31 de ago de 2010

Você se preocupa com a sua imagem?

Seja ela qual for, a imagem que as pessoas constróem a nosso respeito é o reflexo do que apresentamos (a forma como nos vestimos, nossa postura, humor, autocontrole, nível cultural, organização, higiêne, etc etc etc), principalmente no primeiro contato.

Imagina que você marcou um encontro com alguém que não conhece pessoalmente (normalmente esse tipo de encontro acontece com mais frequência no dito "mundo dos negócios"). Qual o conceito que você teria de, por exemplo, um homem que chegasse atrasado, suando, com a barba por fazer, sem cartão de visita e que atende ao celular a todo instante?

E qual o conceito que você teria de, na mesma situação, um homem que chegasse antes de você, impecavelmente arrumado, que se apresentasse com simpatia já lhe estendendo seu cartão de visita e que mantivesse seu celular no vibracall? Temos sim que nos preocupar com a imagem que passamos às pessoas, porém não somente no campo profissional.

Retornar ligações e e-mails no mesmo dia sempre foi de bom tom, caso não haja a possibilidade, desculpe-se e demonstre interesse pelo assunto do seu colega ou familiar, afinal, não se esqueça que você também já ligou para alguém e esse alguém não te atendeu nem retornou. Como você se sentiu?? Marketing pessoal também consiste em ferramentas ou estratégias que você mesmo pode desenvolver para aumentar e fidelizar contatos. Cuidar da sua imagem significa muito mais do que cuidar da boa aparência; significa ter como filosofia de vida a ética, o respeito ao próximo e manter em sua mente metas bem definidas. Assim, dificilmente provocará (pre) conceitos alheios relacionados à você.

Se preocupe SIM com o que as pessoas acham sobre você, procure perguntar a amigos mais íntimos o que eles veem em você como defeitos e qualidades, dê às pessoas a chance de serem sinceras com você sem intimidá-las (a não ser que sejam palavras que o ofendam). Aceite críticas e se fortaleça com elas. Faça autoanálises!

Se olhe no espelho e pense: "Eu confiaria em uma pessoa como eu?". Claro que todos temos defeitos, não é possível agradar a todos a nossa volta, porém a nossa parte deve ser feita. Vamos evitar gírias, cuidado com o tom de voz, não se imponha demais antes de ouvir e não se esconda atrás da sua timidez. Estude a etiqueta do celular (existem vários artigos na internet), cuidado com decotes, esmaltes coloridos em ambientes profissionais, gravatas com bichinhos, cabelos soltos, e muito mais coisas que nem tenho como relacionar tudo aqui.... você já deve saber. É só praticar.


Você e Paris Hilton
Vamos usar a socialite norteamericana Paris Hilton como exemplo. Sua beleza é incontestável.
Invejada e idolatrada por milhões de fãs, Paris é muito conhecida também pelo seu comportamento "alegre-demais" nas festas do mundo inteiro.
Cada um de nós construímos uma imagem de Paris Hilton e nenhum de nós a conhecemos pessoalmente. Isso significa que o conceito que temos dela é exatamente o que ela nos transfere com suas atitudes em público.
Por mais que ela seja uma pessoa bacana, humilde na sua maneira de ser, generosa, carinhosa, etc.... não é o que a mídia mostra; não são informações que chegam aos nossos olhos e ouvidos. Então, passamos a construir uma imagem baseada naquilo que chega a nós. Isso acontece com você também!

Mas, não se atente só à Paris.
Pense em você, em suas atitudes e o que elas despertam nas pessoas a sua volta.

30 de ago de 2010

A Garota do Lamen




Confesso que demorei algumas semanas para decidir assistir a este filme, pois o julguei pela capa. O título não é atrativo para mim e a imagem da atriz loira com o salto ao lado dela me fez imaginar tratar-se de um filme fraco, estilo "As Patricinhas de Beverly Hills".

Eis que pesquisando filmes na net, descobri que o título original deste filme é THE RAMEN GIRL ou A GAROTA DO LAMEN.
Como o lamen é um prato típico japonês, fiquei curiosa em saber qual a relação da loira com o lamen, e não me decepcionei. Isso serviu de lição para eu não julgar mais nada pela capa. Eu nem havia me dado ao trabalho de ler a sinopse!

