25 de dez de 2011

Feliz Natal!!!

Correria total tchurminha!!!
Ontem, 24, trabalhei na loja até às 20:00hs, cheguei em casa um pouco antes das 21, me arrumei, fiz escova e já fui cumprimentar o pessoal aqui em casa que já começava chegar. Ufa! Essa vida de vendedora não é fácil!!

Mas, por maior que seja a minha correria por estes dias, eu não poderia deixar de vir desejar um FELIZ NATAL a todos vocês que fazem parte da minha vida de alguma maneira, seja em presença constante, esporádica ou virtual. Desejo também um 2012 repleto de conquistas, paz e muito amor.



O ano de 2011 foi muito especial para nós, eu e meu marido.
Conseguimos voltar para o Brasil, conhecemos parte da Itália, voltamos a conviver próximos à nossa família, conquistamos um bom emprego, estamos conhecendo pessoas bacanas e levando uma vida de amor e respeito. 2011 já está prestes a terminar e graças a Deus (se assim for a Sua vontade) teremos mais um novo ano para conquistar novos horizontes, fazer novos planos, ultrapassar obstáculos que virão e lutar por uma vida cada vez melhor.

Passei o Natal com a família do meu marido (que também é minha! rs) aqui em Campo Grande e, ano que vem, pretendo finalmente passar o Natal com a minha família em São Paulo!! Eita saudade deles!!!!

Amores, o nosso Natal foi maravilhoso e espero que o de vocês tenha sido também!! Vou deixar aqui algumas fotos do nosso Natal ontem. Mandem notícias pra mim tá? Um beijão a todos!!!! FELIZ NATAL!!!!!!!!


O papai Noel deixou um presente para a Cecê!

E o Robinho também ganhou presente de Natal!!

Modelito para o Natal! Aprovado? rs

Infelizmente não tenho como deixar uma mensagem em todos os blogs que sempre acessei e admirei durante todo esse tempo como blogueira, então resolvi citar alguns nomes de blogueiras e blogueiros que permanecem no meu coração mesmo que à distância. São pessoas que sempre estiveram aqui comigo, opinando e, muitas vezes, me ajudando em algumas situações pessoais mais complicadinhas...
Obrigada pela amizade........

Tatá, Otilinha, Fabíola, Jana, Mel, Sandrinha, Fá, Margot, Tati, Valéria, Milena, Rê, Gisley, Greyce, Dri, Fernanda, Regina Rozembaum, Jopz, Lis, Elaine L., Luziane, Mayara, Mi Satake, Caê, Aline, Erika Saab, Gigi, Nanda, Keliane, Manú, Lilian, Tuka, Paula Li, Paty Chuchu, Rejane, Maitê, Flavinha Mariano, Giovana e tantos outros amigos virtuais que adoro muito!!!! Me perdoe se esqueci alguém. Felicidades e mais uma vez obrigada!!!

13 de nov de 2011

Sinal de fumaça!!

Olá meus queridos! Corri aqui para dizer que estou bem!! Sei que estou ausente da blogosfera, mas é só até eu me acostumar à correria de trabalharno shopping nesta época do ano: preparativos para o Natal!! Uhuu!! Consegui uma vaga como vendedora na loja de sapatos e acessórios My Shoes!! Já faz mais de um mês que estou trabalhando e estou amando!!! Aliás estou amando vender sapatos! Mas depois eu volto aqui para contar mais detalhes. Estou afastada daqui porque fisicamente é muito cansativo o ritmo de vender sapatos. Temos (e devemos) que nos agachar muitas vezes durante o dia para atender às clientes e isso cansa pra caramba! Por isso vamos 'caroçar' menos os vendedores hein meninas!!!! kkkkk (caroço é a gíria que usamos carinhosamente, rs, para os clientes que provam tudo e nunca levam nada! kkk).... Um beijão à todos e deixo aqui o meu forte abraço!!!!!! Saudades!!!!!



Nova foto para o meu blog! Essa é pra vc Carolina!!!! Bjs


21 de set de 2011

Como é que fecha isso?

