28 de out de 2010

Brechó, um dilema para mim

Gente, brechó é um lance mal resolvido pra mim! rs
Vejo tanta gente viciada nessas lojinhas, comprando roupas, sapatos e acessórios usados com tanto prazer, que fico pensando porque não consigo me acostumar com essa idéia.

É evidente que num bom brechó tem roupas incríveis, bolsas de marca luxuosa, jóias raras, sapatos maravilhosos e até roupas usadas por celebridades. Através de bons brechós vocês poderão ter acesso a peças européias, modelos descolados e super originais, inclusive de época. São todas lavadas, bem cuidadas, etiquetadas e colocadas a venda com muito capricho, porém, nada disso me faz esquecer que são itens usados.

Olha o que acontece com a "sra. neura" aqui.
Por exemplo, se eu calçar um sapato usado vou ter a impressão de "pegar" o chulé ou a frieira do seu ex-dono. Não ri, é sério gente!
Se eu vestir uma blusa ou um casaco, terei medo de transpirar e fazer "aflorar" o odor do seu ex-dono.
Se eu comprar uma jóia ou um acessório também ficaria com aquela neura na questão da energia da pessoa que usou. Será que os objetos são capazes de transmitir energia negativa de pessoa para pessoa? hahaha.... Tá, parece loucura, mas acredito que não estou sozinha neste clubinho das "perseguidas" neam?!

Outra coisa: e se eu estiver usando uma calça ou um blazer de uma pessoa que morreu?
Imaginar que aquela linda cristaleira ou aquele belo sofá da loja de móveis usados (aqui no Japão tem muitas lojas de móveis usados) já pertenceu a um falecido, me dá uma coisa estranha.
Esse lance da pessoa ter morrido me incomoda. Como vou saber de onde veio cada peça? Se seu ex-dono era limpinho? etc...

Meu lado racional pode até dizer que não tem nada a ver, mas já tentei comprar cada coisa linda nessas lojas, mas nunca consegui. Na hora H amarelei!

44 comentários:

HEIDY MULHER QUE AMA disse...

kkkkkkkkkkkkk Difícil mesmo amiga,tbm penso assim,eu por exemplo só passo em frente dessas lojinhas e penso ,outro dia eu entro, e nunca entrei acredita.
Realmente deve ter muitas coisas legais,e não vejo nada contra a quem compra usa e gosta.bjssssssssss
De sua amiga.
ótima 5º pra vc!!!!!

Lilian Amorim disse...

Vc com seus posts sempre autênticos kkkkkk estou morrendo de rir com vc.
Nunca comprei nada pra mim em brechó, mas pq nos que já fui não tinha nada que me encantasse de fato. Mas descobri um brechó infantil com coisas lindas e novinhas que vira e mexe dou uma passada pra ver se acho algo para o Davi. Juro que na hora nem penso de onde veio, quem usou, se já morreu...rsrsrs
Beijos

Rejane Alves disse...

hahahahaha...
dei muita risada lendo esse post,
acredita que já tive esses pensamentos!?
Nunca comprei nada em brechó, tenho calçados e roupas doados por pessoas que conheço e que são vivas..rs..

Adorie o post.

Blog Sozinha ou Acompanhada disse...

Flávia sou igualzinha a você! Nunca comprei nada em Brechó, nada de artigos de uso pessoal - tb não gosto! Coisas pra casa tudo bem, não me importo não e tão sinto o mesmo que vc em relação à morte...hahaha... mas coisas de outras pessoas roupas, sapatos, bolsas etc, thank you but no thank you!!!!
beijocas,
Mari

Sandrinha disse...

Oi Flávia,
Bom dia!
Então eu faço parte deste grupo....rsrsrs.
Não gosto de usar nada de ninguém e q ninguém use o q é meu.
Só permito esta troca com minhas filhas.
E não é neura toda energia é passada sim, se forem positivas legal, e se forem negativas?
Q saber de outra neura( eu não acho assim tá....hahaha), não entro com o sapato q venho da rua dentro de casa, deixo logo na área de serviço e coloco meu chinelo q uso somente em casa.
Tem uma explicação p/ isto e não somos neuróticas, estamos agindo super certo tá amiga!
Bjks!!

disse...

