6 de nov de 2010

Rótulos são para embalagens

Porque o ser humano prejulga tanto?
Porque algumas pessoas têm o hábito de rotular tão rapidamente outra pessoa a conhecendo tão pouco? Como elas conseguem?

Como é possível uma pessoa se tornar expert em rotular um desconhecido se isso não se faz nem nas fábricas? Nas fábricas, o funcionário precisa saber exatamente o que existe dentro da embalagem para colocar o rótulo correto. Nesse rótulo existem inúmeras informações e todas devem estar corretas para não se tornar uma propaganda enganosa. Se isso acontece, existem consequências ruins para a fábrica.

Porque não começamos a pensar assim também?
Seria tão bom se as pessoas pudessem nos rotular verdadeiramente, com informações verídicas e seria melhor ainda se todos os responsáveis por transmitir conceitos maldosos ou mentirosos também sofressem consequências ruins. Não estou dizendo que deveríamos desejar o mal deles, mas algo deveria acontecer para que eles tomassem conta de quão maléficos podem se tornar ao preconceituar alguém ou alguma coisa. Pense nisso: rotular é normal do ser humano, mas eu acho que as pessoas poderiam rotular as outras APÓS conhecê-las e não antes!

É tão mais simples rotular DEPOIS!
Diante das qualidades e defeitos, você tiraria as suas conclusões.

Mas não, as pessoas fazem o mais difícil!
Diante de um detalhe, uma peça de roupa ou uma palavra dita em hora errada, pronto!!!, já é o suficiente para que todos façam seus prejulgamentos sem saber como é a verdadeira essência da "vítima" (rs) para depois terem que se desfazer de tudo isso. Sabe porque? Porque na maioria das vezes, depois que julgamos alguém, temos a chance de conhecê-la melhor e concluímos que nos ENGANAMOS!

E aí? Como é que fica?
Nunca julguem ninguém pela sua roupa, sapato, condição social ou estilo.
O que podemos fazer (que é natural) é pensar algumas coisas sobre alguém porque às vezes ela nos dá motivos, mas façamos a gentileza de não espalharmos as nossas idéias (na maioria das vezes erradas) fazendo nascer mais uma fofoca no mundo.



No blog Chá das Cinco da minha querida amiga Érika Saab vocês poderão ler uma postagem muito interessante e bem desenvolvida sobre este assunto, porém com outros pontos de vista. O link é este: A vida não é filme, você não entendeu. Vale a pena!

65 comentários:

Paula Li disse...

Oi Flavinha,
rótulos são terríveis mesmo e podem marcar uma pessoa para sempre.
A casa de lanches fica no andar térreo da minha casa e nesse 1 ano de funcionamento passei a conhecer os vizinhos muito melhor e dia desses, uma cliente/vizinha me confessou que me achava insuportável e somente os pombos (que habitam meu telhado) eram capazes de me aguentar.
Fiquei tão chocada com o julgamento dela que não tive nem reação.
Ela me rotulou se baseando no meu jeito reservado e mesmo outras pessoas que me conhecem melhor afirmando o contrário, ela só desfez a impressão quando me conheceu melhor.
Eu detesto pré-julgamentos e evito ao máximo incorrer neste erro.
mMitos beijos,
amiga

Gi disse...

Olá Flá.
É mesmo duro qd somos tachados disso ou daquilo.
Algumas pessoas julgam pela aparência e não pelo que a pessoa tem de melhor.
Como pode uma pessoa que nunca conversou comigo me achar fresca, chata, nojenta? É julgar é mais fácil...
Prefiro bater um papinho e depois tirar minhas conclusões que guardo só para mim.
Beijos,
:D

Evelyne V. Nami disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Evelyne V. Nami disse...

Oi Flávia.

Seu post é maravilhosos porque
realmente qualquer tipo de rotulagem e preconceito é ínútil. Mas a maioria das pessoas ñ faz isso e rotula as pessoas por cor, opção sexual e classe social.
Mas só podemos falar e pensar algo de alguém depois de conhecer a pessoa.

Super bjos

http://i-likemovies.blogspot.com/

Sandrinha disse...

Flavinha
Estou contigo e não abro!
Texto bem esclerecedor, pois tem mta gente assim neste mundo.
Por isto qdo entro p/ fuxicar, no bom sentido claro, um blog tento conhecer um pouco sobre aquela determinada pessoa; E assim acontece tb no meu dia a dia, 1º fico filmando, pegando informações p/ não fazer julgamento errado, aí me aproximo e aos poucos vou percebendo se vale a pena dar continuidade ao relacionamento, se eu achar q não vai me acrescentar nada simplesmente me afasto e pronto.
Cada um tem o direito de ser como quiser né!
Agora daí rotular alguém (antes de conhecer), nem pensar!
Beijkinhas!!!

Amelinha Chic disse...

Oi querida....Que coisa mais linda e delicada seu comentário...Me senti acolhida!

Puxa, Japão! Eu sei bem o que é morar fora do Brasil, sentir falta das coisas...Morei na Alemanha quase dois anos e apesar de ter acesso a coisas maravilhosas lá, parece que só conseguia pensar nas comidas, lojas roupas e claro, pessoas daqui! E agora adivinhe...Acontece o contrário...rsrs.

Aproveitando o "gancho" te ter morado fora, foi exatamente na Alemanha que tive graandes lições sobre rótulos. Quando souberam que eu iria estudar alemão junto com libaneses, iraquianos e israelenses...Recebi mil recomendações! Olha que absurdo...Olha o que colocam na nossa cabeça e nem percebemos! Colombianos? Vão te dar drogas! Turcos? Vão te roubar...E adivinhe só, de onde sairam os meus maiores tesouros de amizade? Sim, dali mesmo. Claro que além de rótulos, esses meus exemplos envolvem um problema ainda mais grave: o preconceito.
Ah, e tem mais...Na Alemanha tem tanta gente seca e ríspida quanto no Brasil ou na Austrália...Basta procurar. mas confesso que conheci muito mais pessoas doces. Rótulos? Tô fora, pra sempre.

Beijocas!!!! Seu blog é tudo de bom!

K∂riиє* Smith. disse...

Eu detesto rótulos, apesar de infelizmente também me utilizar deles vez ou outra, mas quando percebo que estou agindo assim, me obrigo a ser razoável...
A maturidade ensina, a vida ensina e os espertos aprendem, eu aprendi...

Evelyn V. disse...

Querida Flávia,
Nota dez para você,são pessoas como
você que fazem a diferença,falam o que pensam,em assuntos que ninguém gostaria de admitir que realmente fazemos pré julgamentos sem conhecer as pessoas.
Devemos dar oportunidade as pessoas
para se mostrarem como realmente elas são,a melhor coisa do mundo é ter amigos.

Já sou sua seguidora e gostaria muito que você me seguise.

Que Deus te abençõe.
Beijos.

Déborah Brito disse...

Pois é Flá, acho que todo mundo passa por isso. Mas algumas pessoas pensam assim como você e então só são as vítimas dessas "fábricas". Evito ao máximo até pensar mal de alguém, lógico que as vezes é inevitável, mas nem por isso o que eu penso vai se tornar público, aprendi depois de muito tempo que aquilo que não queremos façam com a gente, não devemos fazer com o outro. É simples, só na teoria. Mas pelo menos eu tenho tentado fazer a minha parte.

Beijão

Paty Chuchu disse...

Oi querida,ja´ estava com saudades suas,tudo bem?
Ahh adorei esse seu assunto,vou ser bem curta ok?
Qdo as pessoas me conhecem melhor dizem:"Nossa te achava uma nega tao metida"
Mas na verdade sou apenas reservada qdo conheco alguem ,como diz a Sandrinha(oi querida tudo bem?),eu me aproximo aos poucos e formo a minha propria opiniao.Adoro fazer amizades,e no meu circulo de amizades tem todos os tipos de pessoas,religiao,cor,pais,e,isso e o que e´ legal.Nao agrado a todos e nem tenho essa pretensao,sou rotulada tambem,mas quer saber??Os meus amigos de verdade me conhecem e sabem como eu sou ..Beijinhos querida e ve se nao some..A blogosfera e´ sem graca sem vc!!!


