11 de fev de 2010

Meu defeito

Existem defeitos em mim que me incomodam muito e mesmo após 33 anos de vida (quase 34!) ainda luto para mudar. Mesmo com incalculáveis tentativas frustradas, sinto que já tenho 50% do caminho andado, pois reconheço minhas falhas e desejo mudá-las ou, na pior das hipóteses, amenizá-las. Infelizmente nos deparamos com muitas pessoas que têm seus defeitos e não os enxergam. Aí é só lamentação, creio que esse tipo de pessoa vai apanhar mais da vida.
Acho que meus defeitos não são muito diferentes dos de vocês que estão lendo este post, mas existe um deles que mais me incomoda: minha impaciência.

Costumo fazer muitas pesquisas na internet diariamente e um dia desses li que a impaciência está diretamente ligada à imaturidade. Na hora eu assustei e pensei: "Imatura eu? Deve haver um outro ponto de vista". Mas não encontrava esse outro ponto de vista! rs
É difícil admitir de imediato uma falha, ainda mais quando esta falha vem associada à outra! Depois, pensando melhor compreendi que tem tudo a ver.
"Segundo dicionário virtual, a impaciência é o ato ou efeito de não saber esperar; imaturo, aquele que não tem paciência."
Imaturidade significa antes do tempo. Se você provocar uma criança, ela reagirá de maneira imatura  e sem jogo de cintura por não ter domínio sobre suas emoções. Por não ter experiência de vida suficiente, esta criança, por exemplo, vai chorar, espernear, gritar e até se jogar no chão. Você conhece algum adulto que faz isso? Eu não conheço. É porque com o passar dos anos aprendemos a controlar os impulsos e entender que, muitas vezes, o que queremos não é o que podemos naquele momento e que a frustração faz parte da vida (e nos fortalece). Uma criança não entende isso. Um adulto (normal) sim.


Claro que a minha impaciência não é esta de me jogar no chão, mas confesso que às vezes dá vontade viu! O que entendi da associação entre impaciência e imaturidade é que diante de algumas situações eu poderia ser mais calma e menos ansiosa em querer que tudo seja resolvido ali na hora. Porque ter a prepotência de achar que as suas idéias ou modo de fazer as coisas é a melhor solução? Porque pensar que somos mais eficazes que o tempo? Porque querer resolver tudo no dia?

Estou aprendendo com a vida que muitas soluções, explicações, respostas e resultados só vêm com o tempo. Não adianta gritar, estressar, perder o sono, o apetite ou descontar em uma outra pessoa, geralmente nos maridos! rs.

Há uns 6 anos aproximadamente, levei uma rasteira de um ex-colega de trabalho que me propôs parceria no seu projeto e naquele momento pensei em me vingar de alguma forma, perdi muito tempo naquele dia me corroendo de raiva e pensava em telefonar, xingar, gritar e dizer que eu o difamaria à todos que eu conhecia. Tranquilamente meu marido ouvia tudo e, apesar de concordar que fui vítima de uma atitude desleal, tentava me consolar pedindo paciência e confiança na lei da ação e reação, infalível.

No momento da raiva você não analisa adequadamente os fatos e saber ouvir é valioso. A minha sorte é ter um companheiro inteligente e centrado. Acredito que se o meu marido fosse estressado e impaciente, a forma de resolver aquela situação seria bem diferente. Segui seus conselhos e confiei na força do universo: de alguma maneira aquele rapaz pagaria pela sua atitude desonrosa, mas no seu destino não teriam as minhas mãos. Neste caso, a maturidade do meu marido foi fundamental, em nenhum momento agiu com a emoção e isso me ajudou a resolver a questão sem maiores "bafões". Mas, confesso aqui que não é fácil engolir seco e ignorar a mágoa. Depois vale à pena, mas é um exercício muito grande.

Depois de algum tempo fui percebendo que este rapaz não aparecia mais em evento nenhum e, conversando com um aqui e outro ali, soube que nem está mais no Japão, que sua agência fechou e quase perdeu o visto, se já não perdeu! Não digo que fiquei feliz com isso, mas passei a confiar mais na lei superior e entendi na pele as vantagens de procurar incessantemente pela paciência. Ainda tenho muito que aprender, ainda tenho isso dentro de mim de querer resultados imediatos. A paciência ainda não é uma coisa natural em mim, tenho que me esforçar, parar, pensar e desafobar. Acredito que um dia chegarei nesse nível, mas queria que chegasse LOGO!!!!!!  kkkkkkkk..........

Leia também:
 

Nenhum comentário: