perguntava minha mae ficava muito brava .e acabei descobrindo com minhas coleguinhas de escola e fiquei chocada!!!!ha ri muito aqui com o congestionamento de caixoes viu kkkkkkk muito bom!!!!bjs

Thais S. disse...

Estou rindo aqui sozinha...rs
Criança tem tanta imaginação!
Quando eu era pequena, viajava...

Bjs
www.relicario-fashion.blogspot.com

Heleninha disse...

muito bom o post...muito em comum comigo...

beijos
http://heleninhabycoisademulheres.blogspot.com/

Sobre o Tempo disse...

Olá Flávia! Estava eu visitando o seu blog e li este post. Interessante como é a criatividade das crianças. Lembrei que alguém dizia que a noite os mortos faziam uma festa no cemitério. Todo mundo se reencontrava e tal. Eu ficava imaginando a cena... rs... Estou gostando do seu blog e lerei mais posts seus. Parabéns!

Laninha disse...

Criança tem uma imaginação, né?! rsrs

Bonequinha de Luxo disse...

huahauahauah,congestionamento de caixões, Flavinha vc é otima!!Antigamente nossos pais conseguiam nos enganar, hoje é mais difícil as crianças estão muito precoces e qdo os pais não respondem ela googlam hahahahha, bjs querida,Va.

Thaís Alves disse...

Li aqui e li o blog da Margot e me diverti demais com as duas histórias...rs Fiquei tentando me lembrar se passei por isso alguma vez quando criança, mas sinceramente nada que eu tenha guardado. Geralmente eu descobria as coisas logo, fuçava, fuxicava, era um talento para ser detetive, desperdicei isso! hahahaa

Mas seu post me faz pensar em não cometer o mesmo erro quando for mãe um dia. Acho que há muitas coisas que podemos evitar se nos basearmos nas nossas próprias experiências enquanto crianças e adolescentes, né?

Agora, que foi hilário imaginar um caixão voando, foi... hahahaha Prometo pra você que seu eu encontrar um caixão com asas por aqui, eu te aviso! :)

Naty Figueirêdo disse...

Kkkkkkk, imagino bem como é.. Minha sobrinha é uma graça ela entende tudo ao pé da letra e de pois a titia tem que explicar tintin por tintin..kkk

Mass eu adoro a imaginação dela!!
Bjuzzz.
complementto.blogspot.com

Luziane Lima disse...

Oi Flávia,morri de rir lendo este post.Estava no ônibus e quando chegou a parte dos questionamentos rir mais ainda(o homem do lado até olhou pra mim!kk),você era muito espertinha isso sim!Eu nem pensava nisso nessa idade.Nisso que falo é nas perguntas rsrs.Congestionamento de caixões rir demais.Adoro seu blog,você consegue abordar assuntos que nos faz refletir e de uma forma leve.

Beijo,

Luzi
www.desapatilha.com.br

Paula Li disse...

Oi amiga, estou de volta! Esta semana ainda estarei ocupada estudando para o concurso, mas vou tentar te mandar um e-mail contando sobre o meu final de semana.
Ainda não decidi se conto a história no blog, mas quero muito desabafar com você.
bjs

Patrícia Quel disse...

Oi Flavia!!!
É tem certas explicações não explicadas que recebemos na infancia. Curiosamnete hj foi o enterro de um tio do meu mario, um Sr muito querido que vai deixar muitas saudades. No momento final em que e´levado e lacrado o lugar onde vai ficar o corpo, me deparei olhando a nossa sobrinha que olhava para aquilo quietinha e me perguntava que ela estava imaginando com aquela cena. E agora venho aqui em seu blog e vejo o que escreveu.. Muita coincidencia... Desculpe pela historia triste passada por mim hj...
Bjs!!!

Tatiana disse...

Hahahaha...adoreeeei Fla, fiquei imaginando um congestionamento de caixões!!!
Amiga, você me salvou da reclusão!! Graças ao seu ultimo comentário,volteeeeei!!! Fiquei morrendo de medo de ser uma daquelas pessoas que você comentou...hahahaha!!!Ate comentei sobre você la!!
Beijocas e obrigada querida!!!

Mi Satake disse...

Flaaaaaa1
Q saudade desse canto fofo, super delicia!
Amiga, espero com todo meu coração q possamos continuar nessa troca tão especial e sadia, mais esse ano, né?

Vc é muito especial!
Curto suas ideias, posts, seus comments tão gostosos, tão delicados, enfim td o q temos trocado e nos acrescentado até agora!

Desejo td de bom pra vc!
Q seu 2011 seja repleto de conquistas e muito amor!

Super beijo pra vc!
Mi

Janaina Cruz disse...

rsrsr Eu cobria a minha mãe de perguntas, uma depois da outra, ela coitada tentando me responder o que podia, e eu a perguntar como ela sabia que o que ela me respondia era a coisa certa, ou onde ela tinha aprendido tal coisa... Impaciente, ela me cobria de pancadas... Tsc...Tsc...Tsc...

