29 de nov de 2010

Gentinha sem noção!!!!

Se você estiver andando na calçada e deixar cair um pedaço grande do seu pão no chão, o que faz?
a) Olha para o pedaço do pão, finge que não era seu e segue em frente.
b) Vê que caiu e volta alguns passos para recolher.

Pois é.
Como vocês são civilizados, escolherão a alternativa "b".
Mas, ainda tem gente sem noção neste mundo que não está nem aí e continua achando que o mundo não precisa de pessoas fazendo sua parte.

Ontem vi essa cena e não acreditei.
Eu e o meu marido ficamos chocados com o descomprometimento daquela mulher com a limpeza do bairro e com a saúde do planeta como um todo. Ela olhou para trás viu o pedação de pão no chão e não fez nada!!! Oi? Como assim?? Isso mesmo, fingiu que não era com ela!!

Outra coisa. Pela cara ela era estrangeira como nós, possivelmente brasileira e ainda tem o descaramento de fazer isso num país que nem é dela???!!!!!

Se não estivéssemos de carro, com certeza pediria para ela pegar o LIXO dela!!!!!!!

Já vi muitos absurdos como este.
Se for relacionar, ficarei horas escrevendo aqui.

Tem coisa que não entra na minha cabeça gente!!!!!!
Como é que ainda nos tempos de hoje, com tanta informação por aí, ainda encontramos gentinhas que não recolhem o seu próprio lixo ou pior, ainda jogam lixo na rua????????
Cada um tem que fazer a sua parte!!!!!!!!!!!!!!!!!
Será que é tão difícil entender??????

Assim como eu, essa cidadã (a qual malhei falei hoje aqui) também mora no Japão. País de primeiro mundo. Tem casa, deve ter instrução, deve ter estudado, tinha boa aparência, carregava livros, etc.....
É o que eu sempre digo: EDUCAÇÃO NÃO DEPENDE DE CLASSE SOCIAL, não importa se você está num país de primeiro ou quinto mundo!!!!

Quem tem educação, tem!
Quem não tem, mata a gente de ódio!


Depois de fechar esta potagem, me lembrei disto e resolvi complementar o assunto:

Um dia eu e o meu marido estávamos em um parque e perguntei à ele:
"Mô, não encontro nenhum cesto de lixo para jogar o nosso lixo! Você viu algum?"
E ele respondeu:
"Aqui no Japão, normalmente não há lixeiras porque cada pessoa é responsável pelo seu lixo; colocamos nosso lixo num saquinho ou na bolsa e o levamos para a casa".
Confesso que fiquei surpresa, mas vi sentido nisso. Esse país é uma coisa de louco! Amo o Japão!

E esta é a foto da mulher que vi na rua! kkk


57 comentários:

cintia disse...

sim, eh totalmente imperdoavel, ne?

Silvia disse...

Oi flor,

Acho um absurdo tbm!
Olha que aqui em Curitiba, tem lixeiras em toda parte, propaganda e incentivos para manter a cidade limpa e reciclar lixo, ainda tem muita gente que joga lixo no chão, não recicla, não recolhe as "caquinhas de seus cachorros"!!!

Também fico louca da vida e vivo brigando por esse motivo, infelizmente em qquer lugar do mundo educação não é um privilégio de todos, graças à Deus é um previlégio nosso, né?? ;)
bjoo

Misturação - Ana Karla disse...

É isso mesmo Flávia, tem que malahr pra ver se essas pessoas tomam vergonha na cara!
Não suporto ver essas cenas.
E como você disse, não importa a classe social.
Estou cansada de ver no trânsito aqueles"carrãos" BMW, Honda... colocarem por fora da janela do carro, até latinhas.
Dá pra aguentar essas coisas?
Ô povo mal educado, ignorante, sem noção, desinformados.
E depois a culpa da cidade suja é da prefeitura... pode até ser, mas grande parcela dessa culpa é do próprio povo.

Boa semana

Xeros

Babi Zuza disse...

Oi Flávia..

Adorei sua visitinha viu!

Eu sempre vejo isso aqui.. e a maioria das vezes vejo isso aqui no centro que é cheio de lixeiras.. acho que não custa nada né fazer sua parte..

