1 de dez de 2010

Papai Noel: descobrindo a verdade


Hohoho!!! Dezembro "finalmente" chegou!
Eu adoro final de ano!!
Mesmo estando muito longe da minha família, continuo gostando desse clima natalino.
Depois farei uma outra postagem específica sobre como foram meus Natais aqui no Japão longe da minha família. Não é fácil não, maassss hoje quero compartilhar com vocês como descobri que o bom velhinho não existia.

Bom, na verdade, com uns 6 ou 7 anos eu já suspeitava, mas nunca tinha visto nenhuma atitude suspeita por parte dos meus pais, então continuei acreditando no Papai Noel até esta idade.
Do jeito que a criançada é esperta hoje em dia, creio que muitas delas descobrem que o Papai Noel não passa de um personagem muito mais cedo! Até porque a internet está aí para revelar tudo (tomara que nenhuma criancinha leia isto aqui! rsrsrs).
Eu sou da época em que as crianças eram mais ingênuas e bobinhas.

Foi uma fase boa. Até hoje consigo me lembrar de um dia que pedi uma bicicleta e, ao acordar, ela estava ali ao lado da minha cama. Foi lindo e isso aconteceu na época em que eu ainda acreditava no vovô Noel!


Bom, eu descobri que quem colocava os presentes ao pé da árvore lá de casa era a minha mãe porque simplesmente acordei do nada de madrugada e fui de pontinha de pé até a sala e vi tudo sendo montadinho. Para não "decepcionar" ninguém (afinal vi que estava fazendo com carinho) eu voltei para a minha cama e no dia seguinte fingi que não sabia de nada! rs... Fiquei um pouco chateada por ter descoberto. Eu adorava imaginar o Papai Noel chegando e entrando na minha casa!!! Era o máximo!

Hoje, obviamente, sei a verdade, mas continuo pedindo meus presentes pra ele! Hohoho! kkkk

E você? Compartilhe aqui como descobriu a verdade sobre o Papai Noel!! Deve ter cada história bacana.....

62 comentários:

Tuka Siqueira - Ktralhas disse...

Oi Flávia, sabe que acho que não estão descobrindo mais cedo não? Acho que esta idade é meio "padrão" para que percebam o nosso "truque". É claro que tem uns mais espertinhos e tem criança com 4 anos já acessando a internet, mas de um modo geral acho que eles vão descobrindo meio juntos, pelo menos comigo foi assim, eu já andava meio desconfiada mas uma colega de escola veio me contar que o papai noel não existia que eram nossos pais que colocavam os presentes embaixo da árvore. Até hoje tenho uma certa raiva desta fofoca... kkkk

Abraços

K∂riиє* Smith. disse...

Menina exxxxperta! hahahaha
Eu também!

Quando comecei a ler seu post achei que vc estivesse passando pelo mesmo dilema, na verdade meu filho de 9 anos ainda credita e eu estou em um dilema conto ou não conto...mas aqui na Irlanda é comum eles descobrirem...

faça uma lista bem gordinha!

beijo

Desabafo disse...

Meus pais faziam barulho de sino com as chaves e eu acreditava que era o sininho das renas. rsrsrs
E lembro que uma vez deixaram um chapeuzinho do Papai Noel "perdido". Era tão boa aquela ansiedade.
Um dia virei pro meu pai e disse: Vc é o Papai Noel!! Me senti a única do mundo que não sabia da verdade. hahaha Sempre fui meio mexicana (exagerada) pra essas coisas.
Depois vi que era normal e passei a defender a ideia pras minhas coleguinhas do ballet que ainda acreditavam. As mais velhas ficavam zoando elas dizendo q o bom velhinho não existia. Que gente má ne?