Oi amores!! Que saudades de vocês!! Tudo bem? Seguinte, estive atrás de emprego segunda-feira e ontem, por isso me ausentei da blogosfera, mas estou de volta. Aos pouquinhos estou visitando todos vocês ok? :) Assim que eu tiver novidades, avisarei aqui! Obrigada pelo carinho.

Bom, deixa eu contar pra vocês um detalhe doméstico que sempre me pega. Não é nada importantíssimo, mas quando estou com pressa, me atrapalha. Como é que vocês conservam a embalagem fechada depois de abrir o pacote de bolacha? Meu marido abriu, pegou duas bolachas e depois fiquei sem sobra de embalagem para fechá-la. Não deu nem para fechar com pregador de roupas! Com a torrada foi a mesma coisa.


Já tentei usar potes de vidro e plástico com todos os tipos de tampas, mas depois de um certo tempo as bolachas murcham e não dá pra misturar bolachas diferentes porque uma pega o cheiro e o gosto da outra. Eu, particularmente, não gosto.

Normalmente coloco wrap, mas gente... nada prático né! Dá até preguiça de abrir o pacote só de pensar no trabalho que vou ter depois.


Fora que aquele rolinho de wrap é um saco que cortar! kkk Pego faca, tesoura e o bicho fica torto, gruda tudo, arghhhhhh! Como vocês fazemem casa? Alguma idéia original?

Os fabricantes das bolachas e o responsável pelo projeto das embalagens poderiam pensar nesse detalhe hein! Que tal? A Vanessa Monteiro comentou aqui que a marca Wickbold já pensou nisso. Humm, bom saber....

18 de set de 2011

Preconceito e Arte (The Smurfs + Kate Perry + Campanha Azul)

Olá meninas! Tudo certo por aqui, minha mãe já está recuperada da cirurgia e só tem a dor do corte incomodando, o que é super normal segundo o médico dela. O meu retorno para Campo Grande foi rápido, aliás tudo aconteceu muito rápido! Mas graças a Deus e às vibrações super positivas de vocês, ela melhorou! Mais uma vez obrigada por tudo! É muito bom poder contar com vocês. :)

~*~*~*~*~*~*~*~

Bom, mas vamos ao post de hoje.
Não sei quanto a vocês, mas eu sempre associei filmes animados com crianças e comecei a reparar que, por melhor que fosse o filme, ao chegar no cinema sempre dava preferência a qualquer outro gênero, menos os animados. Até que assisti a dois filmes (entre alguns outros) que me fizeram mudar de idéia de que filmes animados são para os adultos também! Exemplo: Up - Altas Aventuras (Disney; Pixar) e Rio (20th Century Fox; Blue Sky Studios).

Claro que existem filmes animados antigos excelentes como 'O Rei Leão', 'A Era do Gelo', etc, mas só de um tempo pra cá venho me rendendo a este gênero sem nenhum tipo de preconceito.

Falando em preconceito, também demorei bastante para acreditar que o cinema brasileiro também poderia, um dia, deixar de ser aquela porcaria apelativa, cujas estrelas não passavam de Rita Cadillac e cia. Porém, há alguns anos, após assistir filmes como 'O Homem Que Copiava', 'Se Eu Fosse Você 1' (a edição 2 do filme não foi tão boa), 'Tropa de Elite', 'Olga', 'Cidade de Deus' e muitos outros, me convenci de que os profissionais envolvidos na produção do nosso cinema optaram de vez pelo caminho sem volta em busca da qualidade, com exceção daquele tal de 'Mulher Invisível', que na minha opinião deixou muito a desejar. Porém, alcançou um índice alto de audiência. Será que foi devido à semi nudez de Luana Piovani? rs... Vai saber... Bom, gosto é gosto.

Outro preconceito cinematográfico (gostaram do termo? rs) que eu tinha: cinema estrangeiro. Ah, deixa eu esclarecer aqui que não sou profissional no assunto cinema ok? Antes que alguém venha bombardear as minhas opiniões, saiba que tudo aqui é baseado em uma mera opinião pessoal, hellooooww!!
Isso mesmo, eu só baixava filmes franceses e italianos estranhos... não entendia nada, só apreciava mesmo as suas trilhas sonoras. Ah... como adoro ouvir música francesa.....
Até que após assistir 'Corra Lola Corra' numa mostra de filmes alemães em São Paulo, falei: Ops! Filmes estrangeiros podem ser bons sim!! E a partir daí nunca mais torci o nariz para nenhum outro filme antes de conhecê-lo. Olha que vergonha, estou louca para assistir Amelie Polain mas pasmem, ainda não consegui. Deixa quieto! rs

Bom, me estendi tanto que acho que já é hora de falar sobre 'Os Smurfs', que filme lindinho! Eu e o meu marido fomos os primeiros a chegar na sala de cinema, aliás, eu, ele e um pacote de pipoca, claro! rs.

Daí começamos a reparar que todo adulto que entrava estava acompanhado de uma criança. Iiiiiii...... será que muita gente ainda associa filme animado com criança e se não tiver criança ninguém vai ver o filme? Bom, só sei que de casal adulto só estávamos nós ali, tá.

O filme é uma graça gente, vale a pena pegar o marido ou o namoradão para ver o filme sim. Mas assistam em 3D please. Paguei aqui em Campo Grande 24,00 reais por pessoa e valeu super a pena. A história em si não surpreende tanto. O que me surpreendeu mesmo foram as piadinhas dos Smurfs durante o filme e a quantidade de mershands!!

Smurfs na Times Square - mershand Sony
Claro que todo filme depende de patrocínio, mas não me lembro de nenhum outro filme recente que usou e abusou tanto de marcas patrocinadoras como 'Google', 'm&m', 'SanRio Hello Kitty', 'Sony', 'Blue Man', Mac Donalds', entre outros. Talvez muita gente não repare nisso, mas como eu já trabalhei com cotas de patrocínio para a tv e sei como ela geralmente aparecem na tela, me tornei uma pessoa de olho bom para vir essas coisas. Mas tudo bem, esse foi só um detalhe.


E por falar em propaganda, soube que a companhia aérea Azul fechou com a Sony uma ação promocional que, ao meu ver, poderia ter sido mais divulgada. Mas não deixou de ser bacana:

Rumo à BelZonti! rs

Aeroporto Viracopos - Campinas
A Smurfete também faz check-in

Acho que quase ninguém ficou sabendo desta ação da Azul ou eu estou mal informada né. (créditos das fotos da campanha Azul: Polyanna Rocha).

Bom, outra coisa, a Kate Perry que interpretou a voz da Smurfete ficou uma graça com o vestido exclusivo para a pré estréia em NY.


Para os fãs de Kate, ouçam a voz dela neste trailler...




A cena da imagem abaixo foi uma das que me fizeram rir! O cara super estressado ouvindo os Smurfs cantando para alegrar o dia dele! kkk


Puts, tem uma infinidade de coisas para falar desse filme, inclusive que 'Os Smurfs 2' já está sendo produzido, e eu ficaria horas escrevendo. Mas o que vale a pena mesmo é assistir.
Um beijo a todos e até o próximo post!

p.s.: aos poucos estou retribuindo todos os comentários que vocês deixaram aqui enquanto eu estava acompanhando a minha mãe. Bjs

16 de set de 2011

Vivendo a vida... até que eu seja, novamente, atravessada pela dor

Uma das coisas mais gratificantes da blogosfera é entrar num blog e encontrar bons textos e com os quais podemos nos identificar de alguma maneira. Não pude deixar de divulgar aqui e apresentar à vocês um dos textos mais tocantes e bem escritos do blog Dia-a-dia no Divã lançado há pouco tempo (na versão blogspot) pela psicanalista (e minha irmã) Maria Lúcia Putini Barsuglia.

consultório
Proposta do blog
"A infância, a adolescência, as questões do feminino e das relações amorosas e algumas psicopatologias comuns nos dias de hoje são temas abordados numa linguagem simples e ilustrados através de relatos de pacientes. Assim, os artigos tornam-se vivos e se oferecem como verdadeiros convites para a reflexão sobre os aspectos obscuros da vida emocional." - Maria L.P. Barsuglia



Quem tem o hábito de acessar blogs que tem a ver com a psicologia e o comportamento humano, não pode deixar de conhecer. Transcrevi aqui um trecho de um dos posts que mais me emocionaram. Todos são muito bons, mas este mexeu comigo, talvez, por eu ter me identificado com algumas partes.