Cismo que não sai ainda dessa fase, hoje o meu marido é quem tem de ter "saco" para os meus porquês que com o passar do tempo cresceram pacas...rsrs

Amei teu blog menina, passo a segui-lo com prazer!

ótima semana, e abraços...

Luziane Lima disse...

Oi Flavia,tudo bem?

Meu blog era o
de-sapatilha.blogspot.com
e agora é www.desapatilha.com.br .O outro blog não é meu, mas eu conheci depois por acaso entrando de blog em blog =X.Entrei em contato com Bárbara pedindo desculpas rsrs e dizendo que ia linká-la no meu blog.Ela disse que acontece,o perfil dos blogs é diferente.Ela falou "no meu você só vai ver sapatilhas mesmo #alocka"rsrs.

Beijão pra vc,

Luzi,
www.desapatilha.com.br

Luziane Lima disse...

Oi Flavinha,vi os outros comentários depois rsrs.Fiquei rindo no ônibus sim kkk e eu sei desenhar,não sabia nada mas agora sei um pouquinho.\0/ ba!=)

Bj,

Luzi
www.desapatilha.com.br

Anna Thereza Di Maximo disse...

Lindona,Já voltei de férias...

Bjs da Espanha

http://balzaquieanna.blogspot.com

Heleninha disse...

como eu já comentei nesse post....tô passando para vc ver as novidadess no meu..

bjos

Mulher de Fases disse...

Que post engracado. É verdade que crianca tem mesmo as suas perguntas filosoficas, né? Além de serem engracados. Bom, se vc tinha lá a sua idéia de ir para o céu quando morrer, ou outro planeta... Eu tb tinha lá a minha curiosidade de saber pq o olho pisca! Hahaha... Eu lembro que passava horas tentando não piscar só pra vê se eu realmente tinhacontrole sobre isso e tb perguntava sempre pra minhmãe qual era a necessidade de piscar. Doido, não??

Bjs e boa semana

Camila* disse...

É que criança leva tdudo ao pé da letra! E viva a imaginação! rsrsrs
Beijos*

VaneZa disse...

Eu lembro que eu achava que formigas podiam ler e que dentro dos ternos dos homens havia ar condicionado.rs

BeijoZzz

Blog Sozinha ou Acompanhada disse...

Oi Flávia!!!!! Voltei e Feliz Ano Novo pra vc muita saúde amor e felicidade!!!!

Adorei o post... e morri de rir!!!! Eu tb quando era criança achava a coisa mais estranha do mundo! Mas tb pensava em Deus....hahaha

beijocas,
mari

HEIDY MULHER QUE AMA disse...

Ola Flávinha amiga!!!
Demorei um pouco mais aqui estou para compartilhar esse blog gostoso!!!
Quando ao seu texto a maneira mais fácil sempre foi essa para uma criança, acho que até hoje os pais ensinam assim até que cada um cai na real né.
Me fez lembrar novamente da minha sobrinha Emilly ,que disse assim pra minha mãe!!!
- Oma (avó em alemão) Quando você for embora você me avisa tá.
- Embora pra onde Emilly???
- Quando você for para Céu uai !!!
Criança vê as coisas com tanta naturalidade né kkkkkk
Deu pra perceber que adoro minha sobrinha né kkkkkkkkkkk
Bjsssss amiga e uma semana maravilhosa.

Priscila disse...

Flávia querida, é muito interessante e realmente verdadeiro as dúvidas que temos quando criança e que ninguém tem o interesse de explicar!!!
Quando eu era criança imagina que o céu seria como um imenso campo azul, com nuvens e que as pessoas usavam vestidos brancos. Serio mesmo, imaginava assim, hoje só chegando lá para saber!!! kkk

Um Abraço

Vanessa Sagossi disse...

Hahaha!!
Verdade!! Há tantas expressões que realmente confundem as crianças.
Eu também tinha esses problemas imaginando as coisas concretamente! Rsrs...
Beijos,
Vanessa Sagossi
comentandoofilme.blogspot.com

Cae Fernandes disse...

Oi Flávia!
Você me fez ficar lembrando dessas coisas que imaginava na infância, e meu pai,ainda por cima, adorava contar histórias dos mais esquisitos seres e quando eu ia dormir...imagine só a cabecinha rodando!!!! rsrsrrs
Vi que vc recebeu seu lindo cartão! O maridão não decepcionou, hein??!! rsrsrrsr
Beijos

disse...

A cena dos caixões indo para o céu é meio hilaria... rsrsr
Mas criança é assim mesmo, né? Tudo ao pé da letra.
Ué, letra tem pé???
rsrsrs

Beijoss

Daniel Savio disse...

Olha, eram tempos de mais inocência, que aceitavamos tudo de boa (agora, é capaz deles nos ensinarem)...

Fique com Deus, menina Flavia Shiroma.
Um abraço.