Apenas um lugar para ser disse...

bom, quem me contou a verdade sobre o papai noel foi uma prima mais velha, eu fiquei chocada! haha.. pouco tempo depois ela me contou como os bebês eram feitos, e eu fiquei mais chocada ainda! hahaha...
claro q perde um pouco o encanto saber q o papai noel nao existe, mas o interesse pelos presentes, esse nao passa nunca.. nao eh msm? =)
espero pelo proximo post, este será o primeiro natal longe na minha familia...
bjos!

Thaís Alves disse...

Oi Flávia! Eu amooo Dezembro, pq é mês do meu Niver e contrariando todas as mulheres, eu adoro fazer niver! rs E tbm gosto mto de Natal e Ano novo. Eu descobri tarde que Papai Noel não existia, foi com 10 anos, eu vi o presente q tinha pedido pra Papai Noel escondido no armário da minha mãe. Pacientemente esperei pra ver se "Papai Noel" iria me dar aquilo mesmo... batata. rs Claro que na escola, vários amiguinhos já falavam isso, mas eu sempre defendia inocente a existência do velhinho...rs Tbm fingi que não sabia de nada pra ver meus pais felizes...rs No ano seguinte eu contei que já sabia, mesmo assim ainda ganhei um último presente de Papai Noel rsrs. Foi o fim dos presentes duplos de Natal, já que tinha que ganhar dos pais e do Papai Noel...hahaha Beijos! Adorei o post e como sempre, vc é muito criativa nos temas.

Maria Célia disse...

Olá Flávia
Descobri aos 8 anos que ele não existia, através de uma vizinha, que tinha 10 anos e já sabia a verdade.
No dia 25 fui lá na casa dela correndo contar que papai noel tinha
me dado uma bicicleta. Ela deu uma risada na minha cara, e falou:- sua boba, papai noel não existe, são nossos pais que dão presentes. Eu chorei tanto, corri pra casa e perguntei à minha mãe. Não restou outra alternativa a ela senão contar-me a verdade. Como fiquei triste.
Com minhas filhas fiz questão de alimentar esta fantasia, até que elas mesmas descobrissem por si próprias.
Bjo

Paula Li disse...

oi FLavinha, hoje você me deixou com lágrimas nos olhos por causa do seu comentário.
As vezes imagino que se meu marido e eu tivessemos nos encontrado em outra época, nossa relação seria mais ou menos como a sua.
Mas estamos conseguindo superar os obstáculos e falta uns 7 anos para ele se aposentar.
Eu vou estar com uns 40 e espero bem bonitona e vamos poder aproveitar tudo o que não fizemos até agora rsrsrs
Quanto ao post, não lembro até quando acreditei em papai Noel, mas quando eu já tinha 12 anos, minha mãe falou que iria me dar uma caixa de bombom da goroto de presente de natal e eu fiquei super feliz.
Só que na verdade era uma caixinha de música e ela me enganou direitinho.
Guardei a caixinha por 20 anos, mas recentemente ela se quebrou.
Amiga, muito por tudo te adoro.

Marília disse...

Oiee!
Sou sua nova seguidora, adorei o blog..

Sempre vou te acompanhar.

Beijo Grande!!

disse...

Oii, Flavia!
Tudo bem?
Sobre o Papai Noel, eu descobri por causa do meu irmão! Como era mais velho, sempre ficava rindo da minha cara quando escrevia cartinhas ou colocava uma meia na janela. Para mim era mágico, ficava acordada esperando o Papai Noel chegar! Fiquei triste quando descobri que ele não existia, mas como me prometeram que eu continuaria ganhando presentes, eu me consolei... pois é, criancinhas tbm são mercenárias. Hahahaha :P

Beijinhos e fique com Deus!

Margot Félix disse...

A minha história é um pouco parecida com a sua.
Sendo que o costume aqui em casa era colocar os presentinhos aos pés das nossas camas. Daí eu fingi que estava dormindo e vi quando minha mãe pôs o presente na cama. Eu fiquei caladinha e não falei nada. No outro dia eu fiquei meio desconsolada, e terminei perguntando porque ela quem havia colocado o presente no quarto. Foi assim!