Vivendo a vida... até que eu seja, novamente, atravessada pela dor

“Algumas vezes, sofro sem saber o porquê e me debato, dias a fio, com uma sensação de estranhamento e uma necessidade de me isolar para lidar com aquilo que desconheço em mim mesma. Outras vezes, fatos reais me impactam de tal maneira que não consigo expressar a minha dor em palavras, somente através de sensações no corpo. É como se eu sentisse um sufoco, um aperto no estômago e uma necessidade de me livrar daquele incômodo que me dilacera; meu coração fica preto sem esperanças." ... continua

11 de set de 2011

11 de setembro para sempre

11 de setembro de qualquer ano que seja, sempre nos lembraremos do horror atentado ao WTC. Há exatos 10 anos, dia em que aconteceu esta tragédia, me lembro estar trabalhando num salão de beleza. Os buxixos começaram, mas ninguém ainda fazia a menor idéia do que havia acontecido.

Assim como o tsunami ocorrido no Japão em Março deste ano, pude ter a real dimensão da catástrofe somente pela tv ao chegar em casa. São tantas tragédias ocorridas nestes últimos 10 anos que, quando nos referimos à uma delas, outras nos vêm à cabeça. No meu caso, hoje, enquanto assistia às principais notícias do WTC na tv, também me lembrei das vítimas do terremoto seguido de tsunami ocorrido no Japão (inclusive eu estava no Japão naquela época); e das vítimas do terrível e surpreendente acidente envolvendo a aeronave da TAM em 2007.

Enfim, cada um está encarando o dia de hoje de maneiras diferentes e, por incrível que pareça, tem gente que nem se ligou que dia é hoje. Obviamente, a dimensão do ataque às torres gêmeas em Manhattan foi infinitamente maior do que o acidente ocorrido com o avião da TAM em Congonhas no dia 17 de julho de 2007, mas para mim foi inevitável não linkar uma coisa com a outra, ainda mais que estou em São Paulo e, para visitar a minha mãe no hospital, tivemos que passar em frente ao local do acidente quase todos os dias.

E, independente de um acidente ter sido maior que o outro, pra mim o que importa é que pessoas morreram, não importa se duzentas ou quatro mil. A falta absurda que apenas UMA vítima faz até hoje para seus amigos e familiares já é o suficiente para tudo se tornar inesquecível, triste e digno de celebração.

Quero aproveitar e agradecer por todas as demonstrações de carinho que eu e a minha mãe recebemos através de todos os comentários do post anterior. Vocês são uns amores. Ela já está bem e em casa. Obrigada de coração!

30 de ago de 2011

UNIMED - Idade Interior

Todo mundo sabe que a idade da certidão de nascimento muitas vezes não condiz nadinha com a idade do nosso organismo. Sabemos também que uma pessoa de 50 anos pode muito bem dar de 10 a 0 numa outra de 25 anos. E isso acontece simplesmente porque não temos hábitos saudáveis. Fuçando na net, encontrei um site muito divertido e interativo idealizado pela UNIMED que nos ajuda a descobrir a nossa verdadeira idade interior.

Depois passem aqui para me dizer, se tiverem coragem! kkkk Gostaria de saber a sua idade cronológica e a interior; mas se for muito difícil pra você expôr esta informação aqui (rs), me contentarei com apenas a diferença de idade, se foi para mais ou para menos! Vamos lá, clique aqui.


Arlindo é o nome deste bebê de 50 anos de idade! Ele se cuida tão bem que tem até cara de neném. A propósito, não contem pra ninguém, mas tenho 35 anos e a minha idade interior é 47!! Aff..... preciso me mexer.

ps.: a primeira postagem do blog 'E Se Fosse.Com Você' foi liberada hoje, para acessá-la clique: Se você fosse a minha sogra, o que faria?