O filme conta a história de uma garota americana (Abby) que desembarca no Japão pela primeira vez para morar com seu namorado. Após alguns dias os dois se separam e ela decide permanecer no Japão para aprender a fazer Lamen. Abby se encanta tanto com essa idéia e com o seu objetivo de abrir um restaurante japonês nos EUA que nos dá uma verdadeira lição de PACIÊNCIA, DEDICAÇÃO, DETERMINAÇÃO E AMOR.

Assim como Abby, não domino o idioma japonês e pago um preço por isso.
Para vocês terem uma idéia, eu e o meu atual chefe (se é que posso chamar aquilo de chefe) nos comunicamos exatamente como Abby faz no filme: metade com palavras e a outra metade com gestos! Claro que existem exceções, mas a maioria dos chefes ou professores daqui são super exigentes quanto à DISCIPLINA, OBEDIÊNCIA E ORGANIZAÇÃO. Se você mora, já morou ou ama o Japão mesmo sem nunca ter vindo pra cá, assista.


O filme foi gravado no Japão, por isso me apaixonei e com certeza assistirei mais vezes para matar a saudade daqui quando eu voltar para o Brasil. Durante o filme podemos ver os restaurantes, o Museu do Lamen na cidade de Yokohama, as ruas, os alunos com seus uniformes impecáveis indo a pé para a escola, as festas de rua, etc...


Antes de postar este filme no blog, descobri que a atriz Brittany Murphy que interpreta Abby faleceu recentemente e extraí esta informação do Wikipedia:

Às 8:00 do dia 20 de dezembro de 2009, o Departamento de Bombeiros de Los Angeles respondeu a uma chamada na residência de Brittany e Monjack. A atriz foi encontrada inconsciente no chuveiro pela mãe. Segundo a mãe Brittany passou o dia inteiro dentro de seu quarto, a toda hora no banheiro/casa de banho vomitando e desmaiando, disse também que Brittany estava se achando mais magra do que queria ser. A causa de sua morte foi pneumonia, anemia por deficiência de ferro.
Em 23 de Maio de 2010, cinco meses depois de Brittany falecer, o seu marido, Simon Monjack, foi encontrado morto em casa, em Los Angeles, aparentemente por causas naturais.

28 de ago de 2010

Você fala mal do seu marido por aí?

Existem certas atitudes que são extremamente indelicadas e feias, mas hoje falarei de uma só: desdenhar seu companheiro na frente de colegas. Nesta semana, ouvi certos comentários que doeram em mim, mas fiquei na minha, só observando como funciona a cabeça das pessoas.

Ouvi uma moça que se casou há pouco tempo dizer: "Ele sabe que a fila anda, se acabar tudo entre a gente, eu não ligo não". Logo em seguida, a outra respondeu: "Eu também não choro por causa de homem não, o meu filho é pequeno e poderá muito bem acostumar rapidinho com outro pai". Pasmem, uma tem 4 meses, e a outra tem 8 meses de casada. E não estávamos falando mal dos homens não. Não havia surgido nenhum assunto que justificasse tal agressividade.

Claro que entre 4 paredes a gente nunca sabe o que rola, mas elas tem pouquíssimo tempo de casamento e já falam assim? Eu acho muito feio.
Estou casada há um pouco mais de 7 anos e nunca pronunciei nenhuma palavra que desdenhasse ou ridicularizasse meu esposo, especialmente na sua ausência. Somos cúmplices. Além de amantes, somos nossos melhores amigos. Contamos diariamente um com o outro, então porque fazer isso?


Quando alguém quer desabafar e falar dos defeitos do marido à um amigo ou amiga, que seja mais discreto, reserve um horário, um encontro com seu melhor amigo, um telefonema, mas não assim na frente de todo mundo. Pra gente que vê de fora, é grotesco. Também acho ridículo homens desdenhando suas esposas e muitas vezes elas escutam e respondem: "Ele é assim mesmo". Uó!