E o mais engraçado aqui é que se chove muito forte.. e por muito tempo o centro inunda.. ai eles colocam a culpa na Prefeitura que não dá jeito no esgoto, mas eles se esquecem que o lixo jogado no chão ajuda a entupir também né.. e a prefeitura vem trabalhando pra resolver este problema da chuva ai.. mas a população tb não faz a parte dela... e só reclamam.. dá uma raiva isso!

B-jinhos
Babi Zuza
www.babizuza.blogspot.com

José Gonçalves disse...

Olá Flávia,

Ia por aí quando me apercebi de uma interrogação.

Vim aqui para responder, mas não, não precisa resposta.

A Flávia já a deu!

E só posso acrescentar um pequenino pormenor, de menor importância.

Nem com todo o Dinheiro do Mundo alguém algum dia conseguirá comprar Educação e Civísmo!

Ou se nasce com, ou se nasce sem!

Tão simples quanto isso!

Pode ser que daqui a algumas gerações as criaturas comecem a ser produzidas já com esse chip de série. Até lá... apenas reclamando, reclamando, reclamando!

Um abraço e até sempre,

José Gonçalves

• déia musso • disse...

Oi amiga!

Faço minhas as palavras da minha tia querida Sil, aqui em Curitiba temos orgulho em preservar nossa cidade.

Mas que dá mta raiva esse tipo de coisa dá...

Desculpe o sumiço...to na correria tá?

Logo volto ao ritmo normal...rs

Bezinhos nossos

Deínha e Nenê ♥

Déborah Brito disse...

É o cúmulo do absurdo mesmo.
Sem palavras.

Beijos Flá

Thaís Alves disse...

Pois é, Flávia! E vc está num país de primeiro mundo! Imagine quantas vezes me deparo com isso por aqui, só porque o povo ainda não tem esta consciência. Nem acho o carioca mais porco que o resto, acho mesmo que Salvador é mais sujo, mas dá vergonha de ver nossa paisagem tão linda misturada a lixo e nossa natureza sendo estragada por nós mesmos. Até acredito que isto está começando a melhorar, as pessoas estão começando a se preocupar com as questões ecológicas e se dar conta de que cada um tem que ser responsável pelo mundo. Mas que ainda me choca muito, me choca. Como estou vivendo numa cidade do interior agora, onde tudo é muito limpo e muito bem cuidado, fico ainda mais chocada com o contraste. Beijos!

gigi disse...

OI Flavia,concordo plenamente com vc !!!.Eutambem fico indgnada quando vejo uma cena dessas .E muita falta de educacao mesmo !!!!olha eu jamais jogo lixo na rua ,e se todos penssassem como nos ,o mundo seria bem melhor.aqui em casa estou sempre pegando no pe de todos para ter essa educacao.fico passada tambem com pessoas que jogam o lixo misturado uma falta de educacao e responssabilidade total.e e verdade tem muitos absurdos mesmo que nem vale a pena citar .bjs querida

disse...

Como pode anda hoje encontrarmos gente assim???
tão sem noção, sem eucação, sem nada!
esse tipo de gente vale tanto pra mim quanto o lixo que elas fazem questao de jogar pelas ruas.
Pq elas acham que temos que conviver com os restos delas????
Eu hein...
Só lamento!!!

Beijoss

Maitê disse...

Oi querida !!!

Pois é ... o que mais vemos por aí são pessoas totalmente mal educadas que não cuidam da sua cidade e muito menos do nosso planeta.
E para piorar ... depois, quando tempos aquela chuva forte ... aquelas bem de verão onde TODOS os bueiros entopem, ainda temos que escutar que a culpa é 100% das autoridades que não limpam constantemente os bueiros ...

Acho que cada um deveria fazer a sua parte.

Vc me deixou um recadinho de que não vai ter decoração de natal pois está arrumando a mudança do Japão... vc vai voltar para o Brasil ???? Pq ???

Beijinhos enormes !!!!!

Desabafo disse...

Flavinha, apoio todo desabafo que quiser fazer. O mundo não é só de coisas bonitinhas prontas pra serem penduradas na parede. Tem coisas que são pra serem questionadas e mudadas.
O mal do mundo é o egoísmo.
Beijos e ótima semana.

Brazilianbloke disse...