28 de ago de 2011

Saudade do marido + visita da minha família

Olá a todos! Antes de começar o post de hoje quero deixar aqui o meu muito obrigada por cada um de vocês que está apoiando o meu mais novo projeto, o blog E Se Fosse.Com Você?. Ainda não recebi nenhum e-mail, mas não tem problema, quero que as coisas por lá aconteçam naturalmente, tudo no seu tempo.

Bom, hoje vim aqui para contar o quanto foi dolorida a saudade que senti do meu marido por 17 dias. Há alguns dias escrevi aqui que consigo levar numa boa a questão das viagens dele a trabalho, que os homens de maneira geral não precisam viajar para nos trair, que ao invés de ficarmos lamentando a sua ausência deveríamos nos arrumar, curtir esse momento sozinhas e nos preparar para o seu retorno, etc etc.......

Mas hoje eu sinto que escrevi tudo aquilo com muita facilidade e cabeça aberta porque ele não tinha se ausentado tantos dias!!! Sentir saudade 2 ou 3 dias é uma coisa, mas 17 são outros quinhentos!! E tiro o meu chapéu para mulheres como a Valéria que contou que por 10 anos teve seu marido viajando a trabalho, a Debys que é casada há 17 anos e há pouco tempo começou a ter que lidar com o fato do seu marido ter que se ausentar por 120 dias a trabalho; e quando ele volta fica 15 dias com a família. Pelo visto ela tira de letra apesar da saudade, por isso meus aplausos. Tem também o exemplo da querida e conhecida da blogosfera Otilinha que passou muitos anos do seu casamento passando pelas provações da saudade.

Enfim, tiro meu chapéu para as milhares de mulheres do mundo inteiro que passam por esta situação.
No meu caso, o problema não está na desconfiança, está na simples e torturante saudade. É claro que sempre acaba batendo aquela insegurança chata de vez enquando, principalmente quando estou em casa sem fazer nada, mas logo condiciono a minha cabeça a relembrar os nossos momentos juntos e a segurança volta.

Achei bacana a solução que a Thaís encontrou para esse eventual probleminha que costuma surgir após o casamento: viagens a trabalho. Em um de seus comentários aqui no blog, ela escreveu:
"Antes mesmo de nos casarmos, conversamos sobre isso e estipulamos um ideal de vida no campo, onde tenhamos tempo um para o outro, tempo para o nosso filho um dia, ou seja, este tipo de trabalho (que exige viagens) não está nos nossos planos, e por conta disso, eu mesma já recusei propostas de emprego quando estava desempregada."

Citei algumas amigas blogueiras que já passaram por este dilema para que outras pessoas com o mesmo problema possam entrar em contato e trocarem experiências. Afinal, a blogosfera serve para isso também.

Bom, esses 17 dias não foram nada fáceis, a gente se falava todos os dias a noite pelo telefone e trocava várias mensagens! Então pensei: vou fazer alguns mimos para quando ele chegar em casa compensar a nossa saudade.

Fiz bolo, salada de maionese com batatas, comprei um mimo de chocolate, etc... Ah, ele trouxe pra mim um bracelete comprado na cidade de Itararé-PR. Bacana né? Tá tudo na foto que montei aqui pra vocês:


Espero que a próxima viagem dele demore a chegar! rs... Graças a Deus que no meio desse dilema todo recebi minha mãe e a minha irmã aqui em casa! Não foi nada planejado, mas elas chegaram na hora exata! Adorei meus amores e obrigada por tudo! Pelos presentinhos, pelas conversas, risadas e conselhos de mãe!!


eu e a minha irmãzinha no shop´s cent´s

eu e minha mãe

só matando a saudade!

porque será que a gente tem mania de receber todo mundo com comida?? kkk (bolo de chocolate com cobertura de chocolate e como se não bastasse, muito granulado! rs)

17 de ago de 2011

Anorexia sexual

Hoje vou abordar um assunto muito importante que vai chamar a atenção dos leitores que, mesmo sendo felizes no seu casamento (ou em qualquer outro tipo de relacionamento a dois), já passaram pela fase de se desinteressar pelo sexo.