Tenha ótimas festas, Fávia.

Um abraço!

Patrícia Quel disse...

Flavia,
Eu adoro natal, dar e receber presentes, uma verdadeira criança...
Bjs!!!

Cris: Diário ON Line disse...

Oi amada Flá! Quão fofa essa história... poxa eu não me recordo de como aconteceu a minha decepção... acho que por ser uma pessoa ainda ingênua, o bastante suficiente pra ainda me decepcionar diversas vezes, alguém tenha me contado, e olha que eu ainda posso ter ficado brava achando que estavam mentindo pra mim rsrs, como tive uma linda infância, minha mãe alugava o papai Noel que passava pelas casas entregando os presentes que os pais haviam comprado rsrs, lembro que fiquei brava com ele, por ter pedido uma boneca e ele me trouxe um ursinho chorão rsrsrs, talvez tenha sido nesse dia que alguém deve ter me falado que ele era um personagem rsrsrs... mas enfim tão bom lembrar dessas datas comemorativas, e passar por elas ainda é bom dmais neh.... então desejo mto presente de natal... e amor nesse coraçãozão aí viu.. .beijo grande passando apenas pra dizer que não esqueci de você! ;)

Cae Fernandes disse...

Oi Flávia! Sabe que não me lembro?!
Acho então, que não foi traumático, né??!!rsrrsrsrrs
Minha família não tem mais costume de comemorar o Natal,religiões diferentes...sei lá...Prá mim sempre o que mais marcou foi o Ano Novo, essa festa curto mais!!
Estou curiosa prá saber do Natal aí no Japão!!
Bjoos

De tudo um pouco disse...

Não lembro como descobri
mas a minha sobrinha já nasceu sabendo que ele não existe
nunca soubemos como ela soube (tem 16 anos hoje) e nunquinha acreditou


beijocas

Loisane

disse...

Flávia, eu simplesmente ADOREI este post! rs!Tenho um filho de 8 anos, o outro tem 5 e faz 6 dia 28/12. E eu estou passando por esse dilema, estou achando que o mais velho não deve mais acreditar em Papai Noel. Ele já nos questionou esses dias e inclusive fundamentou(filho de advogados, rss!) a sua desconfiança dizendo que não existem renas voadoras, nem trenó voador,nem duendes e muito menos uma fábrica de brinquedos no pólo norte! A gente tentou contra argumentar,mas ele está categórico que papai noel não existe. Eu acho que vou falar a verdade para ele, m as vou pedir para ele não contar para o irmão, que só tem 5 anos eeu quero que ele acredite no bom velhinho pelo menos mais um ano! rs e beijos, obrigada pelo coment lá no blog! Uqe bom que deu para ver os detalhes do vestido, preciso pintar a parede de casa de branco para melhorar minahs fotos. Bjs.

Carla Farinazzi disse...

Flavia,

Gosto de ver meus sobrinhos acreditando no Papai Noel, é uma delícia de noite... Uma noite em que o brinquedo envolve tanto nós, adultos, como as crianças... Nós, pelo cuidado que temos em criar essa fantasia. E eles, pela atenção que têm em acreditar...
Adoro isso tudo!

Lindo post, minha querida Flávia (aliás, nome da minha irmã, mãe das minhas queridíssimas sobrinhas... criaturinhas mais que amadas!)

Beijos

Carla

Nira disse...

Eu acreditei até os nove. era meio bobinha mesmo. e descobri como você. Vi de madrugada minhamãe arrumando os p´resentes e fiquei na minha, não contei pra ninguém, rsrs

Apenas um lugar para ser disse...

vim agradecer seu comentario, e concordo com vc, eh impossivel agradar a tds.. bjs e uma otima quinta!

