8 de fev de 2010

Possuir vários talentos pode atrapalhar


Possuir muitos talentos é uma bênção, pois conheço algumas pessoas que se acham incapazes de serem boas em alguma coisa na vida. Porém, sinto que descobrir mais de 2 ou 3 talentos em nós mesmos pode atrapalhar a vida da gente.

É bem aquele lance de "tudo que é demais atrapalha". Pelo menos é o que venho sentindo.
Antes de entrar para a universidade, não sabia exatamente qual era o meu dom ou talento específico. Para falar a verdade, com 18 anos nem pensava muito nessa questão. Optei pela Psicologia e pela primeira vez senti estar fazendo o que realmente gostava. Conhecer a mente humana, estagiar em hospitais psiquiátricos, aprender a medir o QI e participar das aulas de Fisiologia me fascinavam! A cada dia descobria algo diferente sobre as pessoas e seu comportamento.

Ao mesmo tempo em que estudava, também cheguei a trabalhar por meio período em uma loja de roupas muito conhecida. Adorava aquele clima de loja chique, o cheiro do shopping, aquela circulação de gente bonita, inteligente e altas festas. Me deparava com muita gente fútil também, mas faz parte. Conheci muitas pessoas importantes e influentes. Adorava vestir a mulherada, elas realmente faziam da loja o seu divã e terapia. Sentia que ali também eu fazia o que realmente gostava.

Depois trabalhei com finanças e descobri que me sentia muito bem trabalhando com cálculos, pagamentos, planilhas, enfim, tudo que envolvia números. Sentia que durante tantos anos também fiz o que gostava. Não gostava tanto quanto a loja ou Psicologia, mas descobri um novo talento.

Simultaneamente a este trabalho, já comecei a entrar para o mundo da televisão. Aí sim descobri um talento que realmente não sabia que tinha. Aliás, nunca pensei em trabalhar em tv um dia. Era uma realidade muito distante para mim, meu foco até então era outro. A partir daí muitas coisas aconteceram: entrevistava pessoas, apresentava eventos, comecei a fazer locução para comerciais e cheguei a participar de comerciais de tv também. Claro que diante de tantas coisas, tem algumas que gostamos mais, outras menos, mas a cada experiência nova fui descobrindo novas Flávias.

Em 2008 no Japão, após fazer um trabalho como repórter no programa Comunidade Brasil, recebi um convite para apresentar o programa. Naquele dia fiquei com uma exclamação enorme na cabeça! Eeeeeuuuuu?? Como assim apresentadora?? Na televisão??? Não acreditava naquilo. Para mim, tv era uma coisa bem distante, pois fui criada para me formar na faculdade e levar uma vida formalmente normal. Minha família nunca me incentivara a ingressar no mundo artístico, muito pelo contrário, minha família, há alguns anos, pensava que televisão não era um trabalho normal e que as mulheres teriam uma maior tendência à prostituição. Mas, graças a Deus e à mim claro, essa mentalidade mudou (eu acho!) rs. Claro que sou muito bem dirigida até hoje, ainda estudo, me atualizo, mas sinto que também tenho este talento, mas só o descobri na prática. Talvez, se nunca tivesse esta oportunidade, jamais saberia deste meu talento (mais um). Hoje sinto que faço o que realmente gosto.

Também sou locutora de um programa na Radio Nikkey chamado Coisas de Mulher e após o convite e execução desta função, também acabei descobrindo este talento. Quando estou ao vivo no estúdio, também sinto que estou fazendo o que gosto!

Caramba!! Será que isso acontece com todo mundo também? Ah! E pra fechar com chave de ouro também já trabalhei nos bastidores de shows e eventos como assistente de produção. Foi show de bola. Ameeeeiiiii. Naquele momento sentia que fazia o que gostava meeeesmo


Para mim, isso tem um lado negativo. Sempre estou fazendo várias coisas ao mesmo tempo e nunca consigo focar e me dedicar integralmente a uma coisa só. Faço tudo muito bem feito e com muito amor, mas meu tempo sempre é muito dividido e vivo cansada (fisicamente, é claro). Mas, quanto a isso, não tem problema pois faço o que gosto, mas penso no que vou fazer quando voltar ao Brasil: vou ser repórter? apresentadora? locutora? vendedora? mãe e dona de casa? produtora de eventos? Ter vários talentos é bom, não poderia reclamar, mas também atrapalha a nossa cabeça, fico confusa pois gosto de várias coisas ao mesmo tempo. Isso me torna uma pessoa inquieta e ansiosa. Sempre estou com a cabeça a mil, fazendo uma coisa hoje já pensando no que vou ter que fazer daqui 3 horas ou no dia seguinte.
Vocês também são assim?? Como decidir por um caminho só?

Vejo, por exemplo, pessoas que nasceram para "aquilo" e pronto. Normalmente são os poetas, músicos, advogados e médicos. A pessoa faz aquilo a vida inteira, focada em uma coisa só e consegue trilhar uma carreira de sucesso sem ficar "testando" seus diferentes dons. É como se fossem pessoas que não perdem tempo na vida, já sabem pra que nasceram e vão à luta, sem desvios.
Ainda estou em busca de um caminho só. Por enquanto vou fazendo várias coisas ao mesmo tempo... não tem jeito... até que acostumei sabe. O lado bom é que sempre ouço dos meus amigos que nunca morrerei de fome pois sou pior que bom bril, 1001 utilidades!

Beijinhos e até a próxima!

2 comentários:

maxi disse...

eu tenho 5 talentos e umas ramificações,vc sabe me dizer o nome da abilidade de possuir mais de um talento? Meu contato é por twitter: http://twitter.com/charlesmaxi (ou só @charlesmaxi)

Neide2015 Alves disse...

Vim aqui no google pesquisar sobre isso,"pessoas q possuem múltiplos talentos", pq me sinto exatamente assim, parece q sei fazer é qero fazer tudo ao mesmo tempo, e acabo por ñ consegui fazer é nada direito! Sou enfermeira, mas ainda ñ me encontrei direito nessa profissão, pq olho parA as outras e me dá a impressão q poderia fazer tb outras coisas e ser mais feliz...mas no fim nem uma coisa.nem outra...ser assim é complicado demais!!!