22 de ago de 2010

Você: Vítima ou Vilão?

Depois que assisti ao filme Simplesmente Feliz no início desta semana que passou, decidi que me esforçaria mais para ser tolerante com as pessoas, mais impermeável às chateações alheias e mais sorridente. Acredito que a alegria e o sorriso fácil devem ser exercitados. Um dia ouvi de um palestrante a seguinte frase:

"Se todos os dias você reservar apenas 5 minutos para sorrir, mesmo que forçadamente no início, com o tempo, seu sorriso será uma coisa natural na sua vida. Praticando o sorriso, estaremos nos condicionando, até que um dia você se pegará rindo a toa espontaneamente"

Juro que estou tentando, mas é tão difícil... muitas vezes estamos ali... na nossa.... tranquilos.... e de repente alguém se aproxima e te traz uma bomba ou seu chefe te maltrata; ou você sente a ingratidão de alguém; ou algum parente morre; ou seu filho se machuca; ou roubam seu carro; ou seu namorado termina com você, etc etc etc......

O que estou tentando dizer é que por mais que exercitemos o sorriso, a paciência, a generosidade e a alegria, sempre teremos pedras no nosso caminho. Até aí, normal. Esta é a lei da vida e todos sabemos que essas pedras sempre existirão, até para nos fortalecer!

Mas, há um porém.

Esforce-se para que tais pedras sejam colocadas pelo destino e não por você mesmo, ou seja, não tome decisões ou aja impulsivamente sabendo que isso poderá ter consequências ruins (que são exatamente as pedras).

Se os problemas aparecem nas nossas vidas por acaso (se é que o acaso existe) ou por pura falta de sorte, vamos lá, encare de frente e derrube este obstáculo. Não terá muito o que reclamar porque tinha que acontecer. Agora, quando você mesmo caça sarna para se coçar, aí já é uma questão de rever seus comportamentos.

Será que você é uma pessoa de má sorte ou você mesmo está buscando seus problemas?

Se algo ruim acontece de fora para dentro (por exemplo, roubaram seu carro), podemos dizer que foi má sorte. Mas, se você decide não estudar e repete o ano, não foi questão de má sorte e você não foi a vítima, pois agiu para que isso acontecesse. Assim, de vítima, você passa a ser o vilão de si mesmo.

Antes de culpar os outros pelo que acontece com você, pare e pense se seus problemas não foram alimentados por você mesmo. E continue praticando o sorriso.


Leia também:

33 comentários:

Lilian Britto disse...

Eu aprendi a filtrar os problemas. Faço assim: problemas importantes (q merecem minha atenção e talvez minhas lágrimas) e problemas sem importância e esses últimos, não merecem sequer a minha atenção. Gente que quer nos ver pra baixo tem aos montes por aí. Tem gente q se compraz c a nossa tristeza, c o nosso nervosismo. Procuro ser justa comigo mesma e analisar se o q estou fazendo realmente está me fazendo bem, pra não estar sendo vilã de mim mesma. E não é fácil, mas já foi pior no meu caso. Já fui daquelas q ficam na cama chorando e se lamentando pelo leite derramado, daquelas mulheres teatrais que fazem cena por qualquer bobagem. Hoje penso que melhorei e não é qualquer bobeirinha q me faz desatinar não!
Ótimo post Flávia! Lindo domingo, beijão =*

Meu blog: http://doceinsensatez.com/blog

Marô disse...

Nossa,que post!
Flá,tô sumida,né?
Logo normalizo a situação!rs
Saudades master!
Vou exercitar o sorriso!AMEI!♥
Beijoca

Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ ANDRÉIA Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Sant'Anna disse...

Sou da seguinte opinião: "Quem planta pedra... jamais colherá flores"
E quer saber!? Se tem uma coisa que eu odeio em certas pessoas... é a capacidade que elas tem de serem sempre as vítimas... são vítimas da vida, vítimas das pessoas, vítimas dos familiares,
vítimas do mundo... e nem se dão conta que estão colhendo pedras, porque foi isso que elas plantaram.
Sou adepta a praticar o sorriso sempre... para que as pessoas e a vida sorriam para mim.
Adorei sua postagem.
Bjks e fica com Deus

Flávia Shiroma disse...

Nossa Andréia, que postagem firme!!
Gostei, vc mostrou ser uma mulher de opinião.
Vamos sim sorrir para a vida.
Assim, ela sorrirá para nós.

Um bjo querida.

Flávia Shiroma disse...

Isso mesmo Lilian, temos que nos analisar sempre para percebermos se não estamos sendo injustos não???
Filtrar os problemas e "compartimentalizá-los" poderá nos ajudar a sofrer na medida certa!!
Isso vale um post hein!!!!!! rs
Adorei. Obrigada!