♥ Erika Saab disse...

hahaha Eu acho que descobri mais ou menos com esta idade também, uns 07 anos. O meu pai se vestia com roupa vermelha e barba branca e fazia a maior encenação, mas depois que descobri que era o meu pai, tive que continuar fingindo por vários anos porque a minha irmã mais nova ainda acreditava rs

Grazi Angeloni disse...

Oiii..amei seu blog,já estou seguindo e amei matéria Rótulos são para embalagens,Perfect! Gostei meuiito de tudo! Super Beijo:)

www.graziiangeloni.blogspot.com

otilia cristina disse...

eu acreditei e muito embora numa infancia pobre mas meu pai e minha mãe fizeram questão de exercitar em nós a arte de sonhar...aind amais que era de graça sonhar né?tive uma apssagem dessa ai com a bicil=cleta acordei ela estava la uma monareta azul pois não tinha rosa na loja que meu pai parcelava em 13 vezes foi azul mesmo..eu andei tanto nela no dia seguinte que fiquei com as pernas assadas e dura srsrsr ..mas tiveram outros presentes uma sombrinha colorida ..e muitos outros...eu descobri pela vida que simplismente papai noel meu chama se JOsé E NÃO santa claus..E QUE ELE ERA UM HOMEM MUITO MORENO BONITO E A FARDA DELE É BEGE DA POLICIA RODOVIARIA ...pois bem meu amor por ele não mudou nada continou sendo meu papai noel hoje virou anjo e me proteje la de cima ..quanto aos meus filhos hoje com 24 e 20 anos acreditaram piamente ..tive a sensibilidade que meus pais tiveram de deixa los sonhar...eles são ate hoje gratos por isso ..e ate hoje amooo natalll...essa tal historia de consumismo no natal que nada deixem os lojistas ganharem dinheiro e as pessoas serem felizes e tem mais na minha casa não tem isso no natal embora compramos mais como todos ..mas aqui o que imperar mesmo é a MAGIA DO NATAL E O AMOOOOORRRRRRR COMO VOCE EU AMOOO O NATAL.
OTILIA
BJS QUERIDA OBRIGADA POR IR NO MEU BLOG SEMPRE

Sandrinha disse...

Olá Flavinha!
Realmente as crianças estão a cada dia mais espertas!
Eu descobri + ou - com 8 anos,vou tentar resumir aqui a minha descoberta.
O natal passavamos todos na minha vó e como eu tinha uma tia q morava longe ela vinha com meus primos p/ passar o Natal todos juntos.Tinha um primo mto espevitado q fez nossa cabeça p/ q ficassemos acordadas p/ ver o Papai Noel deixar nossos presentes,assim o mistério teve fim vimos nossos pais colocando os presentes embaixo da cama q dormiamos.
Acho tão gostoso mantermos e passarmos esta fantasia adiante.
Eu continuo acreditando no bom velhinho!
Bjks!!

Flávia - Compartilhando Idéias... disse...

Nossa!
Quantas histórias de vida interessantes! Todas dariam excelentes postagens!
Estou retribuindo todas as visitas e comentários aos pouquinhos e com calma, afinal vcs merecem atenção VIP!!!!
Bjsssssssss

ADORO VOCÊS!

gigi disse...

Ola Amada tudo bem? nossa nem acredito que ja e natal!!!!!Entao nao curto muito essa epoca depois de quase duas decadas de Japao .sempre passei trabalhando .e prefiro ate esquecer que e natal.e sobre o Papai Noel descobri que ele nao existia aos 10 anos .descobri atraves de uma amiguinha da escola e como a outra amiga que comentou tambem descobri na mesma epoca como os bebes eram feitos ,e fiquei chocadaaaa!!!!!bjs

Nai disse...

Flá,

que história linda...
Eu tinha medo do papai noel, e quando comecei a me simpatizar com ele, descobri que era o meu tio, com uma almofada na barriga, disfarçado de papai noel,rsss
Mais estou tentando fazer o Bernardinho gostar, porque ele ainda tem medo,e abre o bocão.