Bom...
Já vi que faço parte da turma que ainda não comentou aqui.
Apesar de esses pensamentos como os seus rondarem minha cabeça todas as vezes, já comprei em brechó, e já fiz boas aquisições. Uma vez comprei uma blusa meio social, quando eu tinha 12 anos. Até hoje não dei cabo na blusa, ela é uma coringa no meu guarda-roupa.
Quase não uso mais ela, mas gosto muito dela.
Quanto à sapatos, acho que eu sou como você. Mas quanto à roupas, já me arrependi de ter tido esses pensamentos e não ter comprado a tal roupa....

Desabafo disse...

Tb sou neurótica com isso.
Confesso não ter coragem.
Ficou com nojinho de usá-los.
Ainda mais calça e sapatos.
Acho que aí já é intimidade demais né? rsrsrs

Anos 80 foram mágicos. Gostaria de encontrar alguns brinquedos da época pra guardar pra minha filha (se eu tiver uma menina rsrsrs).
Bjos.

Janaina Cassis disse...

Flávia
Adorei o post, e deixa eu te contar minha história ligada aos brechós...
Então eu sempre amei o fato de poder garimpar peças nessas lojas, peças que não encontraria em nenhuma loja e dar a elas a minha cara, customizar mesmo, amo de fato fazer isso.
A um ano mais ou menos conheci os brechós virtuais, gostei tanto que criei o meu, pegava peças consignadas de amigas minhas e vendia pela internet, ganhei algum dimdim com isso e deu certo por um tempo mas como minha rotina é muito corrida acabei ficando sem tempo pra cuidar dele como deveria e decidi fechar a 2 meses.
Num mundo que se fala tanto em reciclagem acho que o reaproveitamento de roupas e sapatos nada mais é do que isso tbém...
Ainda mais qdo essa peça tem aquela marca maravilhosa e tão sonhada que normalmente eu não poderia comprar.
Aqui na minha cidade existem dois brechós de luxo, onde as "dondocas" deixam as coisas que não usam mais ou que compraram e enjoaram só de ver ela ali parada em seu closet, eu, comprei muitooo já dessas peças e continuarei comprando e não porque minha situação financeira não me permita comprar em loja, mas sim porque acho desperdício paga xxx,xx se posso paga xx,xx, rs, valorizo cada centavo que entra aqui na minha casa e tento fazer render tudo que é investido, seja em roupas ou até no mercado!!!
Ah! e qto a esse fato de energia negativa e talz, não desacredito massssss o lado da "economia" nem fala mais alto ele grita mesmo com relação a esse fato, e outra Deus é maior que essas coisas, então sou Dele e confio plenamente somente Nele...
Beijossssssss, Jana.

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

ahahahaha
mas é por ai mesmo, acho q todo mundo pensa isso.
tudo é esterilizado, bem lavado. mas acho que fica a energia da pessoa, não fica não?

uma amiga minha, que estuda muito energias diz: toque a roupa ou o objeto em questão. se te transmitir uma boa sensação, é seu. senão...deixe ficar.

pior q tem mta coisa bem legal nos brechós daqui!
bjs

Toque de Elegância disse...

Fla kkkkkkk boa boa!! Olha pensando bem acho que nao eh muito uma questao de neura sabe...eu acredito muito em energia e concordo que mesmo lavando a roupa e tal..a energia sendo positiva ou negativa, esta ali. Sei la concordo contigo amiga.

Bjs Gi..
http://toquedeelegancia.blogspot.com/

Jane disse...

Oi Flávia!
Eu nunca comprei nada em Brechó. Já entrei, dei uma olhada, não achei nada que me agradou e confesso que entrei na loja, já com um certo "preconceito"... Pensando em usar roupas que eu nem sei de quem foi...
Não sou mt fã de usar roupas dos outros (emprestada), mas se precisar, eu uso sem problemas. Até gosto de ganhar roupas de alguma amiga.
Mas de quem eu não conheço é realmente estranho.

Jamile Böhr disse...

Oi Flávia...eu tenho o mesmo pensamento q o teu...até jah comprei umas coisinhas de brechó...mas nunca consigo usar naum...principalmente se naum sei de quem veio...qndo eu tinha orkut...eu add brechós....olhava,olhava...mas sabe...naum conseguia fazer as compras...acredito na energia pesada tbém...entaum...depois ví que realmente naum é minha praia...eu prefiro mesmo demorar um pouco pra comprar,mas comprar coisas novas...Até queria conseguir ser "rata" de brachós...mas acho q realmente não consigo...Bjossss...Adoroooooooooo teu cantinho.*-*

Nai disse...