Terrível isso. Se as pessoas tratessem as ruas como se fossem seus quintais a coisa mudaria, até porque isso nos pertence são nossas as ruas que mantemos (na teoria) com os nossos impostos. Já vi uma cena pior. Uma garota com uns 25 anos, bonita, comendo pipoca em um ônibus. Depois que terminou ela simplesmente abriu a janela, jogou não só o saco de pipoca, mas a lata de coca e agiu como se fosse a coisa mais normal do mundo. De fato, deve ser uma coisa normal para ela, se não não teria feito tamanha estupidez com essa naturalidade. Terrível.

Adorei este blog, vou seguir!

bjs

Mayra Di Manno disse...

Flávia,
Você tem toda razão;
O pior é que aqui no Brasil, agente vê cenas assim a todo minuto... Infelizmente, as pessoas não conseguem se conscientizar o que estão fazendo com o planeta.
Um beijo,

Sandrinha disse...

Boa tarde Flávia!
Adorei a chamada de leve na sua postagem de hoje.
Tb penso como vc, se cada um fizesse somente a sua parte td seria bem melhor.
Como falou a nossa amiga Maitê, depois querem culpar o governo qndo vem a chuva e enche td.
Eu pelo menos tento fazer o q acho certo e contribuo bastante, sendo limpa, educada e preservando com a limpeza não jogando o meu lixo nas ruas.
Mas q a educação passa longe de várias pessoas isto é a mais pura verdade infelizmente.
Boa semaninha p/ vc.
Beijinhos!!!

disse...

kkk, adorei esse desenho, combina muuito com a dita cuja!Infelizmente, Flávia, educação e higiene independem de classe social e dinheiro, aqui no Brasil você também sabe como é. O pessoal joga lixo na rua e depois reclama quando chove demais e os bueiros entopem e alaga tudo. Mas grande parte da população somente está plantando o que colheu, porque são responsáveis pelo entupimento desses bueiros, jogando lixo nas ruas. Bjs e ótima semana.

Cris (Glossy House) disse...

Oi Flávia! Tbm fico louca com essa "gentinha", viu? Sem um pingo de educação! O que me consola é saber que as escolas de hoje em dia estão concientizando mais os alunos a respeito desse assunto. Outro dia, um senhor de meia idade (boa aparência), terminou de tomar um refrigerante e jogou a latinha no chão. A minha priminha que estava comigo, disse: Cris, vc viu? Ele jogou a lata no chão! (Tipo, super indignada!) Falou isso na cara desse senhor, que por sua vez, ficou suuper sem graça e pegou a lata novamente. Achei pouco e bom!

Beijos

Mila Lopes disse...

Verdade linda!

...qndo estou com algo que precisa ser descartado e estou na rua sempre procuro uma lixeirinha, essas coisas, mas isso me deixa doente qndo não acho, então levo pra casa, rs...

Belos post Flávia!

Bjinhos no coração

Mila

Gisley Scott disse...

Educação vem de berço...Eu tb fico pê da vida com gente assim.Lugar de lixo é no lixo!

Bjos

ps: hj tem meme no blog e está aberto pra quem quiser pegar :)

Maria Célia disse...

Ei Flávia
Realmente esta cena é um absurdo. Se fosse aqui no Brasil não estranharíamos tanto, porque vemos esta cena toda hora. Mais no Japão?
País avançadíssimo, de primeiríssimo mundo, é inconcebível.
Bjo

Trocando ideias - Espaço Mulher disse...

As vezes vejo pessoas jogarem lixo dos carros e custo a acreditar que estejam fazendo isso com plena consciência! Dá vontade de pegar o lixo e jogar de volta para dentro do carro!
Bjksss
Dani

Caesar Moura disse...

Faço minhas as palavras da Thaís... O que dizer dos que estão por aqui no Brasil? Dia desses mesmo fiquei estarrecido com a mãe que percebendo que a filha tinha terminado o suco, retirou o copo das mãos da criança e como se fosse o melhor exemplo a ser seguido, jogou no... Chão! Entendo completamente sua consternação, Flávia! Abraços!

Cae Fernandes disse...

Oi Flávia. Passei o fim de semana na praia com meu amor...dia lindo de sol e calor, pouquíssimas pessoas e a praia toda suja...uma dó...papel de sorvete prá todo lado! Realmente não dá prá entender! E eu que achava que era só por aqui que isso acontecia!!...rsrrsr.
Tenha uma semana linda.
Bjs

Carla Farinazzi disse...