Mesmo não estando perto de mim em determinadas ocasiões, ele sabe que servirei como sua defensora, ou seja, que cumprirei meu papel com amor de defender sua imagem em qualquer lugar.
Não acho legal ouvir alguém falando mal de quem ama: marido, mãe, irmãos, etc...
Sei lá, eu sempre me coloco no lugar do meu marido e ficaria muito magoada e ouvisse da boca dele algo parecido com o que ouvi dessas meninas.

Pode ser que tenham dito só para se aparecer, mas continua sendo feio.

Leia também:
Você não "tem que" nada!
Atrás de um grande homem..
Declaração ao meu marido

Aviso: Quem deixar um comentário nesta postagem, terá direito a ganhar o selinho que ganhei da querida Fernanda do blog Beleza Santa! O link é: I Love Shoes, Bags and Boys. Bjs

10 coisas que vocês não sabem sobre mim











Adorei ser indicada pela querida Carla Koga, autora do blog Quarenta Dedinhos para participar deste meme (até hoje não sei o por que deste nome) onde terei que relacionar 10 coisas que vocês ainda não sabem sobre mim. No final desta postagem estarei indicando 5 blogueiras para participar também. Vamos lá?

#10. Sou ciumenta, mas não admito. Digo que sou zelosa! O meu ciúme se estende do meu marido às minhas amigas, parentes e objetos pessoais, principalmente sapatos. Não gosto de emprestá-los. De jeito nenhum.

#9. Já recebi visita em casa e coloquei uma vassoura atrás da porta! rs (deu certo). Só visito alguém com bastante insistência. Sempre acho que estou incomodando.

#8. Tenho mais celulite do que gostaria ter.

#7. Adoro filmes e o meu gênero preferido é drama. Se eu chorar em um filme significa que gostei! Não sou muito ligada em comédia porque dificilmente eu solto gargalhadas de doer o abdômen e, se isso não acontece, o filme não foi bom.

#6. Já comprei coisas que nunca usei. Detalhe: as tenho até hoje! Um dia vou usar! rs

#5. Não simpatizo muito com pessoas que falam errado (ponhá, menas, etc) e não aceitam estudar. Salvo alguém de origem muito humilde que nunca teve oportunidade na vida. Caso contrário, é imperdoável, nos dias de hoje, alguém não saber seu próprio idioma.

#4. Quando mais nova, fugi de casa. Depois voltei.

#3. Fumo uma vez por ano (cigarro comum viu?)

#2. Não suporto convites insistentes de pessoas que querem me levar para a "sua" igreja! Elas me tiram do sério quando dizem: "Deus está te chamando, não eu!" - sacanagem né? Deixa Deus quietinho. Vcs não sabem que pronunciar o nome Dele em vão é pecado?

#1. Tô a fim de deletar uma pancada de gente do meu Orkut!

Amei falar de mim. Nossa, mas como é difícil! rs...
Gostaram? Gostaria que todas participassem!! Peguem o selinho roxo também!
Vou listar 5 blogueiras hoje (difícil escolher):

27 de ago de 2010

É de melancia? Então eu adoro!

Perfume, gloss, estojo, unha artificial, bijuteria, broche, sandália, roupas e tudo o que você pode imaginar que tenha o formato, cor ou aroma de melancia, existe! Amo suco de melancia super gelado, perfume que tem cheiro de melancia, chiclete que deixa bafinho de melancia e batom!!!


Tem algumas coisinhas fofas que acho lindinhas, mas não mexem muito comigo, maaasss se quiser me deixar doida-compulsiva-com-vontade-de-ter basta me mostrar algum item de maquiagem ou esmalte com a cor dela. O tom do verão combina com a cor de melancia. Adoro!

Adoro de verdade, mas não posso esconder de vocês que esta postagem é mais um pretexto (delicioso) para eu mostrar em primeira mão o meu mais novo gloss!! Eu não resisti e comprei na hora!!!

Lancôme Juicy Tubes

Na loja experimentei quase todos os gloss-frutas e posso afirmar que todos são muito bons. Os aromas são idênticos aos da sua fruta: morango, abacaxi, laranja, uva, etc. Ah! e o gosto é doce! Demais não?!