Ps:tentei sei curta mas....

Marcos Vinicius Gomes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria Célia disse...

Ei Flávia
Parece que esta questão de rótulos é inerente ao ser humano. Julgamos, condenamos e em muitos casos relegamos a segundo plano, sem ao menos darmos uma chance a pessoa de remissão ou explicação.
Precisamos urgentemente sermos mais tolerantes, mais caridosos com a fraqueza de nossos semelhantes.
Bjos

Carla Farinazzi disse...

Oi Flávia,

Cheguei ao seu blog através de um post que li hoje no blog da VaneZa, "Balzaquiana com Z", em que ela menciona um texto seu "A Arte de Comentar em Blogs".
Excelente texto! Gostei muito das observações que você fez a respeito de comentários e retribuição de visitas, além de outros assuntos muito interessantes. Eu faço o máximo para responder os comentários no meu blog e também para visitar principalmente aqueles que comentam no blog.
Desculpe se esse comentário inicial ficar muito longo...
Ah, e identifiquei um problema comigo, que aliás, já tinha até pensado. Posts muito longos. Talvez os meus posts sejam muito longos. Preciso rever isso, de alguma forma, mas não sei como. Os posts, para mim, terminam quando estão prontos. Mas alguns acabam mesmo ficando longos.

Quanto ao seu post de hoje, a respeito dos rótulos, eu os considero perigosos. Porque conhecer alguém e à primeira vista já rotular não é bacana. Acho um erro. O fundamental está na essência, não é mesmo? Mas, conhecendo um pouco mais e melhor as pessoas, é natural que tenhamos opiniões a respeito delas.
Assim é a vida, penso eu. O mais triste de tudo é julgar pela aparência. Isso não.

Beijos, gostei muito da sua escrita, e mais uma vez, me desculpe o comentário longo, talvez por ser o primeiro.

Carla

Monike disse...

Saudades de passar por aqui, desculpe o sumiço.

http://cha-com-cupcakes.blogspot.com

Bjs

Nanda disse...

Rotular... é uma forma prévia de preconceito, né? A gente tende a fazer isso... pelas roupas, pelo jeitao... enfim... Fruto da ignorância!
Infelizmente, vivemos em uma sociedade que somos respeitados pelo que passamos, pelo que aparentamos e nao pelo que somos de fato!
Eu tento ...meeeesmo... me despir de preconceitos... mas, nao fácil, tá impregnado na gente! Mas, como socióloga, é até tbm incoerente, e como ser humano, abominável!
beijo, querida.

Coração disse...

Oi Flávia!!!


Infelizmente rotular é uma tendência feia que o ser humano possui. Concordo com o comentário acima da Nanda de que rotular é uma forma prévia de preconceito. Vamos conhecer melhor uma pessoa antes de fazer qualquer tipo de julgamento.


Bjoooookas, linda!

Erica Augusto disse...

Se não tiver algo de bom para falar do outro, o melhor é calar-se.

#ficaadica

Adorei o post!
beijos, Erica Augusto

http://duplotriplomultiplo.blogspot.com

Mimo Chic disse...

Fla,
perfeito e de acordo, esses rótulo...
correndo, mas quero deixar um bj
Lulu & Sol

Mi Satake disse...

Oi Flavia,
Infelizmente o ser humano é assim.
Quem sabe numa outra fase, mais evoluídos pessoas q prejulgam, mudem ou abandonem esse habito!

Já fiz um post sobre isso tb. fico super chateada com isso.

Beijos!

Inaie disse...

Oi Flavia, cheguei aqui pelo blog vida bicultural, da Tati. Concordo com voce quanto aos rotulos. Muita gente nem tem a chance de mostrar quem realmente e, por que "alguem"ja viu, nao gostou e saiu por ai com a maquininha rotuladora, espalhando opinioes negativas pra quem quiser ouvir, ne?

E fica dificil voce nao chegar com ideia pre aprovada, sobre alguem de quem voce ja ouviu falar tanto ( bem ou mal). Muitas vezes, se chega com a predisposicao de gostar ou desgostar de outra pessoa, simplesmnete pelo que se ouviu falar antes.