Pois é, Flávia, se cada um fizesse, minimamente, a sua parte. Hoje observei uma coisa parecida com isso que me fez pensar. Caiu a maior chuva na hora do almoço, eu vinha voltando do trabalho, e aquela enxurrada enorme. Boiando na enxurrada, uns saquinhos de lixo, umas trouxinhas com lixo dentro... Fiquei pensando. Esse lixo entope depois as "bocas-de-lobo" (conheço por este nome) e as galerias de escoamento das águas pluviais, formando alagamentos, e em maior escala, enchentes. E depois as pessoas, na maior cara-de-pau, culpam o poder público. É ridículo e descarado, sinto muito, e até mesmo revoltante.
Entendo a sua revolta, eu me sinto do mesmo jeito. Até quando as pessoas vão agir dessa maneira?

Beijos

Carla

Planejando Bebê disse...

Oi linda

Tb fico "p" da vida com essas coisas!!
Tem gente que se acha tão superior, que não podem se abaixar e pegar algo que derrubou...

E como vc disse: educação não escolhe classe social. Já vi uma pessoa sem instrução alguma, recolhendo uma garrafinha de água que um ser "instruído" jogou no chão...


Boa semana pra vc!
Bjs

Apenas um lugar para ser disse...

mas é assim msm, infelizmente... oq há de gente estúpida e mal educada no mundo é incontável.

uma otima semana p\ ti, beijos!

neninkinha disse...

ola querida ! adoro seus posts!
concordo com vc imperdoavel,aqui em Curtiba o pessoal tem um pouquinho mais d conciencia naõ vejo com muita frequencia,mas sempre tem um espirito d porco né!


bejo

Fabi disse...

Oi Flávia, conheci seu blog hoje e já está na minha listinha de preferidos! Gente sem noção tem para todo lado, mas hoje em dia eu não sou tão impulsiva como era antes, de ir lá e falar com o dito cujo. É que a gente não sabe o nível de loucura do outro, hoje em dia se mata por qualquer coisa. Faço minha parte, converso com meus amigos, mas tenho não me irritar com estranhos.
Estou meio atrasada, mas, segundo eu entendi, você mora no Japão, né?! Vou querer ler o seu blog todo, com tudo o que perdi... vai levar um tempinho...
Beijo!

De tudo um pouco disse...

Flávia

sabe o que eu acho ainda pior??
essas madames passeando com seus cachorrinhos de "grife"..não são capazes de recolher o cocô dos danadinhos...me matam de raiva...

beijocas

Loisane

Ronda disse...

Oi Flávia,
É lamentável vermos esse tipo de coisa ainda acontecer. A sua revolta contra este tipo de atitude é tão grande quanto a minha.

Não tenho certeza, mas acredito que no Brasil seja muito pior... infelizmente.
Abraços!!

Coração disse...

Oi Flávia!!!


Entendo perfeitamente o seu tom de revolta no post. Eu vejo isso na rua e fico impressionada. E concordo com vc de que educação não depende de classe social. Um absurdo isso!


Beijos e ótima semana!

bianca g. disse...

É verdade, isso também me revolta!
outro dia eu tava no onibus e uma senhora do meu lado pediu pra eu jogar uma garrafinha pela janela! como assim?
eu falei: não, num joga lixo na rua não! tem um lixo bem ali (e tinha uma lixeira perto do motorista e estavamos nos primeiros bancos!)

Me senti meio intrometida, mas EUzinha nao ia tacar uma garrafa pet no meio da estrada, linda e cheio de verde envolta (e mesmo que nao fosse) e a garrafa ainda tinha agua dentro!

Revoltei!

rsrs
beijinhos!

Paula Li disse...

Oi Flavinha, a falta de educação também me dá nos nervos.
Quando não tem lixeira por perto, guardo as embalagens vazias dentro da minha bolsa e em casa jogo fora.
bjs

Carla Pinheiro disse...

Oi Flávia

Dá uma raiva né? E quando os porquinhos estão dentro do carro e jogam seu lixo pela janela? ou bituca de cigarro? Uma vez jogaram uma lata que quase pega no meu carro e ainda poderia causar um acidente.

Sem noção é pouco pra esse pessoal que deveria morar bem longe do nosso planeta.

Vc escreve bem demais né?

beijocas viu.