25 de ago de 2010

Recadinho para vocês (com muita saudade!!!)

Oi turminha!!! Tudo bem?
Vim aqui rapidinho só para avisar que vou ficar alguns dias meio ausente. Estamos trabalhando bastante para o sucesso do evento do dia 5 de Setembro Dia do Brasil 2010 in Toyohashi e não está sobrando tempo para eu me dedicar ao meu blog.

Estarei entrando aqui para ler os novos comentários e prometo que depois retribuirei todas as visitas, novos seguidores, selinhos, meme, e recadinhos tá?

Quero voltar logo porque tenho noção de quantas postagens legais estou deixando de ler no blog de todos vocês! :( 

Mas, em breve estarei de volta, ok?
Saudades.....Flá

**********
Cartaz e Link do evento:


óia eu aí!!! rs


Ah! muito obrigada a todos que votaram na minha foto viu? Eu perdi na segunda fase, mas continuo tentando na terceira! rsrs... com outra foto. Depois venho contar se ganhei ou não! beijos com carinhooooooooooo!!!

22 de ago de 2010

Você: Vítima ou Vilão?

Depois que assisti ao filme Simplesmente Feliz no início desta semana que passou, decidi que me esforçaria mais para ser tolerante com as pessoas, mais impermeável às chateações alheias e mais sorridente. Acredito que a alegria e o sorriso fácil devem ser exercitados. Um dia ouvi de um palestrante a seguinte frase:

"Se todos os dias você reservar apenas 5 minutos para sorrir, mesmo que forçadamente no início, com o tempo, seu sorriso será uma coisa natural na sua vida. Praticando o sorriso, estaremos nos condicionando, até que um dia você se pegará rindo a toa espontaneamente"

Juro que estou tentando, mas é tão difícil... muitas vezes estamos ali... na nossa.... tranquilos.... e de repente alguém se aproxima e te traz uma bomba ou seu chefe te maltrata; ou você sente a ingratidão de alguém; ou algum parente morre; ou seu filho se machuca; ou roubam seu carro; ou seu namorado termina com você, etc etc etc......

O que estou tentando dizer é que por mais que exercitemos o sorriso, a paciência, a generosidade e a alegria, sempre teremos pedras no nosso caminho. Até aí, normal. Esta é a lei da vida e todos sabemos que essas pedras sempre existirão, até para nos fortalecer!

Mas, há um porém.

Esforce-se para que tais pedras sejam colocadas pelo destino e não por você mesmo, ou seja, não tome decisões ou aja impulsivamente sabendo que isso poderá ter consequências ruins (que são exatamente as pedras).

Se os problemas aparecem nas nossas vidas por acaso (se é que o acaso existe) ou por pura falta de sorte, vamos lá, encare de frente e derrube este obstáculo. Não terá muito o que reclamar porque tinha que acontecer. Agora, quando você mesmo caça sarna para se coçar, aí já é uma questão de rever seus comportamentos.

Será que você é uma pessoa de má sorte ou você mesmo está buscando seus problemas?

Se algo ruim acontece de fora para dentro (por exemplo, roubaram seu carro), podemos dizer que foi má sorte. Mas, se você decide não estudar e repete o ano, não foi questão de má sorte e você não foi a vítima, pois agiu para que isso acontecesse. Assim, de vítima, você passa a ser o vilão de si mesmo.

Antes de culpar os outros pelo que acontece com você, pare e pense se seus problemas não foram alimentados por você mesmo. E continue praticando o sorriso.


Leia também:

21 de ago de 2010

Usar ou não usar. Eis a questão.

Visitando os blogs Lost in Japan e Just a Ride descobri um meme muito divertido. Então, resolvi participar também. As regras são: expor 7 coisas que você não teria coragem de usar (mas aqui postei 5) e explicar o motivo. Lembrando que eu respeito todos que gostam daquilo que eu não usaria. Aqui coloquei apenas o meu gosto ok? Não é nada pessoal. Vamos à brincadeira!