Beijus

Adriana Alencar disse...

Olá, descobri o seu blog no Trocando Idéias e adorei!
Eu descobri sobre o Papai Noel aos 10 anos mais ou menos, porque o meu tio tinha uma loja de brinquedos e a minha prima veio me contar que a minha mãe havia passado lá e comprado o presente que eu havia pedido... Mas, por incrível que pareça, continuei acreditando no "coelhinho" que deixava dinheiro para os dentinhos, a minha mãe foi quem me contou a verdade, heheheh!
Bj
Adri

Flávia Souza disse...

Ai, n sei com que idade descobri que Papai Noel não existia, até pq meus pais nunca foram de "magicalizar" a data, tudo sempre oi muito real na minha casa. Mas com meus filhos quis fazer diferente, pois é uma fantasia tão linda, né? Caio, meu filho que está com 8 anos, descobriu sozinho há uns dois anos. Mas ainda faz questão de ir ao shopping sentar no colo do bom velhinho e pedir seu presente, mesmo sabendo que quem compra é a família. As meninas estão com dois, ainda não entendem direito e, infelizmente, são da turminha que tem medo do Papai Noel..

Bjks,

Flávia
www.conexaoflavia.blogspt.com

*ah, esse ano não fiz minha listinha, mas pretendo ir ao Correios ver (e se possível) atender a listinha de alguém de coração puro.

Sandrinha disse...

Flávia, tem selinho p/ vc lá no meu blog.
Bjks!!

Juh** disse...

Oi Flavia!!
Acredita que não consigo me lembrar quando descobri a verdade sobre o papai noel?? Fiquei até preocupada com esse lapso de memoria!
beijos enormes

neninkinha disse...

olá querida!
pois é tem q ter coragem eu passei a maquina 5 nas laterais,imagina o medo na hora! e c não ficasse bom .....hehehhe
mas eu amei e maridão tb ebaaaaaaaa hehehhe
q alivio ufaaaaa



e qnto ao seu post,menina acredita q não lembro qndo foi q descobri q ela não existia.
bejO gatona

Paty Chuchu disse...

Oi querida,que bom receber um comentario seu sabia?!Adoro!!olha so´ la´ em casa minha mae sempre fazia questao de passar essa magia do natal,era muito bom,fazer cartinhas pro papai noel eu dava pra mamae levar ao correio,nao so no natal como na pascoa,tb vc acrdita que minha mae fazia pegadas com as maos,(farinha de trigo) pra dizer que foi o coelhinho da pascoa? era otimo acordar de manha e ir la no "Ninho" e achar os ovinhos de chocolate.Sim, ela fazia tudo isso e no natal,apesar de uma infancia humilde sempre ganhavamos algo do bom velhinho,estranhavamos serem outros presentes,nao os das lista, mas minha mae era uma verdadeira heroina,encontrava uma resposta pra tudo(vc leu no post que escrevi e foi a mais pura verdade)..snif saudades danada..Mas um dia,eu escutei uma conversa dela com meu padrasto na epoca,e chorei quietinha,apenas deixei de escrever pro papai noel,e mesmo sem palavras minha mae entendeu que eu descobri a verdade(ja tinha quase 9 anos na epoca) fiquei calada pois aminha irma ainda acreditava..As criancas da minha (nossa) epoca realmente eram mais infantis,nossa nem se compara com a minha filhinha de 9 anos.
Bom eu passei essa magia do natale da pascoa pra minhas filhas e espero que elas repassem pras criancas delas,acho que faz parte da infancia..Ja fiz ate pegadas com farinha de trigo no chao pra dizer que foi o coelhinho da pascoa.Qto ao papai noel,a minha pequena e´ muito desconfiada,e sinto que essa inocencia e magia do papai noel esta chegando ao fim..mesmo assim como vc disse,temos que acreditar...beijinhos

Maitê disse...

Oi querida !!!!