Eui tento nao fazer fofoca ( difiiiiicil), e tento nao levar muito a serio o que me dizem, ter a minha propria opiniao a respeito das coisas e das pessoas, mas as vezes e uma batalha sem fim!!!

Bjim

Celia na Italia disse...

Flávia
Cheguei até aqui pelo blog da Tati do http://www.vidabicultural.com e achei muito legal.
Qto aos rótulos, eles são feios e demonstram uma personalidade fraca. Eles são feitos, na maioria das vezes pela necessidade de "auto afirmação" e um sentimento de aceitação por parte das outras pessoas.
É difícil conviver com pessoas assim e mais do que isto, não se deixar levar por certos comentários.
Um abraço

Paulo disse...

Mandou muito bem nesse post!
Eu acho que o ser humano precisa de referências, daí a tendencia em botar um rótulo em tudo e em todos. Mas é como você tão bem disse, deveria botar esse rótulo depois de conhecer a pessoa. Poderia ter um período de carência, né? Igual plano de saúde. Só poderia rotular alguém depois de seis meses de convivio. =)

Uma ótima semana!

Beijos!

Tatiana disse...

Querida Flavia.
É isso aí, que mania pequena é essa que incluímos nos nossos hábitos sociais?
E ainda vou mais alem...por que rotular?
Eu me policio constantemente, quando caio na real que estou subindo no pedestal da superioridade e me achando no direito de julgar alguem, me dou aquela bronca!!!
Quem sou eu pra fazer isso?
Com certeza alem da julgarmos sem dó nem piedade, como voce disse ainda o fazemos ANTES de conhecer a vítima(rs...adorei essa).
Isso pra mim se chama insegurança, rotulamos para nos sentir melhor, uns mais que outros!
Adorei o tema Fla!!!
Falei do "comentar com educação" la no blog!!!
Beijocas!!!

♥ Erika Saab disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
♥ Erika Saab disse...

Oi, Flávia, eu sou sempre vítima de rótulos e à medida que vão me conhecendo melhor vão se surpreendendo, às vezes como você diz, é tarde para essa pessoa voltar atrás e se reaproximar de mim. Eu fico impressionada como as pessoas tem dificuldades de enxergar nuances, querem sempre os extremos. Agora o que anda me deixando muito impressionada é que as pessoas agora andam rotulando até pela internet, pelos blogs e twitter também, estes pequenos espaços onde colocamos pequenas partes da nossa vida e dos nossos pensamentos, aquilo que consideramos adequado a ser exposto e as pessoas vão achando que você se resume à isso, vão julgando, rotulando e se indispondo com pessoas que mal conhecem à troco de nada!
Obrigada por indicar o meu post!

Luiz Neves de Castro disse...

Flávia, rotular é tentar transferir para os outros uma parte significativa de nossos próprios defeitos. O post sobre a arte de comentar nos blogs é didático e sugere uma ética a ser seguida por todo blogueiro.

Sandrinha disse...

Flavinha
Amiga querida, tem selinhos p/ vc lá no meu blog.
Tenha um finalzinho de tarde maravilhoso.
Bjks!!

Blog Sozinha ou Acompanhada disse...

Hey Flávia! Primeiro que sua sobrinha é mesmo uma fofa!!! Adorei ver as fotos... eu tb curto mundo criança e o universo delas!
E quanto ao post de hoje não poderia ser melhor!
Realmente esse julgamentos são tão afoitos e muitas vezes errôneos!
beijocas,
mari

Fabiane Aline disse...

Parabéns pelo blog! É a primeira vez que visito o seu lindo cantinho (vou seguir). Eu adorei esse texto, pois é um assunto que já debati várias vezes com meus amigos. Por que as pessoas têm essa mania de julgar umas as outras? Pior, ás vezes nem conhece a pessoa direito. Quantas vezes as pessoas perderam de fazer uma boa amizade porque rotularam antes de conhecer melhor, né? Ou já perderam outros tipos de oportunidade por causa disso. Infelizmente o ser humano tem essa mania de rotular tudo. Tornou-se algo comum entre as pessoas. Beijinhos e aguardo muito a sua visita (espero que nasça uma boa amizade).