#1 - Calça Bikini e Cós Ultra Baixo
Não sei ainda que tipo de personalidade deve ter uma mulher para usar calças assim. Estou tentando descobrir uma idéia de evento ou festa que comporte tal modelito, mas não consigo. Bom, mas cada um na sua. De repente elas estão depositando nesses cofrinhos todas as suas economias! Meu marido disse que eu posso usar essa peça! Só dentro de casa! kkk




#2 - Clogs e Galochas


Não usaria esse tipo de sapato (clogs) porque prefiro calçados que deixem meus pés mais finos e delicados. Tá, admito que ao calçar um clog, me vem à cabeça aquelas mulheres belgas com seus tamancos de madeira.



Sei lá, não curto muito, mas adoro os Croc´s! Vai entender! rsrs.... Galocha nem pensar!!!! Mesmo calçando uma galocha fashion, me sentiria pronta para lavar carros! Galocha pra mim é para lavar terraço, caminhão ou andar na lama! Também esses calçados me lembram a expressão "Chata de Galocha". Ah, não dá não! kkk


*****

#3 - Saia Super Mini
Acho uma gracinha as minissaias, mas EU não as usaria mais assim tão curtinhas porque, na minha opinião, as pernas devem estar perfeitas, com o mínimo de celulite possível e vasinhos. Eu tenho algumas assim, mas sempre uso com leggings por baixo. Cada um no seu quadrado!


*****

#4 - Gravata
Este é o tipo de acessório que acho bonito nos outros, mas em mim não. Penso que mulher deve ter o estilo que combine com as gravatas ou uma ocasião super específica, não sei. Mas, eu não usaria. Comentário do meu marido: "Mulher de gravata é igual a homem de saia!" rs


*****

#5 - Pulseiras da Sorte ou Energizantes
Pelamôr né??? Pra que usar pulseiras para ter sorte? Na minha opinião são breguinhas, ainda mais com esse olhão azul aí!!! rsrs.... aff


Vamos lá pessoal, brinquem também!
O que vocês jamais usariam?

Amizade por interesse

É muito triste a gente descobrir que algumas pessoas só se aproximaram da gente por interesse. Explico.
De 2008 a 2010 trabalhei numa emissora brasileira de tv no Japão e, como vocês já devem imaginar, quando estamos ativos nesse meio, conhecemos muita gente.


Querendo ou não, rola uma amizade aqui e ali. Até aí tudo bem... fiz amizades... combinávamos de sair... beijinho pra cá... minha linda pra lá... altas fotos juntas, etc....

A maior parte dos assuntos que essas pessoas (mulheres na maioria) tinham comigo tratava-se da dificuldade de se fazer amizade, do quanto precisavam de amigos de verdade e muitos outros temas sempre relacionados à carência de amigos.

Como também sentia essa carência no Japão, é claro que caí como um patinho na conversa de algumas dessas "amigas" e, até descobrir que eram interesseiras, me abria, desabafava, fazia indicações profissionais e as apresentava a pessoas que pudessem ajudá-las de alguma forma. Tudo por acreditar na boa fé da amizade.

Como descobri que não eram minhas amigas??
Oras..... não é muito difícil saber.
Simplesmente porque me afastei da tv e comecei a trabalhar em fábrica.
No Japão, se você não domina o idioma japonês, o mercado de trabalho torna-se muito restrito, então não me sobrou muitas opções, a não ser a fábrica onde faço kensa ou checagem de fios elétricos automotivos.
Foi uma opção minha e do meu marido. Não estávamos mais satisfeitos com as ofertas do mercado de trabalho brasileiro aqui e decidimos virar a mesa.
O que aconteceu?
Todos sumiram. Mas, essa não é a pior parte!

Hoje, quase um ano depois, recebo o telefonema de uma amiga "maria-televisão" toda simpática dizendo que não tinha me ligado antes porque estava sem tempo! Mas, que me adorava e me admirava muito.

Detalhe: daqui a 15 dias vai acontecer um mega evento na cidade onde moro e as minhas "amigas" já quiseram garantir seu lugar ao sol!!!
O meu marido é um dos diretores deste evento e, mesmo na fábrica, ele continua mexendo com produção de shows, etc.