Nossa, há quanto tempo vocês estão afastados do Brasil ... eu pensei que vocês morassem por aí a pouco tempo ... Então, realmente está na hora de curtir a família e aproveitar tudinho que o nosso país tem de bom !!!!

Em relação ao papai noel ... bem ... eu sempre fui uma criança super curiosa e descobri que o papai noel não existia com 5 anos de idade. Na noite de Natal, fiquei acordada até tarde esperando o Papai Noel chegar ... fiquei fazendo plantão na fechadura da porta do meu quarto até que vi meus pais arrumando os presentes na árvore (hahahahahaha).
Coisa feia a minha não ???

Super obrigada pelo recadinho de parabéns !

Beijinhos enormes !!!

Tatiana disse...

hahahaha...eu acreditei ate os 12!!!!!!! Vixie Maria....acho que eu era meia retardadinha,né..rs??
Fla querida....ameeeei o seu delicioso comentario!!!Super obrigada!!!
Beijocas!!!

Uni ver sos disse...

Essas histórias são um máximo, não é?!

A minha foi um pouco trágica, com apenas 6 anos, suponho, virei para minha mãe e meu pai, e perguntei à eles: "Por que vocês falam mentira para as criancinhas?"

Eles se entreolharam e tentaram contornar a situação, mas fiquei irredutível e visivelmente frustrada.. hahaha!!

Hoje a gente olha prá trás e acha tudo engraçado, mas para uma criança significa o desmantelar de muitos sonhos, afinal é a fase para se viver um mundo de fantasias,


*Animada para o amigo secreto?! rs

Bjs!

Camila* disse...

O meu foi +/- parecido...Bjos**

Fabi disse...

Nossa, Flávia, esse seu texto deixou um gostinho de saudade... Quando penso em tudo o que meu pai fez em cada Natal; como amarrar uma cordinha em volta da casa, por fora, com latas na ponta, para fazer barulho na sala onde estava a árvore de Natal, quando nós estávamos na outra sala, à mesa; agradeço por tem uma família tão linda! Família é bom demais, são esses detalhes que dão cor à nossa vida! Espero que você também possa encontrar sua família no Natal, nem que seja via Skype! Beijo!

Camilla Cabral disse...

Adorei o blog, to seguindo!
depois dá um pulinho no meu pra conhecer! ;)

beijão e sucesso!

Arnoldo Pimentel disse...

Muito bom mesmo o texto, passei pra conhecer seu blog e gostei demais do que vi e li, parabéns, se puder visite-me, lindo fim de semana pra você,beijos.

ventosnaprimavera.blogspot.com

Economia Doméstica e Requinte com Ana Paula disse...

Oi lindona tudo bem?
me recordo desta fase em minha vida de uma maneira boa, carinhosa.
Descobri que não existia aquele papai Noel dos contoscom 7 anos tbm e não me frustrou.
Acho que a magia do natal ainda me faz acreditar em papai Noel não aquele dos contos... mas o clima, prsépio,menino Jesus, me remete ao meu papai noel, dos meus sonhos...
Bjs

Misturação - Ana Karla disse...

AI Flávia, falha minha, mas acabei de editar a postagem do selo e faço muito gosto que você aceite, pois você foi a primeira da minha lista, nem eu entendi por que seu blog não está lá.
Obrigadaaaaa!
Xeros

KINHA disse...

Olá Fávia

E o Natal aí no Japão, o que tem de diferente? De repente pintou curiosidade sobre o assunto. Nunca tinha pensado nisso.

Bjo

Luziane Lima disse...