Bonequinha de Luxo disse...

Gimenez, rótulo é puro preconceito, e vc expôs muito bem,fazendo esta comparação com "objeto", qtas pessoas não são tratadas como tal?Adorei, muito bem escrito.Gimenez, pode ficar "inchada" mesmo, a Luciana é uma das mulheres mais bonitas que já vi, acho que já falei, ela ficou no mesmo hotel que eu uma vez, babei litros com sua beleza, bjs, Va.

Artesanato feito a mão disse...

oi...flor me desculpe pelo meu comentário não foi a minha intenção te cobrar nada...apenas foi um comentário de saudadinha....tipo....vem me visitar.....faz tempo que nós não nos falamos......mas mil desculpas mesmo.....sei que vc é muito ocupada mesmo....bjuxxxxxxxxxx

Flávia disse...

;)

Olá queridos!!!

Muito obrigada por todos os comentários!
Como hoje vou postar um texto, amanhã me comprometo com vocês de retribuir cada visitinha viu????

Beijos!!!!!

Sandrinha disse...

Bom dia Flavinha!
Foto linda esta q vc colocou no seu perfil adorei!
Agradeço de coração o seu carinho e sua forçinha lá no meu blog.
Agora tá td bem, graças a Deus.
Já posso continuar caminhando feliz com sempre.
Beijinhos carinhosos!!

Sandrinha disse...

Boa tarde eu me enganei,....rsrsrs.

J@de disse...

Desde que me entendo por gente eu sou desencanada com a vida das pessoas... não me incomoda, não me interessa, eu não julgo, muito menos condeno!
Acho que eu nasci com esse dispositivo desativado hehehe!!
Mas já sofri bastante com julgamentos e hoje aprendi a não me incomodar com isso, quer julgar? Dane-se!! Desde que não me traga prejuízos financeiros (porque os emocionais já não traz!)
É triste observar o ser humano...
Beijos!!

♥ Erika Saab disse...

Flávia, tem um montão de Luluzinha e todas são blogueiras, este grupo é nacional, tem no Brasil inteiro, mas cada estado é independente, acontecem sempre encontros nas capitais, quando estava em Salvador eu particpava, mas agora que estou no interior de SP fica difícil. Bom, o site do grupo é este aqui:

http://www.luluzinhacamp.com/

Alguns blogs de amigas minhas do Luluzinha Camp:

http://acontadora.wordpress.com/
(a Fran era a presidente do grupo da Bahia quando eu estava lá, mas veio em embora para o interior de SP também rs).

http://geisasantos.wordpress.com/ (ela agora é a presidente de lá, assumiu quando a Fran foi embora)

http://www.eusoumadiva.com/(a ana é novata, entrou este ano ainda rs)

http://subindonotelhado.com.br/ (a jenniffer já estava no grupo quando conheci as meninas)

Acho que as que eu conheço pessoalmente são estas!

Beijos

Elaine Lobato disse...

Flávia querida, que texto bom, tenho que confessar que rotulei algumas pessoas que nem tive oportunidade de conhecer, apenas por algumas atitudes que aquela pessoa demonstrava e eu não achava legal, já era motivo para eu colocar uma barreira .. . mas como algumas pessoas já mencionaram a qui nós amadurecemos e o tempo nos ensina a vaorizar e respeitar o que as pessoas tem de melhor

Carol disse...

Não entendo o porquê das pessoas serem assim!
Já senti muito isso na pele!
Ninguém merece!
Bjos.

Maitê disse...

Nossa, ADOREI seu post !!!!!

Realmente é bem complicada esta situação.Eu sofro demais com isto, pois sou super tímida então geralmente as pessoas quando me conhecem, já me rotulam como a antipática, a bicho do mato ... quando na verdade sou tímida e estou apenas esperando o melhor momento para tentar me aproximar mais e mostrar quem realmente sou.

Beijinhos e tenha uma excelente semana !!!!

Rejane disse...