Flávia Souza disse...

Xará, amei seu blog e compartilho da mesma opinião sobre a falta de educação das pessoas.

Bjs, da sua nova seguidora,

Flávia
www.conexaoflavia.blogspot.com

* ah, te coloquei entre os meus favoritos

Pelos caminhos da vida. disse...

Qdo a educação não vem do berço Flávia fica um pouco mais difícil tentarmos mudar as pessoas.
Vejo cada coisa tb que fico pasma.

Estou participando pela segunda vez do amigo secreto da Ester, e hoje estou visitando os novos participantes, conhecendo seus blogs, e porque não fazer novas amizades não é mesmo?

Fica aqui o convite para conhecer o meu blog, será um prazer te receber Pelos Caminhos da Vida.
Meu nome é Ana, muito prazer.

Uma boa noite!

beijooo.

Gi disse...

É amiga.
Em qualquer lugar existem pessoas assim.
Beijos,
:D

Paty Chuchu disse...

Pois e´ menina,tem gente que nao pensa mesmo..as vezes qdo cai algum papelzinho sem querer da minha bolsa ou bolso,eu logo pego do chao,e se todos fizessem assim ,com certeza seria muito melhor mas vc falou e disse,o gentinha sem nocao!!beijinhos querida e uma otima semana pra vc!!

Regina Laura disse...

Flávia menina, que surpresa! Não sabia que vc morava no Japão.
Eita eu, né?..rs
Aqui em São Paulo eu já vi tanta coisa que daria pra escrever um livro.
Depois vem as enchentes e ninguém se responsabiliza por sua parcela de culpa.
Bons modos e bom senso independem do nível de instrução.
Beijão

otilia cristina disse...

QUERIDA ...VOCE NÃO SABE O QUE É AQUI NO MT...AS RUAS DE SEGUNDAS FEIRA MUITA SUJEIRA ...GARRAFAS POR ONDE O POVO PASSA DEIXA LIXO..ME DA PENA VER OS LIXEIROS A NOITE RECOLHENDO LIXO DE GENTE MAL EDUCADA...UM DIA AINDA OUVI UM ABSURDOS..UMA SENHORA GROSSA LOUCA OUVIU EU DIZER QUE ACHAVA UM ABSURDO ESSA SUJEIRA NA RUA ELA DISSE ASSIM""TEM QUE TER SERVIÇOS PROLIXEIRO SENÃO ELES NÃO TEM TRABALHO""QUASE QUE RESPONDI A ELA QUE ELA DEVERIA ESTAR DENTRO DE UM SACO DAQUELES ..NUNCA VI UM TAMANHO ABSURDO...FICO INDIGNADA ...MAS COMO VOCE DISSE ...FALTA EDUCAÇÃO DENTRO DE CASA DO BERÇO..COMO NOSSOS PAIS NOS DERAM..E FALTA DE EDUCAÇÃO DINHEIRO NÃO COMPRA...OU VOCE TEM DOS PAIS OU VIVE INCOMODANDO OS OUTROS..COM LIXOS ..E OUTRAS FALTAS DE EDUCAÇÃO PELA VIDA...
BJS QUERIDA

Roberta Portela disse...

Aff... gentinha sem noção mesmo! Pior que tá cheio delas por aí...

Beijos

K∂riиє* Smith. disse...

Eu escrevi isso no meu post de ontem, Educação do brasileiro deixa a desejar, mas alguem frisou que os orientais e latinos em geral competem no titulo dos mais mal educados...

K∂riиє* Smith. disse...

Aliás, tremenda coincidência a gente tocar no mesmo assunto, né?

Valquíria Oliveira Calado disse...

Olá querida, vim deixar um abraço e conhecer seu espaço.

...VEM DE DENTRO UMA FORÇA MAIOR
CRIANDO POSSIBILIDADES NAS IMPOSSIBILIDADES
NOS LEVANDO A VOAR NOS SONHOS
FLUTUAR NAS INCERTEZAS
ULTRAPASSAR LIMITES
IR ALÉM,
NOS LUGARES ANTES NUNCA IMAGINADOS
ROMPENDO AS CADEIAS.
QUEBRANDO OS GRILHÕES
SENDO VITORIOSO
REALIZANDO SONHOS

Luziane Lima disse...