Como ela não percebe que isso é feio? Se aproximar de uma pessoa e ficar toda melosa ao telefone só para conseguir algo em troca é humilhante para ela mesma, mas ela não vê.

Nesses últimos dias que antecedem o show, gente assim é o que não vai faltar! Infelizmente.
Fico imaginando como deve ser a vida dessas celebridades famosíssimas, como esses artistas devem sofrer por nunca saberem se a amizade que têm é verdadeira ou não. A gente vê tanto relato de artistas que estão afastados da mídia reclamando que seus "amigos" se foram!....

Recentemente, recebi um convite para enviar meu material em vídeo para a produção de uma outra emissora, mas dessa vez no Brasil. Claro que, de cara, fiquei feliz, mas não enviei o material e pedi desculpas. Não sei ainda se quero isso pra mim de novo. Já conheço como é ser uma pessoa conhecida, com é ter a minha imagem exposta e não curti muito "o depois".

O "durante" é legal, todos à sua volta te convidando para tudo quanto é festa, um monte de recadinhos no Orkut e Facebook, bajulações e presentinhos. Mas, quando você se afasta, tudo se transforma, parece mágica. Nenhum telefonema, nada de convite, nada de presentinhos e muitas decepções.

Acredito que quem não tem uma cabeça legal, pira. Mas, como esse lance de super exposição não subiu à minha cabeça, então não sofri tanto!! Mas, o que me chateia é ver o descaramento de algumas maria-interesseiras! Por educação, não falo nada e converso no mesmo nível de falsidade: "E aí amiga!!! Tudo bem linda?" kkkkk..... que feio!

Claro que têm exceções! Fiz verdadeiras amizades sim. Mas, essas minhas verdadeiras amigas saberão de quem estou falando.

Trabalhar em televisão é muito gratificante, aprendemos muita coisa legal, viajei bastante, conquistei um currículo incrível, trabalhei com uma equipe espetacular, mas o preço que se paga é alto. Agora em diante, se eu voltar a trabalhar com isso, tomarei mais cuidado, se é que isso é possível. É tão triste não poder confiar nas pessoas....


Leia também:
Flavia Shiroma e Edu Guedes no Palco
Kelly Key no Japão
Entrevista com Rickson Gracie

20 de ago de 2010

Lacoste homenageia Snoopy (+ vídeo)

Para comemorar o aniversário de 60 anos da turma de Charlie Brown, pela primeira vez o famoso jacaré da Lacoste irá interagir com outra marca em sua nova coleção. Serão lançados quatro modelos exclusivos de camisas polos onde o logo da marca francesa irá unir-se aos personagens Charlie Brown, Linus, Woodstock e Snoopy.


 
As vendas começarão em outubro deste ano (mês de aniversário do Snoopy) somente no Dover Street Market, em Londres.

Snoopy no Japão
No ano passado, o cãozinho beagle já havia sido homenageado durante a Semana de Moda do Japão, quando as grifes Hermés, Chloé, Chanel, G.V.G.V e Balenciaga vestiram miniaturas de pelúcia do personagem com criações próprias.






Idealizadas por Charles M. Schulz, as tirinhas de Snoopy e sua turma já foram publicadas em mais de 2,200 jornais em 75 países.

A Turma do Snoopy é composta por: Snoopy, Charlie Brown, Sally irmã caçula de Charlie Brown, Lucy apaixonada por Shchroeder, Linus irmão mais novo de Lucy, Schroeder o menino pianista, Patty Pimentinha apaixonada por Charlie Brown, Marcie muito amiga de Patty e também apaixonada por Charlie Brown, Chiqueirinho o menino que está sempre sujo, e Woodstock melhor amigo de Snoopy.

Assistam a este trecho curtinho HILÁRIO do Snoopy!! rs

18 de ago de 2010

Vocês ainda não tem filhos??

Porque? Quando pretendem ter?


Meeeuuu, que saco ouvir isso toda as vezes que eu digo a alguém que tenho 34 anos, que sou casada há mais de sete anos e ainda não temos filhos! Tudo bem que a pergunta e a curiosidade são normais, mas porque a cara de espanto? Acho tão engraçado esse pensamento (tão antigo) de que é estranho um casal não ter filhos.