Olá Flávia,
Gostei muito do seu post. Realmente somos prejulgados todos os dias. E também prejulgamos, né? Temos que nos policiar mais e fazer exercícios diários para sermos pessoas melhores. Acredito que assim é que se muda o mundo.

Um beijão e bom início de semana

Rejane Abreu
contosdaberto.blogspot.com

disse...

Adorei este post,já fui rotulada de tanta coisa que nem ligo mais, hahaha (chata, patricinha, fresca, entre outros ), e por pessoas que nem me conheciam direito (ou nem conheciam mesmo, nunca tinham conversado comigo, só de vista!). Pior é quem nem te conhece e sai falando mal de você para os outros, deveria acontecer o mesmo com essas pessoas que ficam denegrindo a imagem alheia! Bjs.

Silvia disse...

Boa noite!
Olha, tenho que confessar minha culpa nisso.. Mas, também sofro sendo rotulada... (Pelo menos acho)...
Comigo acontece muito de, começar vendo pontos positivos e depois passar a ver pontos negativos que pesam muito, claro que, não com todo mundo.
Acho que a razão de eu ser rotulada é minha dificuldade em me expressar. Deve ser isso.

Beijos

Jully Machado disse...

Olá!
Não podia deixar de comentar que coloquei no meu blog o seu selinho. Queria desta forma demonstrar que mesmo nova na blogosfera, não quero causar nenhum mal entendido! Pois o objetivo de quem tem blog é interagir e trocar idéias, vivências!

Mais uma vez, obrigada!

Juh** disse...

Nem tenho o que acrescentar a esse post, rotular alguem é a coisa mais estupida!
Adorei o post.
beijooos

Camila* disse...

*Pois é...Sabemos que não se deve fazer pré-julgamentos e estabelecer pré-conceitos, mas...“o costume do cachimbo deixa a boca torta”. Haja exercício/disciplina para nos corrigirmos... Mas vale (SUPER!)a pena o esforço, é lógico!
**Flávia, não encontrei a postagem que vc mencionou lá no Borboleteando, intitulada "Mulher Elegante"...
Bjão***

Uni ver sos disse...

Oi Flávia,

Vi o selo da sua campanha no blog da minha querida amiga Mi Satake e vim conhecer, adorei! Deixei um comentário na postagem dos 15 quesitos, e gostei demais do que li, parabéns de novo por esta iniciativa, depois voltarei para conhecer mais do seu blog!

Um abraço carinhoso!

Ξ ѕ t є я

Luziane Lima disse...

Flávia,amei o post!rs
Eu fazia isso quando tinha 12 anos,que vergonha.Não é que falava mal nem nada,mas me afastava.Era tão bobinha rsrs.Tinha uma menina que no primeiro dia de aula quando mudei de escola,vi e fiquei com medo kk.Ela vestia calça cargo,tênis all star,um montão de acessórios metálicos,e o olho bem pretão..depois entendi que era uma roqueira!!kkkk vivia em outro mundo.Por coincidência no outro ano
ficamos na mesma sala e enfim no dia a dia conheci Maria.Fiquei sabendo o nome dela!!!e muitas outras coisas,como:que adorava escrever poesia(muito meiga ela),adorava ler Machado de Assis,fotografar,estudar(só tirava notas boas)!!
Fiquei envergonhada de perder tanto tempo e não a ter conhecido antes.Desde esse dia nunca mais rotulei ninguém!só depois é claro kkk

Comentei lá no blog o seu comentário

"Flavia,é um prazer ter vc no meu cantinho.=)Não sabia que você estava no japão,que legal!!!Adoraria conhecer sim!visito vários sites de looks de rua e o Tokyostreetstyle é um deles.É uma referência muito boa,como você disse não tem aquela preocupação com moda e até por isso acabam sendo mais criativos.

Vamos ficar mantendo contato sim!!Adorei o conteúdo do seu blog...

Bjs,Luzi"

Adorei ter sua visita,volte sempre!!beijão e boa noite ou tarde(=S)

♥ Erika Saab disse...

Sei que já comentei, mas voltei para dizer que tem selinho para você no Chá! Beijos.

Ronda disse...