Imagina que loucura você se dar conta de que não tem mais vontade de fazer sexo com quem você ama. Você sabe que ama seu companheiro, sabe que o amor ainda existe e que perderia o chão se algo abalasse a sua união, massss... sexo que é bom, nada. E como é difícil assumir que o apetite sexual diminuiu ou acabou, um dos dois coloca a culpa na correria do dia-a-dia.

Você começa a ir para a cama mais cedo para dormir antes do seu marido (ou fingir que dormiu) ou se deitar mais tarde para que uma possível transa não aconteça, sempre dando alguma desculpa. Tudo muito sutil. Sempre rola uma desculpa, uma dorzinha de cabeça.... até que o sexo não rola mais e você também não sente falta nem vontade.

E aí? O que fazer? O que pensar quando você se dá conta de que simplesmente não sente vontade de transar com o seu marido ou sua esposa, sendo que vocês se amam muito?! Loucura.

Fiquem atentos porque estes podem ser alguns dos possíveis sintomas da anorexia sexual. Isso mesmo, anorexia. Eu também não conhecia esse termo, mas assistindo ao Discovery H&H eu e o meu marido passamos a conhecer a existência desta doença através do relato de um casal americano que passou por este problema. Depois de conversarem sobre o assunto em casa, o casal entrevistado decidiu procurar ajuda profissional e o marido foi diagnosticado com anorexia sexual.

Anorexia = Perda de apetite
Anorexia sexual = Perda do desejo sexual pela pessoa do sexo oposto ou pelo mesmo sexo.

Eu e o meu marido costumamos nos interessar por essas novas descobertas da psicologia. Não temos a prepotência de achar que 'comigo isso nunca vai acontecer'. Isso e muitas outras doenças podem bater à porta de qualquer um. Então, quanto mais informação, melhor.

O que me assusta é que muita gente deve sentir esta falta de apetite sexual e sequer sabe que essa doença existe. Repito: ninguém quer admitir que não tem vontade de transar, então quando o desejo some, culpados surgem: idade avançada, rotina no casamento, falta de tempo, etc.

A pessoa que sofre desse tipo de anorexia não sofre tanto porque não sabe que se trata de uma doença e continua pensando que é uma fase ou que é normal perder o desejo, no entanto, quem acaba sofrendo mesmo é o seu parceiro que começa a sentir diferença na vida sexual do casal, falta de atenção e carinho e, por mais que se esforce, o parceiro não consegue estimular o outro e o sexo nunca acontece. Isso pode ser entendido como falta de amor, o que não é.

Tudo isso é sério e muito triste. No caso de pessoas menos esclarecidas, que não procuram ajuda psicológica, correm o risco de verem seu casamento desmoronar.

Depressão, stress e, inclusive traumas de infância, podem desencadear anorexia sexual. Quem sofre com esses sintomas deve procurar um ginecologista ou urologista e um psicólogo para resolver o problema.

13 de ago de 2011

O blog que virou programa de tv!

Gente!!! Hoje eu tô super ansiosa pra mostrar um vídeo pra vocês, no qual fiz uma participação a convite da jornalista e apresentadora Flávia Mariano, minha xará e autora do blog Depois dos 25, mas antes dos 40.

O blog dela fez (e ainda faz) tanto sucesso que virou programa de televisão chamado DR - Discutindo a Relação. O tema do programa que participei foi "Profissão por Vocação ou por Dinheiro?".
Se vocês tiverem um tempinho, não deixem de visitar o blog dela clicando aqui e deixem lá a sua opinião sobre o vídeo. Nós precisamos do seu feedback. Obrigada!



E o mais interessante é que, devido ao fato do programa ter nascido do sucesso do blog, ela conta com a participação massissa dos seus seguidores/leitores. Antes de cada programa ir ao ar, a Flavinha e a sua equipe de produção postam no blog uma prévia do tema para que os leitores possam deixar seus comentários, os quais poderão ser lidos durante o programa. Bacana não?