Eli disse...

Flávia, hj voltando de uma reunião, como sempre, pensando muito.
E percebi em mim a tolerância ZERO!
E seria isso q queria postar...
Bom, vou postar sobre o mesmo assunto de uma forma diferente!
Mas foi bom vc tocar no assunto!
Ninguém tá livre de sentir certos sentimentos. Mas poderá melhorar se esforçando né?
Bjos

Danielly Tiepo disse...

Nossa to cada dia mais fascinada pelo seu blog e textos.

Aprendi com muitos tombos que a felicidade depende de nós mesmos e to conseguindo. Mas é MUITO dificil mesmo...

Vo procura o filme!
beijos lindona...

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Oi Flávia! Por aqui tudo jóia, espero que por aí tudo esteja na santa paz.

Beijo imenso, menina linda.

Rebeca

-

Ju Santos - Fotógrafa disse...

Belíssima e invejável, a foto que vc enviou para o concurso, votei em vc. Não tem como, que foto MARAVILHOSA! Depois, qd der uma paradinha nos serviços, vou bolar algo do tipo, para movimentar um pouco minha casinha virtual. Brigadinha por sempre estar por aqui, por tomar este cafézinho no final de tarde .... kkkkkkk Arigato! kkk

♥ Erika Saab disse...

Tô adorando seus posts. Ah, já faz um tempinho que voltei para o orkut, sim, é como você disse, estando longe, ele é uma ótima ferramente para manter contato com amigos e familiares. Mas acabei fazendo um conta no facebook e, sinceramente, acho "o clima de lá melhor" rs, só não encerrei de vez o orkut porque muitos amigos e parentes não tem facebook, então mantenho a conta.

Trocando ideias - Espaço Mulher disse...

Adorei o post!
Querida, sua foto já está concorrendo!
Bjsss
Dani

Paula Li disse...

Oi Flávinha,
sou do tipo quase Zen, não procuro sarna para me corçar e nem faço tempestade num copo d'água á toa. Sou aberta para a vida e para as pessoas, rancor não existe no meu dicionário e para mim um copo pela metade está quase cheio.
E se aparece um problema tento resolver da forma mais racional possível.
Desta forma espero viver bem e bastante, sem rugas, sem enfarte e se Deus quiser sem cancêr.
Bjs

Michelle Nazar disse...

Flá! A Pri me disse para vir aqui conferir sau dica de filme e eu adorei, pois gosto de pensar sempre que podemos ser agentes de transformação, e por que não começarmos por nossas próprias atitudes?! Eu já sorri mais..penso que tantas vezes deixamos as pessoas - não a vida - nos abater e sofremos a ponto de nos apagarmos. Tenho que parar de deixar isso ocorrer! Parabéns pelo LINDO post e quero conferir o filme! Uma sugestão de livro legal também é " Você pode curar sua vida", da Louise Hay! Bjks ;-)

Catarina disse...

oi, adorei tudo aqui.
Suas postagens, são ótimas, adorei ler.
Se poder da uma passadinha lá no meu blog:
http://kah-catarina.blogspot.com
vou adorar se você também seguir e comentar nossa postagens!

beijos, te encontro lá.

Economia Doméstica e Requinte com Ana Paula disse...

Adorei amore.
Bjs

Mika °° disse...

Oie Flávia,

Adorei o seu blog, estou seguindo =D

Gostei do texto, tb preciso aprender a ser mais flexível, principalmente com o meu namorado que diz que eu sempre jogo tudo de ruim nele =/

Valeu a dica.

beijos e passa no meu cantinho tb,

changinroom.blogspot.com

Aislin Alana disse...

Ameiii sua foto e ja votei hein.. rs

Bjinhus flor... tenha uma linda semana!!!!

Wal Marques disse...

Oi querida!!
Que fofa sua passagem no meu Blog,adorei...tambem estou sempre lá na CAE,estou "curiando" tudo aqui....rsrsrs...confesso que amei!!!!!!!!!!!!
Tem posts muito bacanas e seu Bog é um doce,com certeza já estou seguindo!!
Texto incrível,ultimamente penso em sempre me colocar na posição"do outro" fica muito mais fácil,conviver e entender as pessoas...é um ótimo exercicío,nós aprendemos a não julgar a vida alheia e a não se aborrecer tão rápido com pequenas coisas.....
Mil beijos pra você! Estarei sempre por aqui também!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Que post bom. Realmente tem mta gente que procura problemas.
Tudo é ruim, tudo tá ruim, é negatividade que não acaba mais. Planta raiva, inveja, coisas ruins e quer colher maçãs, uvas, flores.