Adorei o post Flavia,aqui acontece demais!!!fico indignada...já vi gente jogando coisas pela janela do ônibus,de carro..de todo canto que puder imaginar!!E quando a pessoa reclama é chata!!pode?Ando sempre com um saquinho na bolsa porque nem sempre tem lixeiro perto,mas melhor seria se fosse igual ao Japão e não tivesse e cada um fosse responsável por seu lixo.Assim eu queria ver se todo mundo ia jogar na rua e viveriamos num verdadeiro chiqueiro!

Adorei o post.(sempre adoro suas postagens!rsrs)

Bj,
Luzi
www.de-sapatilha.blogspot.com

P.S.:E vou até colocar o link no meu twitter /@dsapatilha

Misturação - Ana Karla disse...

Tem um selo pra você lá no blog
Xeros

♥ Erika Saab disse...

Oi, Flávia, andei afastada um tempinho por problemas técnicos do computador, mas agora está tudo ok. Como está você? Senti falta de ler seu blog estes dias. Olha, isso que você falou é mais pura verdade, muita gente não consegue pensar de forma coletiva e não entende que não vive sozinho no mundo! Acabei de voltar do centro da cidade onde moro agora e estava comentando com o meu marido como lá era limpo, nada de lixo nas ruas e nas calçadas. Isso me alegra muito. Se todo mundo fizer sua parte é melhor para todos! Beijos

Depois dos 25, mas antes do 40! disse...

Fla, quando vejo uma coisa dessas fico louca de raiva! Tenho vontade de ir lá e falar, mas... geralmente quem faz essas coisas também é bem grosso!!!

Por isso, às vezes, é melhor seguir em frente.

Beijos!

Blog Sozinha ou Acompanhada disse...

É Flávia...educação é tudo!
Realmente é triste ver o que a ignorância faz!
beijocas,
mari

Teresinha Ferreira disse...

Olá,
Passei para conhecer seu blog e gostei muito.
Pois é, a falta de educação é enorme. Fico horrorizada com pessoas que jogam lixo na rua. Que estão dentro do carro e abrem os vidros, sem se importar com nada e descartam latas, papéis e tudo mais.
Estou te seguindo
Bjs mil

Mi Satake disse...

É amiga, isso é pessimo!
Mas falta de gentileza, ma educação e coisas piores ainda assolam o mundo assim, infelizmente são realidades!
Revoltante, né?
Aqu no Brasil e constante ver pessoas fazend isso. é cultural.Lamentavel!

Beijos beijos

Nira disse...

Gostei muito da idéia de cada um ser responsável pelo próprio lixo, mas acho dificilimo uma idéia dessas virar moda no Bras il...

Roberta disse...

Imagino a raiva que vc sentiu, realmente gentinha sem noção! bjos amiga

Evelyn disse...

Muito engraçado e curioso.
Hoje quando estava vindo pro trabalho vi uma moça fumando em seu carro, e de repente, não mais que de repente a porcona jogou a bituca pela janela.

Eu acho triste essas coisas!
Detesto gente porca e sem noção, minha bolsa vive cheia de papel de bala, pq eu sempre guardo os meus pra poder jogar no lixo de casa!

Gostei do seu canto, gostei da maneira como vc escreve!

Voltarei!!!

Bjos

gigi disse...

Ola Flavia ,eu sempre faco isso que o seu esposo falou ,quando nao tenho onde jogar o lixo coloco em uma sacolinha plastica e levo pra casa .obrigado querida, pelo carinho e prestigiar sempre o meu humilde blog, ainda em construcao .bjs

Anne Lieri disse...

Flavia,adorei sua cronica!A questão de pensar no outro é mesmo uma coisa que vem de dentro e tem gente que precisa tomar um cházinho de symancol...rssss...a imagem ficou hilária!Bjs,

.:*Alinezinha*:. disse...

Rachei de rir dessa parte: "Quem tem educação, tem!
Quem não tem, mata a gente de ódio!"
Eh exatamente assim que me sinto quando me deparo com essas pessoas sem-noção.. dá vontade de sacudi-las até q elas entendam o q eh ter educação.
Mas enfim, faço a minha parte de cidadã e tenho minha consciência tranquila. Ah, e esse negócio de lixeira na bolsa eu já faço.. acho q eu ia adorar o Japão, outro nível. rsrsr
Bjus no coração :*