Oi Flávinha,

Eu lembro de você ter comentado uma vez sobre isso, só tu mesmo. Eu acho engraçado e morri de rir com o seu post, se aparecer alguma alma penada lá em casa atrás de algum vestidinho que eu comprei no brechó vou te mandar por sedex porque a culpa é tua.

Super Beijo

Desabafo disse...

Oi Flavia, já fui lá me apresentar pra Mari. Gostei mto do blog dela.
Ela tb teve um dia daqueles rsrsrs
Poxa, seria muito bom se vc estivesse no encontrinho tb.
Depois a gente compartilha as fotos.
Bjos.

Maria Célia disse...

Boa tarde, Flávia
Também nunca consegui comprar nada em brechó, até porque aqui onde moro por ser uma cidade pequena do interior de Minas,não tem um brechó de qualidade. Não sei se teria coragem de comprar roupas de grife, vendidas nestes locais.
Quanto a móveis não teria problema nenhum, não acredito muito neste papo de energia ruim de alguém, passar pra mim. Acredito muito em Deus e na sua proteção, que muita coisa não me assusta.
Minha irmã morou em Nova York e ela comprou muita roupa em brechó, principalmente casaco de inverno, os quais já usei quando fui ao Sul do Brasil.
Mais enfim... as opiniões são diferentes.
bjos

Thais disse...

ai... tb nao consigo comprar nada em brecho... aqui na italia tem alguns que eu ja vi, mas o cheirinho ruim que sai de la de dentro nao me da vontade nem de entrar. adoro roupinha nova, com cheirinho de nova, etiqueta estalandooo.. amooo! nao gosto de brecho decididamente

Betty Gaeta disse...

Oi Flavia,
Ri muito das suas neuras. Confesso que sapato eu não compraria, aliás tenho um pouco de implicância de experimentar sapato e pensar que outra pessoa com micose nas unhas tb provou.
Aqui em Bauru os brechós são muito ruins, estão mais para bazar da pechincha, mas já comprei uma blusa de tricô linda em um brechó, paguei R$ 10,00, agora pago R$ 15,00 para mandar a lavar a seco, pois tenho medo que estrague (sei que não tem muita lógica, mas fazer o que?).
Bjkas e uma ótima 5ª - feira para vc.

http://gostodistonew.blogspot.com/

Paula Li disse...

Oi Flavinha,
não costumo comprar roupas em brecho e nunca parei para avaliar o motivo, se bem que aonde moro só vejo brechos com roupas que nem mendigo usaria.
Minha tia tem brecho e eu costumo "doar" minhas roupas usadas e também não vejo problemas em aceitar as
"doações" da minha cunhada ou alguma amiga.
bjs

Mi Satake disse...

Amiga, sem maiores comments.
vc ta certa. Olha não ponho roupa nem minha mesmo se eu usar uma vez, deixar pra usar de novo e demorar a fazer isso, por exemplo. Pra mim já empoeirou (pq deixo fora do guarda-roupas né).
Calças djeas por ex., q da pra usar mais de uma vez, ficam iso -la-das das outras.
Nem pensar em usar coisa de outro. Morro só de pensar.
Sou como vc e vc falou td no post.
Ta otimo e bem resumido.
Detesto brechos!

Beijão

K∂riиє* Smith. disse...

Gata garota, o segredo e fechar o olho e se jogar sem pensar muito.
Aqui na Irlanda, como já escrevi em um post do meu blog, tem um charity shop em cada esquina e muitas vezes encontro coisas bem bacanas por lá, se eu te disser que nunca me pre-ocupei com essas coisas que vc se preocupa, vc acredita?
Tudo bem, tenho meus critérios, não compro sapatos ou coisas de cozinha, mas coisas para casa, sem problemas...

Nira disse...

Vou te ser sincera: adoro peças de brechos mas só compro o que pode ser muito bem lavado antes de ser usado, rsrs

Iris Belle disse...

oie
Nunca comprei em brecho , mas tem gente que acha coisas maravilhosas ne


beijus

Mimo Chic disse...

Flavia, adoramos seu blog, navegando te encontramos! O maximo, estava rindo sozinha, e confesso que concordo muito com vc!
Seguiremos com seu blog, é muito bom!
esperamos retribuir seu com carinho com o nosso
Bjs
Lulu & sol

Carla Pinheiro disse...

Flavia...