É impressionante como as mulheres "saem da órbita" de tanto tentarem imaginar o motivo: será que ela não pode engravidar? Coitadinha. Será que ela tem alguma doença? Ou será que é o marido?
Eu, simplesmente, respondo que ainda não tivemos e ponto. Mas, percebo que algo fica no ar. É como se eu tivesse que dar uma satisfação para provar que somos normais e sadios! Ridículo.

Agora me diz uma coisa: e se optássemos por não ter filhos? Qual o problema? Seríamos excluídos da sociedade? Talvez sim. Acho que é isso mesmo que aconteceria porque, infelizmente, a maioria das mulheres (principalmente as que já são mães) não encaram bem essa opção de "não deixar descendentes".

Saibam de uma coisa: ter filho não é garantia de uma velhice feliz. Ter um filho não é garantia de felicidade durante toda a vida. Ter filho não garante que você terá companhia daqui 40 anos. Então, porque muitas conhecidas minhas insistem em pensar que "ter filho é necessário para isso ou para aquilo"?
Na verdade, não devemos nem ter filhos para sermos felizes!! O ideal seria se fôssemos felizes independente de qualquer coisa e compartilhássemos esta felicidade, já existente na família, com o bebê.

Um filho não deve ser planejado com segundas intenções! "Com um bebê seremos mais felizes, com um bebê nossa casa voltará a ser alegre, com um bebê nosso casamento mudará" .... etc etc etc.
Se eu e meu marido ainda não tivemos filhos, paciência! Não queremos ter nenhum bebê para mostrar que somos normais!!!

Sim. Eu e o meu esposo queremos SIM ter filhos! Não se preocupem! (palavras para algumas pessoas específicas). O nosso sonho é ter uma casa feliz com cachorro, passarinho, gato, piscina, jardim e nossos filhos. Adoraria levá-los à escola, à natação e brincar no parque. Mas, ainda não rolou. Não tem muito que explicar.

E, por favor, vamos respeitar a decisão de cada mulher: produção independente, maternidade depois dos 40 ou, simplesmente, não querer ter filhos.
Você pode não concordar, mas não faça cara de espanto. Isso aborrece e nos faz pensar que somos "anormais".

Obs.1: Este post foi citado como o favorito no blog "Desabafo". Dêem uma olhada: http://odesabapho.blogspot.com/2010/09/selo.html

Obs.2: No dia 12/08/2011, a blogueira Ana Santos escreveu sobre esse mesmo tema no blog dela: 'Autora Em Construção'. Para ler, basta clicar aqui.


17 de ago de 2010

Simplesmente Feliz

Este é o nome do filme que assisti ontem que conta a história de uma mulher de 30 anos que é feliz por natureza. Ela está sempre feliz. Ela não precisa de nenhum motivo especial para estar feliz. Ela é assim e, por ser tão otimista, amiga, querida e alto astral, acaba provocando sentimentos negativos nas pessoas a sua volta. É incrível como Poppy (protagonista) consegue manter-se serena e contente mesmo nos momentos em que, certamente, surtaríamos!

Há cenas onde ela demonstra ser tão paciente e compreensiva que chega a ser surreal. Mas, acredito que a intenção do filme é mostrar que, mesmo nas situações mais complicadas da vida, podemos resolver da melhor forma e não da pior. Inclusive, com bom humor, podemos tornar mais leve os nossos problemas, afinal teremos que enfrentá-los de qualquer maneira mesmo!!


Porém, o fato dela ser tão "pra cima", alegre e saltitante, não lhe garante uma imagem bacana. Se é simpática com o seu instrutor de direção, o cara acha que ela está se oferecendo (o cara viaja, ele é o oposto dela); se ela é simpática com a sua irmã, passa por infantil. A alegria de Poppy é contagiante ao extremo. Até chegar no ponto das pessoas se sentirem ofendidas por tanta felicidade. O filme é bacana demais! Eu me identifiquei bastante com a Poppy nesse ponto: não podemos agradar a todos.