E também há o auto-sabotamento. Já sabemos que a coisa está ruim, que precisamos tomar atitudes. Mas e a coragem em fazer algo que tem que ser feito?

boa reflexão, gostei

(votei na foto rs_) bjs

Gily disse...

Hahahaah Tb adorei a brincadeira !!! sua foto tb está uito linda hihihih bjinhos Gily

Pri Kiguti disse...

Oie Fla!
É isso mesmo, eu já me sabotei várias vezes...
Tento usar o meu mantra diariamente: FELICIDADE SEMPRE! Mudou a minha vida, mas ainda falta um pouco... Na TPM, por exemplo, parece qu e[e mais forte que eu, o mau humor me donima e eu fico cheia de neuras... Ainda bem que passa!
Vamos sorrir mais e mais!
E desculpe pelo papo down de hj... Não imaginava que seria chocante só de contar a história do filme...
E óh! Votei na foto, viu!
Beijokas!
:)

Lellys disse...

Oi Amiga, que post lindo...
Eu mesmo tenho o sério problema de aumentar os problemas na minha vida, se sempre que achar que certas coisas só acontecem comigo...

Não costumo muito criar os problemas e nem pegá-los para mim, só aumento mesmo, o que já não é muito saudável. Tento muito mudar isso...

Mas uma coisa concordo com você, o sorriso, sorria sempre, é sempre bom ser recebida por um sorrriso!!!

beijos e ótima semana...

Glamour Eterno disse...

Amei o post, eu sempre estou sorrindo, tenho uma amiga que não me deixa ficar triste srsrs ela me faz rir o tempo todo que estou comela, e não deixo os problemas me abater, pois sempre hjá uma solução, as pedras que encontro no meu caminho eu tiro ou passo por cima.
Bjão querida.

Lellys disse...

Flávia, como assim??? Que foto do Aquário é aquela??? Perfeita... e impressionante...
Claro que votei na sua foto né... sem comentários sobre a outra foto...
Muito bacana mesmo...

beijos

Bell Pimentel disse...

Oi Flávia,

Muito bom te ver lá no blog. :)

Para ter o selinho,
basta enviar sua foto com seu nome para fashionistabaiana@gmail.com

Beijocas fashionistas, Bell!
[http://fashionistabaiana.blogspot.com/]

Jorge Sader Filho disse...

Fico admirado com a simplicidade e a inteligência dos seus tentos, Flávia.
E encanta a maneira como você pretende ter o seu filho, numa verdadeira comunhão familiar.

Carinho,
Jorge

Desabafo disse...

Flavia,
O que vc escreveu aqui e lá no Desabapho é bem verdade. Nossa felicidade tem que estar mais nas nossas mãos do que nas dos outros.
Obrigada. Suas palavras me ajudaram bastante.
Bjs, Camila.
odesabapho.blogspot.com

Vanessa Sagossi disse...

Oi, Flávia!
Verdade, se tentarmos um pouco a cada dia, podemos ser pessoas melhores!
Eu também procuro seguir essa lógica e sei como é difícil!
Beijo,
Vanessa Sagossi
comentandoofilme.blogspot.com

Ariana disse...

Oi Flá que saudades de você, de passar por aqui...
Flá concordo com o que você escreveu, algumas pessoas atraem energias negativas para a sua vida e as vezes fazem questão de se vitimizarem, acredito que quando estamos disposto em viver bem com as pessoas (apesar de algumas terem prazer de nos tirar do sério)e principalmente conosco, temos que trabalhar firmemente para isso...os obstaculos irão aparecer (não adiantar crias ilusões), mas temos que estar preparadas...
Mil beijos, muita luz em seu caminho sempre...
Te Adoro...

Nutri Bobagens disse...

Confesso que me chateio rápido com as coisas, mas vivo rindo, rindo a toa na rua, lembrando de coisas q passaram.

Cris: Diário ON Line disse...

Flá..... uau! você tem toda razão amiga, é isso que as vezes cobro de mim... ...ou seja quase sempre...sabe, quando eu penso em reclamar de alguma coisa, logo vem na minha cabeça, tah mas e você..o que você está fazendo pra mudar isso? e poxa é muito complicado viu...mudar..encontrar algo para te fazer mudar...enfim..... maravilhoso post amiga.

beijinhos de Luz

Cafofo da Fran disse...

Oi querida
Tô passando pra conferir as novidades
E te deixar um bjinhu

Suellen de Oliveira disse...

Nossa!
Seu post me emocionou!! Acho que as vezes a vida é dura com a gnt, mas um sorriso torna as coisas mais fáceis... É um fio de esperança em nossos corações!

Voltarei sempre!
Grande beijo