Acho que 90% das pessoas pessam como você, viu? Pelo menos as que conheço....hihihi

Eu acredito muito em energia, mas nada que um bom sabão em pó não resolva....rs

Particularmente, nunca comprei nada por falta de oportunidade ou preguiça, sei lá, mas usaria fácil uma bolsinha chanel usada..rs

As vezes vc poderia estar usando uma bolsa que uma 'amiga' deu carregadda de péssimas energias e nem ia saber...

Agora o papato é meio punk...

beijocas

Satie disse...

Fla,

eu tbm pensava assim antes, mas aprendi umas "mandingas" pra tirar a energia da pessoa anterior e fiquei mais tranquila kkkk

Na verdade depois que comecei a fazer joias, e vi que tudo se transforma, acho que susseguei.
Lembro que qdo fui fazer um par de aliancas de casamento pra um casal de amigos, ela trouxe um colar que o pai dela tinha dado a mae pra usar o ouro.
Ai uma outra amiga disse "Ai, mas eh pra casamento, compra novo pra ter energia nova" mal sabia ela que mesmo os novos sao feitos com ouro "usado". Sabe leilao de penhor? puis eh!
Mas sapato eu ainda fico com pe atras...kkkk

bjks

Pérolas do Oriente disse...

Oi Flávia
Como você está, sou a Sheyla da Record lembra de mim?
Gostei desse seu post, porque oque mais tem aqui no Japão é Risaikuru rs.
Pensei bastante em você essa semana e decidi dar uma passadinha aqui para saber como você està ^.^ ...
Felicidades Flavia que Deus te abençõe. Não esquece de nós ta bom rs.

Beijo

• déia musso • disse...

Flá querida!

Penso como vc, tenho umas "frescurites" tbm sabe...rs
Desculpa o sumiço amiga, estou numa correria por aqui1
Te explio melhor por e-mail...
Passei pra dizer que hj recebi seu postal!
AMEI
Obrigada, vou fazer questão de postá-lo esse final de semana =D

Adoooro vc querida, de ♥

Fica com Deus e linda sexta-feira!!!

Artesanato feito a mão disse...

oieee...meu amoreco tudo bem??????????só passando para te deixar um beijinho e te desejar um bom fds....aki p nós terça-feira é feriadão que gostoso hein......bjuxxxxxxxxxxx miga.....e a minha mamis manda enormes bjus p ti.....

Flávia disse...

Oi Sheylinhaaaaaaaaaa!!!!
Responderei aqui ao seu recadinho porque não tenho mais Facebook nem Twitter. Todos inúteis para mim neste momento. rsrs

Amiga, que surpresa maravilhosa receber sua visita no meu blog. Adoro você e sinto muitas saudades... de você.... do pessoal.... da Cris.... enfim... nos divertíamos muito!!!!

Um beijão para você viu???
E apareça mais vezes!!!!

Beijos!!!!

Tati Pastorello disse...

Oi Flávia, sou do seu time. Acredito tanto na energia quanto nas questões de higiene. Ah, para mim não dá não... Minha questão não é nem saber se morreu ou se está vivo, mas que tipo de energia deixou impregnada ali. Eu sei que podemos transmutá-la, mas não sou tão evoluída a este ponto, não é? Então melhor deixar a peça lá, bonitinha, lavadinha... Na minha casa também não entra!
Beijos.

Nira disse...

Flavinha, relaxa. como eu disse pra Déinha, ninguém nasce sabendo. Você nasceu andando? Eu também não. Tive de aprender, rsrs
E há pouco tempo também não sabia o significado do termo.
RA quer dizer reeducação alimentar e AF quer dizer atividade física. espero ter ajudado. E lembre-se sempre: vergonha, não é não saber: é fingir que sabe e sair falando besteira por aí, rsrs

disse...

Oi moça.
Sobre aquele texto, será que dá pra descobrir o autor??
Bom, você me fez pensar num lado que eu mesma não tinha pensado. Apesar de eu me definir como pessimista/realista, sabe que eu não tinha dado atenção ao lado ruim da coisa no texto????
Eu só parei pra pensar no que ninguém vê de bom naquilo que sou. Nem lembrei das coisas ruins que sou e ninguém vê. Mas aí, depois de ler o que você disse, cheguei à conclusão de que somos ambos os lados, e que talvez não fossemos solteiros e odiados, sabe? Talvez fossemos mais amados, talvez mais odiados. Mas mesmo assim, as pessoas pensariam que nos conhecem, e não conheceriam o todo. Mesmo assim, somos muito mais que imaginamos. E ainda assim somos simples réplicas da imagem do Papai de céu, humanos imperfeitos.