Flávia Mariano

Os temas são desenvolvidos em cima das postagens mais populares ou polêmicas do blog dela. Olha só o que ela diz:

Sou do Rio de Janeiro e meu objetivo é: Trazer à tona os dilemas desta mulher urbana, que acaba não encontrando tempo para viver a própria vida.
"Sabe aqueles Dilemas Femininos que você não sabe onde perguntar? Eu pergunto por você! Flavia Mariano, Jornalista, Escritora e Apresentadora, especializada no doce e corrido Universo Feminino."


Escritora, Jornalista, pós-graduada em Jornalismo Literário, 30 países visitados e agora apresentadora! Livros publicados: clique aqui.



Tem também a participação de profissionais da área de saúde como psicólogos que embasam bem o debate feminino. O programa é conduzido pela Flávia Mariano e mais duas convidadas especiais: a Raquel Guerra e a Karol Biajoli.

~~~~~~~~~~~~~


Aaahh! Deixa eu aproveitar o calor da postagem e mostrar pra vocês algumas fotos super meigas que consegui tirar dos meus gatinhos, não é muito cute!!!! Tô apaixonada!!!

Celeste dormindo com a Hello!

Pegando esse negão no flagra! kkk .... bebendo água no meu copo!! rs... dá pra brigar??

Anjinhos das nossas vidas e do nosso lar, só nos dão alegrias! Sempre que eles dormem, a gente cobre com uma das nossas blusas! São mimados?? Acho que nem um pouco! rs

Vivo pegando o Robinho com a boca na botija. Ops, na caneta! kkk

Primeiro dia do Robinho no jardim, acho que ele estava pensando 'Meu, que é isso??' kkkk

12 de ago de 2011

I Love Lucy


Nossa, como eu adorava assistir 'I Love Lucy'!

A pin up mais engraçada do século! Isso mesmo. A atriz Lucille Ball, que interpretou a personagem Lucy de 1951 a 1960, completaria 100 anos neste mês, agosto. Imaginem se ela não recebeu homenagens!

Considerada a primeira dama da televisão americana e rainha da comédia, Lucille me hipnotizava com as suas trapalhadas sem fim, sempre contracenando com seu esposo (também na vida real) Desi Arnaz.


Assim como a série A Feiticeira e Chaves, I Love Lucy me remete a uma época muito bacana da minha vida. Eu tinha uns 10 anos e me lembro que estes 3 seriados eram os únicos programas de tv que me faziam desligar o vídeo game..... tá bom vai..... atari! rsrs... É gente, sou da geração 'Enduro', 'Pac Man', etc. Que época gostosa.

De vez enquando é bom ligar a máquina do tempo e relembrar tantas coisas legais, que se tornam mais especiais ainda depois que passam a não mais existir. Uma vez escrevi aqui no blog sobre a época em que eu colecionava papéis de carta. Foi um post muito especial porque quando essas lembranças vêm à tona, várias outras as acompanham, como por exemplo, as nossas coleguinhas da época que também curtiam, a nossa professora primária, amores platônicos, etc...

Para mim é um prazer falar de Lucy ou Lucille, não só pelo seu talento para o humor, mas pela beleza. Aquela feminilidade de época, tudo muito natural. Nos dias de hoje as mulheres têm que se transformar em pin ups, no entanto na época Lucy as mulheres eram pin ups.




Coisinhas sobre o 'I Love Lucy' que encontrei no Google:

- o programa era gravado em película ao vivo, em frente a um público (por isso as risadas de fundo), com três câmeras fixas no cenário;

- o esposo de Lucille era seu marido também na vida real e sua presença foi uma imposição da atriz para salvar o casamento, oi???;

- Durante "I love Lucy", ela e o maridão Arnaz criaram a Desilu Productions para ajudar na produção da série. A empresa cresceu e se tornou a responsável por produções como "Os intocáveis”, "Star Trek” e “Missão: Impossível”. Em 1967 o estúdio foi vendido para a Paramount;

- "I love Lucy" foi o programa mais visto nos Estados Unidos durante os seus quatro primeiros anos;

- O programa recebeu 22 indicações aos prêmios Emmy, tendo vencido cinco vezes;