Oi Flávia,tudo bem?
Ai que história bonitinha a sua kkk.
Engraçado é que sou muito precoce e bem novinha já sabia que não existia papai noel nenhum!!!kkk
Não lembro exatamente a idade,mas lembro que minha amiga pedia as coisas, fazia cartinha(eu sabia que era o pai dela o papai noel rsrs)e tipo ajudava ela a fazer a cartinha,dizia que não precisava escrever muita coisa porque ele ia ter muita coisa para ler kkkkkkk
Mas enfim era engraçado,via a felicidade dela(queria ter sido mais ingênua...)era muito legal.Somos amigas até hoje!vou até relembrar a história para ela,vamos rir muito!=)
Mais uma vez,adorando seu post!!=)

Obrigada por suas dicas no blog,se os comentários que tiver,poucos ou muitos, forem assim como os seus fico feliz da vida.Que bom saber ,que está bom rsrsrs.E vindo de voc^^e o elogio então...

Ah e os cupcakes existem mesmo! tem o site de onde eu peguei as fotos no fim da postagem,cupcakes já são caros imaginem esses hein?Aff..rs

beijão,
Luzi
www.de-sapatilha.blogspot.com

bianca g. disse...

Poxa, nem me lembro como eu descobri! rsrs
mas a sua historia é boa! :)
beijos

Tacyla disse...

Oi,td jóia?
Adorei seu blog e vou voltar sempre!
Tive um problema com o google e perdi todos meus seguidores.Passa lá e se gostar segue,dá uma forcinha pra começar de novo!
Ótima sexta!
Beijos,Tacyla
http://miltacylas.blogspot.com

Aninha Brasil disse...

Toda história natalina tem um quê de mágica, né?
Não sei, ao certo, quando me caiu a ficha, mas sei que eu fui a noel de minha irmã e primo, já com uns 9 anos de idade, o que de certa forma é cedo...
Adorei o caráter do teu blog. Deve ser difícil passar um natal longe da famíila (para quem gosta de estar em família), né?
Abraços. Voltarei...

ღ Sensivity ღ disse...

Eu não lembro quando eu descobri. Parece que eu descobri sozinha, desconfiando. É uma fase legal da nossa vida. Eu prefiro o ano novo. Esse ano eu quero que passe logo. Inclusive conto as horas e os dias. Que 2011 seja um ano abençoada e mil vezes melhor do que esse. Ano novo e vida nova. Beijinhos.

Anne Lieri disse...

Flavia,vim conhecer seu blog pois estou participando do amigo secreto virtual e procuro conhecer a todos!Achei seu blog muito lindo e sua história me fez lembrar tambem como descobri tudo.Íamos todo Natal para minha avó e mais ou menos entre 6 e 7 anos,descobri que meu pai simplesmente sumia da festa em determinado momento e quando chegavamos em casa os brinquedos estavam debaixo da árvore...juntei 2 mais 2...mas tb não contei que já sabia,pois como vc senti o amor que eles tinham por nós!Lindo seu texto!bJS,

Carla Pinheiro disse...

Oi Flávia

Não lembro quando descobri não, mas lembro que meus brinquedos tb eram colocados debaixo da minha cama.
Também lembro de uma grande festa de natal em família em que eu havia pedido uma bicicleta... meu pai gritou e disse: - filha corre aki e vem ver o que o papai noel deixou...
Quando eu cheguei onde meu pai estava ele, minha bicicleta tava lá e ele olhando pro alto pra dar tchau pro papai noel... eu olhei pra cima e tentei de todo jeito ver tb...

Me marcou...

beijo...

Já te falei que adoooro a maneira que vc escreve? já né? repetitiva sou eu... hihihihi

Uni ver sos disse...

Flavinha!

Acabei de enviar um email revelando o nome do seu amigo secreto, se não chegar, envie-me um outro email para que eu possa lhe reenviar...


Beijinhos...

Evelyne V. Nami disse...

Oi Flávia.

Olha eu descobri a verdade sobre o papai noel com 5 anos. Fui passar o natal na casa de uns parentes e a barba do papai noel era colada com durex e o q ñ "colou" nada pra mim e descobri a verdade!hahahahahah

Sobre a sua pergunta no meu blog, spoilers são informações sobre episódios de séries que ainda ñ passaram aqui no Brasil e nem todo mundo assistiu!