Olá Flávia,

Tudo bem? Eu também detesto os prejulgamentos, e o pior é que na maioria das vezes, esse julgamento são negativos. Infelizmente, parece que é uma característica de algumas pessoas. Eu procuro me afastar de gente assim.. vai que é contagioso, né... rsrs

Vim visitar o seu blog porque todo mundo fala de você :-) Esta campanha sobre os comentários nos blogs está se espalhando, e eu apoio a idéia, pois tem tudo o que queremos dizer a respeito de comentários.

Abraços!!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Flávia.
Uma coisa q eu odeio: rótulo de galinha. Mtas vezes eu cumprimento uma amiga, ou a mulher de alguém e lá vem o chato do pé no saco do marido inseguro querer tirar satisfação. Não entende que sou EDUCADO, que não to de olho no que é dos outros.

Rótulo que ganhei essa semana de uma blogueira portuguesa: massificador. Ela nunca foi ao meu blog, não seguia e nem comentava. Mas falou mal de mim em outro blog, dizendo que eu não dou atenção para meus leitores, que ela sempre foi ignorada por mim rs... e que ela não seria mais um número em meu blog

Rotulo de brasileiro: qdo um japa (ou outro estrangeiro) sabe que a gente é brasileiro já puxam na mente o roteiro de ações que eles julgam que temos: sambistas perigosos e tarados, afff.

e tantos outros...

bjs!
e sua campanha da boa educação nos comentários está um sucesso! eh isso ai, na divulgação do que é bom.

Jully Machado disse...

Olá!
Também sou totalmente contra os rótulos. As pessoas que rotulam são aquelas que possuem a necessidade de se distinguir dos outros, e por isso coloca rótulos naqueles ao seu entorno.
Não gosto!
ADORO o seu blog porque consigo perceber que no mundo do blog existe discussão inteligente!
Obrigada por me prestigiar!
Bjs

Lilian Amorim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lilian Amorim disse...

Oi Flávia :)
Fiquei feliz com sua visita lá no blog. Daqui 15 dias terá fotinhas do niver do meu garotão :D

Adorei o texto. Infelizmente é do ser humano mesmo rotular as pessoas. Eu mesma já fiz muitas vezes isso, de achar que alguém era chato, metido e depois de conhecer de verdade mudar de opinião. A diferença é que sempre que "rotulei" uma pessoa, fiquei só pra mim. Não tenho o direito de influenciar ninguém com o que eu acho a respeito de alguém.

Ah, não tive oportunidade de falar sobre o selo. Adorei sua idéia e assim que der quero colocar lá no meu blog também.

Beijo Grande.

Fabiane Aline disse...

Muito obrigada pela visita, fiquei feliz em ver você por lá. Beijinhos.

Gi disse...

Oi florzinha. Tudo bem?
É verdade todas os versículos da bíblia são maravilhosos, mas devemos tomar cuidado para não entender errado.
Só DEUS na nossa VIDA.
Beijão,
:D

• déia musso • disse...

Oi amiga,

Sabe amiga, não sou perfeita. As vezes se a gente não se policia comete injustiças. Temos que tomar cuidado em ALÉM DE não pré julgar, ter a humildade da autocrítica, antes de condenar aos outros.

Concordo com o que você disse, e acrescento que tudo que criticamos nos outros é o que nos falta, na realidade...

Pessoas que muito criticam ao meu ver não se contentam com nada, e as que ostentam títulos ou tem mania de "ensinar" e dar lição de moral, são as mais infelizes...quem é feliz vive sua vida sem apontar o dedo a ninguém ;)

Não acha flor?
Obrigada pelo carinho de sempre no bloguinhooo

bezinhos nossos

Deínha e bb ♥

Renatinha disse...

Oi Flavia, olha eu acho q tudo comeca na educacao q levamos.
Pais que aprenderam a rotular outros passam isso adiante e assim toda uma sociedade rotula 1o, pergunta depois.
Infelizmente algumas pessoas nao vao mudar esse modo de ajir tao cedo!
Espero q vc esteja bem.. bjkas

Gisley Scott disse...

Flávia,

primeiro: arrasou com a nova foto do perfil! Lindíssima, vc está com cara de colunista de revista feminina! Chique, viu?