- Pelo fato do marido de Lucy ser cubano e ter sotaque muito carregado, os investidores não queriam que ele estrelasse a série com ela, então fizeram um 'teste' lançando um musical com os casal antes das gravações da série. Como deu certo e fez sucesso, então foi permitida a participação dele.




Lucille Ball foi a penúltima pessoa do elenco original do programa a falecer, em 26 de Abril de 1989. Foi justamente nesta época que comecei a virar fã do programa e ela já tinha morrido. Nós crianças nem pensamos nessas coisas, só curtimos e achamos que os atores eram daquele jeito, jovens. rs - Fonte: Wikipedia e G1


Vamos matar a saudade?

10 de ago de 2011

Nossa viagem à Florença/Firenze

Olá, tudo bem?
Quando eu e o meu marido viajamos para a Itália em Abril, fotografamos tantas coisas que achei melhor dar um tempo nas postagens sobre a viagem no blog para não ficar uma coisa enjoativa. E como nós ainda temos muitas fotos legais, resolvi postar algumas hoje após me inspirar em dois blogs que visitei agora:
o da Carla Pinheiro que está mostrando como foi a sua viagem em família para a Disney Orlando;
o da Débora Appelros que acabou de postar sobre a Croácia; e
o da Maitê falando sobre Paris, aiaiai como é bom viajar!

Então... bem vindos a Firenze (ou Florença)!
Acompanhem o nosso passeio através das legendas nas fotos.


A caminho de Firenze com meu maridão a bordo do EuroStar

O interior do trem é lindo! Este espaço é reservado para um delicioso capuccino


Eu e o nosso mapa, inseparáveis

Aí dentro tem de tudo que vocês podem imaginar. Até agora não conheci nenhum camelódromo tão elegante como esse.


É claro que em Firenze tem muitos pontos lindíssimos, mas a todo instante nos mantínhamos ansiosos para conhecer a tão famosa Ponte Vecchio. Chegamos! Essa 'placona' que coloquei na foto é a ampliação da placa que está fixada na parede atrás de mim.

Rio Arno - é sobre ele que está a Ponte Velha ou Ponte Vecchio, que foi construída em 1333
Aqui estamos sobre a Ponte Vecchio, famosa por ter uma quantidade absurda de joalherias!

Vi jóias de todos os tipos, tamanhos e valores! Obs.: Ainda bem que o que domina nesta ponte são jóias e não sapatos (rs...) senão meu marido ia ficar no prejuízo! kkk

Ponte Vecchio vista de fora (estas janelas são os fundos de cada joalheria da ponte)

Vocês não imaginam como foi complicado tirar uma foto assim sozinhos. Este local estava completamente cheio e tumultuado de turistas. Mas foi mágico do mesmo jeito!

De cima da ponte tínhamos esta visão. Feia né? Já imaginei na hora: eu dona de um apartamento ali no meio daqueles... imagina acordar com esta paisagem?

Achei muito legal a forma como os sorvetes são colocados na vitrine. Demorei uns 2 dias para descobrir que 'fragola' significa morango! kkk

Olha aí o bendito fragola (rosa) rs


Dentro da loja da Ferrari apontando para o painel do Felipe Massa

Uma super pizza com coca zero, é claro! kkkkk (lanchinho típico italiano para antes de voltarmos para Roma) 

Na estação de trem

Hotel onde nos hospedamosem Roma - que delícia chegar na suíte, tirar os sapatos, tomar um banho e se jogar na cama! O passeio foi maravilhoso, mas cansa demais!


Um pouco de história: Acredita-se que a ponte vecchio tenha sido construída ainda na Roma Antiga e era feita originalmente de madeira. Foi destruída pelas cheias de 1333 e reconstruída em 1345. Desde sempre alberga lojas e mercadores, que mostravam as mercadorias sobre bancas, sempre com a autorização do Bargello, a autoridade municipal de então. Durante a Segunda Guerra Mundial, a ponte não foi danificada pelos alemães. Acredita-se que tenha sido uma ordem direta de Hitler.


Clicando aqui vocês terão acesso às postagens anteriores sobre a nossa viagem à Roma (Fontana di Trevi, Coliseu, Vaticano, etc).