Outro ponto legal do filme é que, por ser professora primária, Poppy presta muita atenção no comportamento dos seus alunos a fim de evitar que se tornem adultos problemáticos, como muitos que ela "esbarra" no filme. Durante o filme todo, Poppy se depara com pessoas "diferentes" dela: loucas, surtadas, irritadas, ... mas isso é ótimo para sentirmos bem o contraste e cairmos na real de que um SORRISO nunca é demais!


Esse filme me fez pensar em algumas coisas... porque reclamamos tanto da vida? Se temos preto, queremos o branco; se está calor, reclamamos; se está frio, reclamamos; se estamos desempregados, reclamamos; se estamos empregados, reclamamos! Argh!! Assistam a este filme, creio que ele mexerá com alguma coisinha aí dentro de você.




Sally Hawkins é Poppy, a professora feliz. Com esse papel ela ganhou tudo quanto foi prêmio de atuação no último ano, do Festival de Berlin, ao Globo de Ouro, passando por todos os prêmios europeus, e concorreu ao Oscar. Vale a pena assistir. Recomendo.

16 de ago de 2010

Meu feriadão tá acabando.....

Bye bye acordar tarde...
Bye bye dormir tarde...

Está chegando a hora de cair na real, de voltar a viver como uma pessoa normal que trabalha, acorda cedo, dorme cedo, depende do relógio para tudo e deixa para se arrumar melhor nos finais de semana. Claro que descansar (até cansar) é bom, mas confesso que, depois de um certo tempo, começo a sentir falta da nossa rotina profissional.

Foram 10 dias em casa, comendo besteira, engordando, curtindo o maridão, assistindo tv, cineminha, restaurante, sem hora para comer, tomar banho, .... nada! Quase não saímos de casa porque planejamos conhecer o Spain Park e choveu quase todo dia. Mas, quer saber? Enfrentar um parque com um calor de 35/36 graus de calor é desanimador. Acho que estamos ficando velhos! kkk

Mesmo se eu fosse milionária, não sei se conseguiria ficar sem trabalhar. Por mais que seja ótemo curtir o maridão e minhas coisinhas de casa, já vai me dando uma coisa... sei lá, vontade de voltar ao ritmo normal. Não sei explicar direito.

Como não saímos muito, vocês vão perceber que a maioria das fotos são de comida!!! kkkk
São coisinhas gostosas que comemos juntos neste feridão!!! Muito bommmmmm!!!
Agora, é fechar a boca e voltar a ralar!!!! Ebaaaaaaaa

...alguns docinhos by Mister Donuts....



... cineminha com maridão...

... pausa no shopping... humm...

... conhecendo novos estilos...

... enfim, curtindo a vida!

15 de ago de 2010

Esse azulzinho me deu trabalho!

Sei sei que está na moda usar esmaltes coloridos, mas tenho que admitir que gastei mais de uma hora para escolher a roupa com a qual iria sair. Primeiro pintei as unhas aqui em casa mesmo, depois foi aquele drama no quarto, pois quase nenhuma peça do meu armário combinava com a unha! rs... Ou melhor, eu achava que nada combinava!


Nunca pensei que teria esse tipo de "problema" rs. Quando encontrava uma roupinha legal, o sapato não combinava, aaargh!!! Que difícil ser fashion! Aí pensei, na verdade esse estilo mais moderninho não é o meu, embora aprecie nas outras mulheres. Eu estava quase tirando esse esmalte gente! Acho que a pessoa tem que ter o "dom da combinação". Quem tem estilo contemporâneo e vive na moda tem a capacidade de transformar qualquer peça e acessório num look maravilhoso! Não precisa de peças caras, de marca, etc...

Achei legal a brincadeira das unhas coloridas, mas esse azulzinho me deu trabalho! rs
Quando a pessoa é mais neutra ou clássica, não adianta nada pintar as unhas de azul. Olha só a roupa básica que vesti! kkk... Fiquei com tanto medo de ficar colorida demais que acabei ficando no jeans e na boa e velha camiseta branca. rs... Mas valeu! Que saudade do meu nudeeee!!!

Ontem a tarde chegando no cinema com o maridão (fotógrafo! rs). Assistimos ao filme "Salt".