Super bjos

http://i-likemovies.blogspot.com/

KINHA disse...

Olá Flávia

Vim agradecer seu carinho e desejar um ótimo Domingo.
Acabo de publicar um post, passa lá...

Bjo

Ronda disse...

Oi Flávia!
hahaha... você era boazinha! não quis decepcionar os pais colocando os presentes na árvore :-)

Então, no meu caso, meus pais nunca criaram esta magia do Papai Noel. Para mim, sempre foram eles que davam os presentes.
Abraços!!

Canteiro Pessoal disse...

Vindo conhecer teu cantinho.

Abraços

Priscila Cáliga

Donna Wal disse...

Eu descobri aos 11 anos...que decepção!!! Fiquei arrasada!
Hj estou toda animada para ver a reação da minha filha de 1 ano.

Bjs
Lan

Mari Amorim disse...

Estou passando para dizerlhe que além de estar participando do amigo secreto da Ester,quero desejar-lhe uma semana feliz,cheia de boas energias!
Mari

Teresinha Ferreira disse...

Olá Flávia,
Obrigada pela visita no meu blog.
Pois é, o Natal já está ai. Próximo demais...Quanta correria!!! Eu sempre morei longe da minha família, mas sempre ficava feliz em viajar para estarmos juntos nesta data. Era gratificante chegar na casa da minha mãe com marido e filhas e sentir aquele cheirinho de coisas gostosas e ver o quanto ela ficava feliz com a nossa chegada. Mas... Hoje ela está em cima de uma cama. O Natal já não é mais o mesmo!!!!!
Acho bacana cultivar o lúdico em relação ao Papai Noel. Deixar as crianças vivenciarem essa magia.
Tudo de bom.
Bjs mil

ONG ALERTA disse...

Um dia acontece com todos... mas o sonho sempre ficará...beijo Lisette.

Artesanato feito a mão disse...

oie.....flor vc tá bem???? olha lindas as guirlandas da minha mãe né....são de balas mesmo ...pode comer sim....e a minha mÃe cobra 40,00(se precisar ela manda p/ sâo paulo sim é só falar) É BEM DIFERENTE....vc vê ai qualquer coisa deixa recado p mim.....bjuxxxxxxxxxx

Silvia disse...

Pra ser bem sincera eu não me lembro... kkkk

Mas minha pequena esta completando 8 anos e ainda acredita no Papai Noel, Coelhinho da Páscoa e Fada do Dente!!! É uma graça!!!

A Luana, que está com 13 anos descobriu a verdade naturalmente aos 07 anos, ela sempre foi muito racional e simplesmente não via lógica em ter tantos "papais Noel" espalhados pela cidade... pode?

bjooo flor!

Jéssica Rodrigues disse...

Hahaha!! Gostei da histórinha :) Espero que meu filho comece a imaginar muitas coisas logo logo, pois farei de tudo para ele acreditar!! Já pensei muito aqui e não faço idéia de como descobri :( Sniff sniff!! Tb é a minha primeira vez no amigo secreto virtual, estou ansiosa pq n deram dicas, então n sei se o q irei oferecer a pessoa vai gostar!! Estou na torcida!!!!! Tenha um maravilhoso final de semana! Beijiiinhos!

Misturação - Ana Karla disse...

Fla´via, descobri meu papai noel aos 11 anos, após receber uma linda Suzy de presente.
Fiquei com raiva, ma acho que foi no tempo.
Meu filho de 11 anos, já sabe, claro!
Mas o pequeno de 7 anos, ainda não. Ano passado ele disse que viu Papai Noel passando no céu. Coisa mais linda!

Adoro essa magia do Natal.

Xeros

Daniel Savio disse...

A gente cresce, querendo, ou não, mas não quer dizer que este crescimento envolva perder a nossa boa vontade com os outros...

Fique com Deus, menina Flavia Shiroma.
Um abraço.