Escreve o post sobre o filme sim!
Escreve que antes eu tinha achado esse filme um outro clichê do cinema norte-americano, mas pelo pouco que você falou está me dando uma vontade de assistir!
Beijo

pequena disse...

Adorei seu blog flor!Estou seguindo e bjocas e bom fim de semana!

♥ Erika Saab disse...

Flávia, lembrei tanto da minha avó lendo este post, ela sempre falava isso hahaha. Olha, eu nunca comprei roupas de brechó, mas acessórios, sapatos, isso aí eu já comprei sim, até porque gosto muito de coisas antigas e tudo bem que agora o retrô tá na moda, mas por um bom tempo era difícil achar essas peças novinhas nas lojas. Agora, toda vez que entra num brechó vou lembrar de você rs.

Greyce disse...

Eu faço parte desse clubinho das perseguidas.rsrsrs
A unica coisa que compro de segunda mão são livros.
Mas brecho, nao consigo. Quem sabe um dia eu mudo? rsrsrs
bjos

Maitê disse...

hahahahahahahaha ... Adorei o post ... E posso dizer que me achei bem parecida com você neste momento ... Eu também fico com receio de pegar um chulézinho ... uma frieira ... E usar roupas de pessoas falecidas então ???? Acho que eu não conseguiria !!! Por isto sempre entro nos brechós, vejo várias coisas e nunca consigo comprar nada (rs....).

Beijinhos !!!!

Jú Ferrer disse...

hahahahaha, que eu adorei a parte da roupa da pessoa que já morreu!!!

Mas eu tenho sério problemas com brechó, acho tudo mei "fubento". Não compro em brechó, não.

Beijocas

BelezaSanta! disse...

Flávia, concordo quase 100% com vc.
Nunca comprei em brechó, mas realmente usar roupas de outras pessoas não e muito a minha pria não. Nunca entrei em um. Mas se um dia encontrasse uma bolsa legal, vintage...aí sim.

Agora fiquei pensando, já pensou usar um roupa de quem ja morreu???rsrsrsr

beijos

gigi disse...

Oi Fla,tudo bem Flor?eu to rindo aqui sozinha do seu post rsrsrs,mas sabe que esse negocio de energia e muito serio mesmo!!!!e vc me fez lembrar uma historia que minha amiga contou que passou aqui no Japao .nao sei se e verdade ,mas ela jura que e.entao ela pegou um sofa no gomi ,disse que era muito bonito o sofa .e ela ficou toda feliz com a aquisicao .mas uma bela noite ela levantou para ir ao banheiro e tinha um velhinho sentado no sofa.ela disse que quase morreu de susto e no dia seguinte se desfez do sofa,e nunca mais quiz saber de coisas usadas rsrsrrsr.beijos querida

Nutri Bobagens disse...

hahahaha morri de rir com esse post, mas tbm tenho essa neura, roupa usada nem pensar!
E qto as energias, eu acho que passa sim, cada um tem a sua e carrega isso nos seus objetos tbm, por tanto eu acho que passa.

bjoS2

Yumi disse...

Oi linda!

Obrigada por visitar o blog, adorei de verdade!

hj tive tempo de ler mais alguns posts, me identifiquei com vc nessa questão...

Por ex, no meu casório... eu espremi as economias mas saiu um vestido de 1. aluguel, molde escolhido por mim, a minha cara...
mais q ter uma peça exclusiva não queria ter pego a energia de outra noiva (vai saber né...)

e por isso tb sou contra brechós, justamente por esse lado energetico e talz...

Bjks!

disse...

Também tenho um pouco de cisma, mas conheço um ótimo aqui perto de casa de uma vizinha do meu prédio que só vende roupas finérrimas de grifes famosas. Mas nunca comprei lá não, quem sabe um dia. Bjs.

Atelier da Filó disse...

Tb não consigo...rs...

Hidemi disse...

rsrs eu to nesse clube tb
roupas usadas, soh se for de alguem que eu conheco, e que eu goste...
objetos usados, eu comprei uma geladeira, 1 vez pra nunca mais, minha casa encheu de barata rs, juro! precisei detetizar a casa, passar o dia todo fora por causa do cheiro, e o pior, qdo voltei precisei recolher todas as 57 baratinhas mortas ou moribundas... argh
mas tem coisas que nao ligo, tipo livros usados e games...