Segundo: esse lance do rótulo é algo muito delicado mesmo...Eu já rotulei e tb já fui rotulada.

Já rotulei achando que a pessoa era maravilhosa e depois se revelou uma verdadeira dor de cabeça, assim como o contrário tb já aconteceu...

Temos que ser muito cautelosos tb.Creio que é fácil julgar as pessoas no trânsito por exemplo, ou quando a vemos com raiva sem saber o motivo.

Todo cuidado é pouco,rs.

Bjos!

Daniel Savio disse...

É a mania que temos de tentar facilitar de lidar com alguém e uma situação, pois "rotulando" vocÊ já se prepara para aquele perfil, de onde pode te pegar desprevenido e por ai vai...

Fique com Deus, menina Flavia Shiroma.
um abraço.

Glamour Eterno disse...

Ai Flávia, que post incrível, já fui tão rótulada que hoje em dia ingnoro... as pessoas são preconceituosas, ingnorantes mesmo.
Bjussss
PS: não teria coragem e meu marido me mataria se usasse um decotão daquele srsrsrrs... o casamento não será realizado na igreja por isso escolhi um vestido menonas tradicional.

RECOMADRES disse...

Oi Flávia,
Obrigada pela visita e carinho lá no RECOMADRES.
Não recebi o comentário a que você se referiu...
Ótimo post para refletir...rotulamos tudo e todos o tempo todo, mesmo sem perceber, é preciso muito exercício de auto-controle para sair fora dessa armadilha e embora ache errado, nem sempre consigo.
Beijos,
Cris João.

Economia Doméstica e Requinte com Ana Paula disse...

Oi Flavia, relamente senti sua falta, obrigada por lembrar de mim ao ler o post do blog sobre os erros na cozinha.
Fui lá dar uma olhada e adorei,super útil.
Quanto a rotular as pessoas em meu grupo de "amigas" tem uma que é assim, na verdade ela é colega...
E sempre falamos para ela mudar a maneira de julgar e tratar as pessoas, mais a pessoinha é difícil.
Infelizmente quem sai perdendo é ela. Quem sabe um dia ela aprenda se não for pelo amor, será pela dor!!!

Bjs e não some ok.rsrsrs

M. Sueli Gallacci disse...

Oi Flávia!

Adorei sua visita e comentário!

Teu blog é prá lá de especial, o que muito me preocupa, pois tenho o péssimo "defeito" de ler tudo, de cabo a rabo quando encontro um blog assim, com essa qualidade literária, com um bom humor leve e solto...E meu tempo vai ficando cada vez mais complicado rsrs.

Lendo seu post "fotografando" fiquei lembrando quando os meus marmanjões eram bebês... Eu era uma azarada de carteirinha, pois o flash da maldita câmera queimava bem nas festinhas dos nívers rsrs

Gostei muito da explanação que vc fez sobre rotular pessoas. Aquela comparação (pessoas x produto) foi fantástica!

Eu, melhor que ninguém, sinto isso na pele. Estou cansada de ouvir aquela famosa frase: "nooossaaaaaa vc é tão legal, não imaginava isso antes de te conhecer..."

Bem, até então a fulana(o) já espalhou um monte de "predicados" atribuídos a mim rsrs

Mas isso faz parte do ser humano, não sei se vai mudar... Temos inclinação a julgar pelas aparências. Tenho uma frase ótima que diz que “tronco feio é que dá broto bonito”. Isso ilustra bem que devemos ser coerentes antes de julgar.

Vou levar comigo o selinho.

Um beijo enorme e bom feriadão!

Letícia Nunes disse...

OI Flávia!
Compartilho da ideia de que rótulos são superficiais, mas acabamos caindo nessa armadilha, pq as vezes é conveniente para nós. Facilidades do mundo moderno, onde as amizades se tornaram virtuais!Ainda prefiro algo mais real e correr o risco de cair no encanto de alguém do que o simples e vão julgamento!
Amei o blog!
Seguindoooo hihih
Bj

VELOSO disse...

Seu blog é muito especial vim via amigo secreto não custou me apaixonar!